Novo teste de ADN pode predizer a data da morte

Vários cientistas e empresários querem prever o futuro e um deles, o geneticista alemão Steve Horvath, planeia realizá-lo com o seu projeto DNAm GrimAge.

Com esta iniciativa, que já despertou o interesse do setor de seguros, este professor de Genética Humana da Faculdade de Medicina da Universidade da Califórnia (UCLA) prevê quanta vida resta a uma pessoa, de acordo com o estudo publicado na revista Aging.

De acordo com o Medium, Horvath desenvolveu o seu “relógio biológico” durante quase uma década e, no ano passado, propôs medir a idade humana com base em tecidos, pele e sangue, mecanismos que tinham um erro médio de 3,6 anos.

O projeto é baseado na metilação, mas esta bioestatística compara o processo com a corrosão. Com o tempo, um ou mais grupo metilo deterioram o ADN e aceleram o processo de envelhecimento.

Steve Horvath e o seu parceiro Ake Lu fizeram medições das áreas afetadas em amostras de sangue de pessoas mortas, o programa GrimAge processou os dados e mostrou a data da sua morte que, em muitos casos, se aproximou da verdadeira.

Esta ligação entre o ácido desoxirribonucleico e o envelhecimento é estudada em várias partes do mundo. Yan Zhang, do Centro Alemão de Pesquisa do Cancro, contou com a metilação para propor “um sistema de avaliação de risco de mortalidade” em 2017. Além disso, investigadores da Universidade de Edimburgo anunciaram em janeiro passado que tinham o seu próprio sistema para prever a morte, também através do ADN.

Horvath não oferece os serviços do GrimAge, uma vez que, apesar de ter recebido vários pedidos para determinar as datas das mortes, acredita que esta informação ainda não é de uso prático do ponto de vista médico. De facto, ele é a única pessoa viva que provou a sua criação e assegura que morrerá mais ou menos quando esperava.

Esta invenção poderia funcionar para testar a eficácia dos medicamentos antienvelhecimento que apareçam no futuro. No entanto, preocupa os legisladores dos EUA, que já proibiram as companhias de seguros de levar em conta os resultados do GrimAge quando se trata de preparar as suas políticas de vida ou de saúde.

Ao mesmo tempo, o Anti-Genetic Information Discrimination Act “exclui outras formas de seguro deliberadamente”, diz Seth Chandler, professor de Direito da Universidade de Houston.

Chandler considera muito possível que a indústria de seguros de vida deixe de existir na sua forma atual, já que hoje em dia “se baseia na ausência de informações privadas sobre a probabilidade da morte”. Com esse cenário, o especialista pensa que o seguro de vida seria substituído por políticas de morte acidental, uma vez que o GrimAge não conseguirá medir a probabilidade de sofrer uma morte não natural.

Allison Hoffman, professora de direito na Universidade da Pensilvânia e especialista em seguros de saúde, diz que “quanto mais nos aproximamos do conhecimento perfeito, mais aguda se torna a questão de quem deve pagar e quanto“.

Steve Horvath não sabe como vai usar o GrimAge: uma invenção que, afinal, pertence à UCLA. Apesar das suas imprecisões, é possível que, em breve, o projeto consiga obter datas mais precisas.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

      • Pois!.. pensei que só a Maya (e companhia) faziam estas “previsões”; afinal há “cientistas” (e empresários) que vão pelo mesmo caminho!…
        Haja dinheiro… que palermas não faltam!…

RESPONDER

O melhor professor do mundo é queniano e doa 80% do seu salário

Peter Tabichi é queniano, tem 36 anos e doa 80% do salário para desenvolver a sua comunidade local, numa remota vila no Quénia. Este domingo foi eleito, no Dubai, o melhor professor do mundo. Em Pwani, …

Pentágono autoriza mil milhões de dólares para construção de muro de Trump

O secretário da Defesa interino norte-americano, Patrick Shanahan, anunciou na segunda-feira o desbloqueio de mil milhões de dólares para a construção de um muro na fronteira entre os Estados Unidos e o México. Shanahan “autorizou o …

Advogados de Rui Pinto recorrem da prisão preventiva

Os advogados de Rui Pinto, colaborador do "Football Leaks", confirmaram esta segunda-feira que vão recorrer da medida de prisão preventiva aplicada sexta-feira ao seu cliente pelo Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa. A decisão de recorrer …

Se a corrida continuar a três, McLaren ameaça deixar a Fórmula 1

A McLaren, a segunda equipa mais antiga da Fórmula 1, ameaça desistir da modalidade caso os regulamentos elaborados para 2021 não a tornem numa competição justa. A visão da Fórmula 1, a modalidade de automobilismo mais …

México quer que rei da Espanha peça perdão pela conquista colonial

Obrador diz que esta é a única forma possível de obter a reconciliação plena entre os países. O pedido foi feito por carta. O presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, anunciou ter enviado uma carta ao …

"O Vieira pediu-me para dar uma coça a Francisco J. Marques"

Vítor Catão, diretor desportivo do S. Pedro da Cova, afirmou que o Benfica, através do seu presidente Luís Filipe Vieira, lhe deu 200 mil euros para colocar uma "lapa" no carro de Pinto da Costa, …

"Governo saudita deu a ordem" para matar Khashoggi

Em entrevista ao El Mundo, a namorada do jornalista saudita Jamal Khashoggi afirma que a ordem que determinou a sua morte foi dada pelo Governo da Arábia Saudita. Em entrevista ao diário espanhol El Mundo, a …

Já há água, eletricidade e estradas abertas na cidade da Beira

Começam a ver-se pequenos avanços na Beira, em Moçambique, que inicia o lento caminho da reconstrução, após a passagem do ciclone Idai, que matou pelo menos 446 pessoas e destruiu cerca de 90% dos edifícios …

"Um erro desculpável". Governante sem castigo após violar a Lei no caso dos mirtilos

O Tribunal Constitucional decidiu arquivar o caso das incompatibilidades envolvendo o secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo, que, durante dois anos, acumulou o cargo com a função de gerente numa empresa …

Erros em perguntas de exame obrigam a mudar notas de médicos estrangeiros

O exame feito por médicos estrangeiros para ter equivalência ao curso de Medicina em Portugal teve neste ano mais de 700 candidatos, a esmagadora maioria brasileiros. É uma procura histórica, admitem médicos e serviços académicos, por …