Tribunal de Myanmar rejeita recurso. 7 anos de prisão para jornalistas da Reuters

Lynn Bo Bo / EPA

O jornalista Wa Lone (à frente) e o jornalista Kyaw Soe Oo (atrás) à saída do tribunal em Yangon

Um tribunal de Myanmar rejeitou esta sexta-feira o recurso dos dois jornalistas da agência de notícias Reuters detidos por violarem a Lei de Segredos Oficiais e manteve os sete anos de prisão a que foram condenados em 2018.

A juíza Aung Naing disse que os advogados de Wa Lone e Kyaw Soe Oo não apresentaram provas suficientes para provar a sua inocência.

Wa Lone, de 32 anos, e Kyaw Soe Oo, de 28, eleitos este mês “Figuras do Ano” pela revista Time, foram sentenciados no início de setembro, numa sentença de primeira instância, a sete anos de prisão, acusados de violarem segredos de Estado.

Os homens foram condenados por terem documentos do Governo em sua posse.

Os repórteres da Reuters estavam a investigar a morte, em 2017, de dez rohingyas, durante ações de repressão militar contra essa comunidade muçulmana, num caso que a ONU classificou de genocídio.  

Os dois jornalistas foram presos em 12 de dezembro de 2017, na principal cidade do país, Rangum, imediatamente após uma refeição para a qual foram convidados por elementos da polícia.

Os jornalistas alegam que foram alvo de uma armadilha montada pela polícia por causa do descontentamento oficial sobre as suas reportagens que denunciavam a repressão brutal das forças de segurança contra a minoria muçulmana Rohingya, no estado de Rakhine.

A condenação tem sido amplamente divulgada em todo o mundo e é lida como o resultado de um julgamento manipulado, destinado a impedir o trabalho de jornalistas sobre as ações dos militares contra os rohingyas.

Apesar das críticas internacionais, a dirigente política Aung San Suu Kyi – prémio Nobel da Paz em 1991- considerou justificadas as detenções dos dois jornalistas, recusando-se a intervir durante o primeiro julgamento, apesar de o Governo que lidera ter tido a oportunidade de deixar cair as acusações contra eles.

Desde agosto de 2017, mais de 700 mil rohingyas fugiram para Bangladesh, em resultado da violência das forças armadas birmanesas e das milícias budistas.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Pedro Duarte apresenta Manifesto X e conquista abraço do "amigo" Luís Montenegro

O antigo líder parlamentar do PSD Luís Montenegro marcou hoje presença na apresentação do Manifesto X, plataforma cívica fundada pelo antigo presidente da JSD Pedro Duarte. Montenegro, que já admitiu candidatar-se à liderança do PSD — …

Berardo admite chamar Constâncio para testemunhar a seu favor

Joe Berardo colocou a hipótese de chamar Vítor Constâncio a testemunhar a seu favor no processo que a Banca lhe moveu. O ex-governador do BdP defende que a CGD deveria ter agido antes da queda …

Recandidatura de Trump arranca com despedimentos de responsáveis por sondagens negativas

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, apresenta esta terça-feira a sua recandidatura à Casa Branca pelo Partido Republicano, num comício que juntará 20 mil pessoas em Orlando, Flórida, e numa altura em que sondagens …

Atlético ganhou a corrida. João Félix vai para Madrid

João Félix deverá mesmo rumar ao Atlético de Madrid. Segundo escreve a imprensa desportiva esta terça-feira, os colchoneros adiantaram-se na corrida pelo avançado de 19 anos e estarão mesmo dispostos a bater a cláusula de …

Freira e Diocese de Fátima disputam imóveis de 5 milhões de euros

É uma "guerra" que corre pelos tribunais há 11 anos e que envolve um património imobiliário avaliado em 5 milhões de euros. Podia ser mais uma história comum de desaguisados na justiça, não fosse o …

Fim das taxas moderadoras custa mais de cem milhões de euros por ano

O diploma aprovado, na última semana, no Parlamento para acabar com a maioria das taxas moderadoras vai custar ao Estado mais de cem milhões de euros por ano. O projeto de lei do Bloco do Esquerda …

Tancos. Detetada discrepância na listagem de lança-granadas

O CDS alega diferenças entre as listas comunicadas pelo Exército e entregues pela Polícia Judiciária Militar ao Ministério Público e quer alterar relatório final sobre Tancos. O CDS alegou existir uma diferença de 80 lança-granadas …

Rio defende inocência de Álvaro Amaro e critica julgamentos na praça pública

O presidente do PSD defendeu esta segunda-feira, em Viana do Castelo, o respeito pelo princípio de presunção de inocência para todos os portugueses e criticou julgamentos "na praça pública", referindo-se ao processo que envolve o …

Campanha para ajudar Miguel Duarte já angariou mais de 30 mil euros

A campanha de crowdfunding para ajudar Miguel Duarte, acusado pela justiça italiana de auxílio à imigração ilegal, já angariou quase 30 mil euros. Para surpresa de Miguel Duarte, o objetivo inicial da campanha de crowdfunding lançada no …

Misteriosas ilhas artificiais na Escócia são mais antigas que Stonehenge

Arqueólogos da Universidade de Southampton, que trabalharam com colegas da Universidade de Reading e com o arqueólogo local Chris Murray, descobriram que alguns "crannogs" escoceses datam do período neolítico - muito mais antigos do que …