Novo teste de ADN pode predizer a data da morte

Vários cientistas e empresários querem prever o futuro e um deles, o geneticista alemão Steve Horvath, planeia realizá-lo com o seu projeto DNAm GrimAge.

Com esta iniciativa, que já despertou o interesse do setor de seguros, este professor de Genética Humana da Faculdade de Medicina da Universidade da Califórnia (UCLA) prevê quanta vida resta a uma pessoa, de acordo com o estudo publicado na revista Aging.

De acordo com o Medium, Horvath desenvolveu o seu “relógio biológico” durante quase uma década e, no ano passado, propôs medir a idade humana com base em tecidos, pele e sangue, mecanismos que tinham um erro médio de 3,6 anos.

O projeto é baseado na metilação, mas esta bioestatística compara o processo com a corrosão. Com o tempo, um ou mais grupo metilo deterioram o ADN e aceleram o processo de envelhecimento.

Steve Horvath e o seu parceiro Ake Lu fizeram medições das áreas afetadas em amostras de sangue de pessoas mortas, o programa GrimAge processou os dados e mostrou a data da sua morte que, em muitos casos, se aproximou da verdadeira.

Esta ligação entre o ácido desoxirribonucleico e o envelhecimento é estudada em várias partes do mundo. Yan Zhang, do Centro Alemão de Pesquisa do Cancro, contou com a metilação para propor “um sistema de avaliação de risco de mortalidade” em 2017. Além disso, investigadores da Universidade de Edimburgo anunciaram em janeiro passado que tinham o seu próprio sistema para prever a morte, também através do ADN.

Horvath não oferece os serviços do GrimAge, uma vez que, apesar de ter recebido vários pedidos para determinar as datas das mortes, acredita que esta informação ainda não é de uso prático do ponto de vista médico. De facto, ele é a única pessoa viva que provou a sua criação e assegura que morrerá mais ou menos quando esperava.

Esta invenção poderia funcionar para testar a eficácia dos medicamentos antienvelhecimento que apareçam no futuro. No entanto, preocupa os legisladores dos EUA, que já proibiram as companhias de seguros de levar em conta os resultados do GrimAge quando se trata de preparar as suas políticas de vida ou de saúde.

Ao mesmo tempo, o Anti-Genetic Information Discrimination Act “exclui outras formas de seguro deliberadamente”, diz Seth Chandler, professor de Direito da Universidade de Houston.

Chandler considera muito possível que a indústria de seguros de vida deixe de existir na sua forma atual, já que hoje em dia “se baseia na ausência de informações privadas sobre a probabilidade da morte”. Com esse cenário, o especialista pensa que o seguro de vida seria substituído por políticas de morte acidental, uma vez que o GrimAge não conseguirá medir a probabilidade de sofrer uma morte não natural.

Allison Hoffman, professora de direito na Universidade da Pensilvânia e especialista em seguros de saúde, diz que “quanto mais nos aproximamos do conhecimento perfeito, mais aguda se torna a questão de quem deve pagar e quanto“.

Steve Horvath não sabe como vai usar o GrimAge: uma invenção que, afinal, pertence à UCLA. Apesar das suas imprecisões, é possível que, em breve, o projeto consiga obter datas mais precisas.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

      • Pois!.. pensei que só a Maya (e companhia) faziam estas “previsões”; afinal há “cientistas” (e empresários) que vão pelo mesmo caminho!…
        Haja dinheiro… que palermas não faltam!…

RESPONDER

Criada para prevenir a guerra, a ONU enfrenta um mundo profundamente polarizado

Criada após a Segunda Guerra Mundial para evitar novos conflitos, a Organização das Nações Unidas (ONU) comemora esta segunda-feira o 75.º aniversário, num mundo polarizado que enfrenta uma pandemia, conflitos regionais, uma economia em declínio …

Mulher cai de carro em movimento enquanto grava vídeo para o Snapchat

Uma mulher, que ocupava o lugar do passageiro de um carro em movimento, caiu numa auto-estrada enquanto filmava um vídeo para a rede social Snapchat, no Reino Unido. Segundo a CNN, a mulher estava pendurada na …

Nos Estados Unidos, a venda de discos em vinil ultrapassou a de CD pela primeira vez desde 1986

Pela primeira vez desde 1986, as vendas de discos de vinil ultrapassaram as vendas de CD nos Estados Unidos em 2020. Os números foram apresentados na semana passada pela Associação Americana da Indústria de Gravação, …

Mourinho espera ganhar sem jogar

Tottenham iria defrontar o Leyton Orient mas também no Reino Unido há jogos de futebol em causa por causa do coronavírus. O encontro entre Leyton Orient e Tottenham, relativo à terceira eliminatória da Taça da Liga …

A máfia italiana tem uma nova arma de recrutamento: o TikTok

Os jovens membros da Camorra, organização criminosa aliada à máfia siciliana, estão a recorrer ao TikTok para divulgar o seu estilo de vida e recrutar novos membros. Em maio, um vídeo foi publicado no TikTok que …

Os três segredos para ter um bom sistema imunológico são gratuitos, avisa Fauci

Manter o sistema imunológico saudável é um dos fatores-chave para lidar com a covid-19, o que não implica necessariamente a toma de suplementos vitamínicos. Há uns tempos, quando confrontado com o facto de a atriz Jennifer …

Pinguim encontrado morto no Brasil com uma máscara inteira no estômago

Um espécime de pinguim-de-Magalhães (Spheniscus magellanicus) foi encontrado morto numa popular praia brasileira e a autópsia ao corpo revelou que o animal tinha no seu estômago uma máscara de proteção facial N95. O animal foi …

Trump quer restabelecer sanções ao Irão. ONU rejeita apoiar posição norte-americana

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, disse que somente apoiará a restituição de sanções ao Irão, exigidas pelos Estados Unidos (EUA), se receber luz verde do Conselho de Segurança. Numa carta dirigida …

Designer holandês desenvolve "caixão vivo" feito com fibras de fungos

Um corpo humano pode demorar cerca de uma década a decompor-se dentro de um caixão. Com o Living Cocoon, o tempo é reduzido para dois ou três anos. Bob Hendrikx, biodesigner fundador da Loop, desenvolveu e …

Relógio em Nova Iorque mostra o tempo restante para reverter efeitos do aquecimento global

O Metronome, icónico relógio digital de Nova Iorque, deixou de mostrar o tempo do dia-a-dia e mostra agora o tempo restante que o nosso planeta tem para reverter os efeitos do aquecimento global. O relógio digital …