Transição no poder em Cuba é “ilegítima”, acusa secretário-geral da OEA

oasoea / Flickr

Luis Almagro, secretário-geral da Organização de Estados Americanos (OEA)

A transição no poder em Cuba “é ilegítima”, considerou o secretário-geral da Organização de Estados Americanos (OEA).

A vitória da ditadura sobre a liberdade não se chama revolução. A sucessão presidencial à qual assistimos em Cuba é uma tentativa de manutenção de um regime autocrático dinástico e familiar. A isso chama-se uma ditadura”, afirmou Luis Almagro, esta quinta-feira, em comunicado.

A eleição de Miguel Díaz-Canel pela Assembleia Nacional “decorreu sem a livre expressão do povo cubano”, acrescentou no documento, com o título “Cuba, uma transição ilegítima”.

A chegada de Diaz-Canel ao poder “significa décadas de falta de democracia e de violações dos direitos humanos e de liberdades fundamentais”, escreveu o secretário-geral da OEA.

“Em 2018, um regime que prende e cala opositores e dissidentes (…) não pode ser considerado um sistema cuja prática política é aceitável”, declarou o responsável, para quem as ações do regime cubano têm sido extremamente negativas para a estabilidade e segurança regionais”.

No ano passado, Almagro foi convidado a visitar o país para receber um prémio em memória do dissidente cubano Oswaldo Payá, morto em 2012, mas as autoridades negaram-lhe o visto.

“Número dois” do regime cubano, Miguel Díaz-Canel foi eleito esta quinta-feira para suceder ao Presidente Raúl Castro, pondo fim a cerca de seis décadas de poder dos irmãos Castro em Cuba.

Cuba foi liderada pelo “histórico” Fidel Castro de 1976 a 2008 (o líder da revolução esteve antes como primeiro-ministro de 1959 a 1976) e depois com Raúl até agora.

Apesar de deixar o poder, Raúl continuará como secretário-geral do Partido Comunista de Cuba até ao próximo congresso, previsto para 2021, o que faz muitos cubanos pensarem que a passagem de testemunho para Díaz-Canel não trará mudanças significativas.

Designado como o único candidato, o vice-presidente de 57 anos foi confirmado pelos parlamentares por um período renovável de cinco anos, com 603 votos dos 604 possíveis, ou 99,83% dos votos, informou o Cubadebate, o portal oficial cubano na Internet.

Juntamente com Díaz-Canel, foram também eleitos os restantes membros do Conselho de Estado (principal órgão de governo em Cuba), com o veterano Salvador Valdés Mesa como primeiro vice-presidente da ilha.

O grupo de cinco vice-presidentes estará integrado pelo “histórico” Ramiro Valdés, o ministro de Saúde Roberto Morales, a responsável de contas públicas Gladys Bejerano, a diretora do Instituto de Recursos Hidráulicos de Cuba Inés María Chapman e a presidente da Assembleia provincial de Santiago de Cuba, Beatriz Johnson.

O Conselho de Estado também fica composto por outros 23 vogais e um secretário, cargo ocupado novamente por Homero Acosta.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Líbano. Governo corta metade dos salários de políticos em resposta aos protestos

Ao quinto dia de manifestações, o governo libanês respondeu com a aprovação de um pacote de emergência de reformas económicas que deixa cair a introdução de novos impostos e passa pela redução do défice. O primeiro-ministro …

Caso Griezmann. Barcelona paga 15 milhões pelo silêncio do Atlético (e fica com benefício futuro)

Escreve o jornal espanhol El Mundo que Barcelona e Atlético de Madrid já chegaram a acordo no "caso Griezmann". O clube catalão pagou 15 milhões de euros pelo silêncio dos colchoneros, ficando ainda com benefício …

Professor detido depois de ser acusado de agredir aluno “com enorme violência”

Um aluno do 8.º ano da Escola Secundária Rainha Dona Leonor, em Alvalade, em Lisboa, terá sido esta segunda-feira agredido por um professor durante uma aula. Segundo o relato da Associação de Encarregados de Educação dos …

Gabinetes dos novos membros do Governo custam 71 milhões de euros

O novo Governo terá 70 gabinetes no total, que representarão uma despesa anual de, pelo menos, 71 milhões de euros aos cofres públicos, mais sete milhões de euros do que o último. O primeiro-ministro, António Costa, …

Fim do cessar fogo na Síria. Turquia ameaça que milicianos curdos no terreno serão abatidos

O período de cessar-fogo de 120 horas acordado entre a Turquia e os Estados Unidos (EUA) para permitir que as milícias curdas saiam do nordeste da Síria termina esta terça-feira, pelas 19:00 (20:00 em Lisboa), …

Ministro adjunto cabo-verdiano encontrado morto no gabinete

O ministro adjunto do primeiro-ministro de Cabo Verde para a Integração Regional, Júlio Herbert, foi encontrado morto, esta segunda-feira, no seu gabinete, no Palácio do Governo, na Praia, confirmou fonte governamental. Elementos da Polícia Nacional cabo-verdiana …

"Risco de desvio significativo" nas contas do Governo. Bruxelas com reservas sobre esboço do OE2020

A Comissão Europeia (CE) pediu esta terça-feira ao Governo português que apresente uma versão atualizada do projeto orçamental para 2020 “tão cedo quanto possível”, observando que o ‘esboço’ recebido aponta para o risco de um …

Goldman Sachs. Funcionário acusado de divulgar informação em troca de dinheiro

Bryan Cohen, vice-presidente de um dos departamentos do Goldman Sachs, foi acusado de tirar proveito de um esquema que gerou alegadamente cerca de 2,3 milhões de euros em lucros ilegais. Nos últimos 18 meses, dois funcionários …

Encontrada carruagem romana milenar com restos fósseis dos cavalos

Uma equipa de arqueólogos do Museu da Cidade de Vinkovci e do Instituto da Arqueologia de Zagreb, na Croácia, encontrou uma carruagem romanda de duas rodas com os corpos fossilizados de dois cavalos. Os especialistas consideram …

Caos no Chile. Governo anula aumento do preço do metro que iniciou protestos

O Governo do Chile anulou esta segunda-feira o aumento do preço dos bilhetes do metropolitano, depois de a medida ter provocado violentos protestos que se generalizaram no país. Esta terça-feira, com apenas uma linha do metro …