Nem a traição de Merkel conseguiu derrotar o “Ponto G” Guterres

UNHCR / Flickr

O Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados, António Guterres

António Guterres bateu tudo e todos, derrotando até as pressões de Angela Merkel e as movimentações secretas da União Europeia, e vai ser o líder da ONU graças às suas qualidades pessoais que o tornam no “Ponto G das relações internacionais”, como diz um jornalista.

A eleição de António Guterres como secretário-geral da ONU, já aprovada pelo Conselho de Segurança, vai ser oficialmente concretizada na próxima quinta-feira, 13 de Outubro.

O ex-primeiro-ministro português derrotou toda a concorrência e surge como uma escolha quase óbvia, aos olhos de muitos, apesar das movimentações políticas que se fizeram nos bastidores.

A União Europeia terá dado “instruções secretas a favor de Georgieva”, avança o Expresso, referindo-se à vice-presidente da Comissão Europeia que entrou na corrida à última da hora, depois de pressões de Angela Merkel.

A chanceler alemã não sai nada bem na fotografia neste processo, não só por ter perdido a “batalha” que visava a nomeação de uma candidata mulher e da Europa de Leste, mas também porque terá “prometido neutralidade a Portugal” no processo, de acordo com o mesmo semanário.

A “facadinha nas costas” a Portugal, com as pressões exercidas para que o governo búlgaro retirasse o apoio a Irina Bolkova e apoiasse antes Kristalina Georgieva, como veio a suceder, acabou por não ter os efeitos desejados.

A Alemanha procura, desde há muito, aumentar a sua capacidade de influência no seio da ONU.

O país não está entre os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança – China, EUA, França, Rússia e Reino Unido – e tem lutado, nos bastidores, pela ampliação deste leque.

Além destes cinco países com lugar garantido, o órgão da ONU é ainda composto por dez membros não permanentes, que são eleitos de dois em dois anos pela Assembleia Geral da organização.

Em 2004, a Alemanha estabeleceu com Brasil, Índia e Japão o chamado Grupo dos Quatro, que defende a ampliação tanto dos elementos permanentes como não permanentes.

A divisão europeia

Este processo eleitoral na ONU acaba também por evidenciar as “fractura” que existem no seio da (UE) em termos de política internacional.

É que, se por um lado Merkel e a base de liderança da UE, representada por Jean-Claude Juncker, apoiavam Georgieva, França esteve sempre do lado de Guterres.

Esta divisão europeia é bem patente nas palavras do ministro dos Negócios Estrangeiros da Eslováquia, Miroslav Lajcak, e um dos candidatos à liderança da ONU.

“[Georgieva] foi apresentada em alguns locais como a candidata oficial da União Europeia. Causou alguma confusão entre alguns membros do Conselho de Segurança, mas acabou por se virar contra Georgieva”, assumiu Lajcak, citado pela Sputnik.

Certo é que a Europa de Leste é agora a única região do mundo que ainda não teve qualquer representante à frente da ONU.

“O pontapé no traseiro” de que a ONU precisa

A nomeação de Guterres está a suscitar uma grande expectativa e há a ideia de que poderá imprimir uma verdadeira “revolução” na ONU, dando à organização “o tipo de pontapé no traseiro” de que precisa, conforme defendeu o especialista Richard Gowan, do Conselho Europeu para as Relações Internacionais, citado pela BBC.

Para o jornalista Timothy Bancroft-Hinchey, editor e director da versão portuguesa do site russo Pravda.ru, é evidente que Guterres “representa tudo aquilo que a comunidade internacional precisa neste delicado momento”.

Falando de Guterres como “a pessoa do povo”, o jornalista, visto como apoiante do governo da Rússia, destaca que o ex-primeiro-ministro tem trunfos como “diálogo, debate e discussão” que o tornam no “Ponto G das relações internacionais”.

Timothy Bancroft-Hinchey elogia Guterres como um “líder atencioso e pensativo” que “sente as questões sociais” e que favorece uma “sociedade inclusiva e igualitária”, realçando também que é “um homem de princípios, de valores, de acção e de coragem” e que “se levanta contra os lobbies“.

Não é um português suave, representa uma das nações mais antigas do mundo“, “a super potência dos 1500’s”, constata também o jornalista, vaticinando que Guterres pode, realmente, enformar a ONU no lema “nós os povos” que expressa no documento com a sua visão para a organização.

SV, ZAP

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Pessoas que enfrentam bem a manhã são mais saudáveis (e trabalham melhor)

Vários estudos têm demonstrado que algumas pessoas enfrentam as manhãs de forma naturalmente melhor, o que faz com que tenham um conjunto de diferenças cerebrais que as tornam mais felizes quando acordam. Por outro lado, as …

Cavalos, elefantes e peixes. Circo alemão substitui animais por hologramas gigantes

Após muitas críticas e polémicas à volta do uso de animais em circos, o Circo Roncalli decidiu substituí-los por hologramas, tornando-se o pioneiro nesta abordagem futurista. Os circos têm uma história polémica devido ao facto de …

FC Porto 2-3 SC Braga | Vitória no Dragão leva Braga à final da Taça

O Sporting de Braga venceu hoje o FC Porto por 3-2, em jogo da segunda mão da meia-final da Taça da Portugal de futebol, e garantiu um lugar na final da competição. Depois do empate (1-1) …

Mona Lisa: a cadeira escondida que transforma o significado da obra de Da Vinci

O quadro da autoria de Leonardo Da Vinci é a obra de arte mais famosa do mundo. Contudo, há um detalhe que tem passado despercebido: a cadeira onde a misteriosa mulher está sentada. Escondida, mas …

"Projeto Xueliang". O plano chinês para fiscalizar 100% do espaço público

O "Projeto Xueliang" da China tem como objetivo fiscalizar a totalidade do espaço público, transformando vizinhos em agentes de vigilância do Estado. Em 2016, o município de Pingyi, localizado sete horas a norte de Shangai, tinha …

Há quem tome medicamento para cavalos para tratar covid-19, podendo envenenar-se acidentalmente

A pandemia de covid-19 gerou uma série de desinformações, algumas levando as pessoas a tomar medicamentos não prescritos para tratamento da doença, colocando em risco a sua saúde. Quando a cloroquina, medicamento para tratar a malária, …

Parece o "Batmóvel", é movido a energia solar e pode ser produzido em massa

A Aptera Motors está a preparar-se para lançar o primeiro automóvel movido a energia solar a ser produzido em massa até ao final do ano. A Aptera Motors, uma empresa norte-americana, apresentou recentemente o primeiro carro …

George Floyd. Minneapolis ia contratar influencers para combater desinformação durante julgamento de Derek Chauvin

A cidade de Minneapolis, nos Estados Unidos, planeava contratar seis influencers para ajudar a partilhar informações durante o julgamento de Derek Chauvin, o ex-polícia acusado de assassinar George Floyd. De acordo com a CNN, o plano …

Imagens revelam que a Coreia do Norte oculta local onde armazena armas nucleares. EUA planeiam agir

As imagens de satélite mostram que a Coreia do Norte tomou medidas para ocultar uma instalação, que as agências de inteligência dos EUA acreditam estar a ser usada para armazenar armas nucleares. A situação fez …

Antigo primeiro-ministro italiano Matteo Renzi recebeu envelope com duas balas

O antigo chefe do governo italiano Matteo Renzi recebeu, esta quarta-feira, um envelope com duas balas no interior, uma ameaça imediatamente denunciada por toda a classe política. O envelope foi entregue diretamente na sede do Senado, …