Novo teste de ADN pode predizer a data da morte

Vários cientistas e empresários querem prever o futuro e um deles, o geneticista alemão Steve Horvath, planeia realizá-lo com o seu projeto DNAm GrimAge.

Com esta iniciativa, que já despertou o interesse do setor de seguros, este professor de Genética Humana da Faculdade de Medicina da Universidade da Califórnia (UCLA) prevê quanta vida resta a uma pessoa, de acordo com o estudo publicado na revista Aging.

De acordo com o Medium, Horvath desenvolveu o seu “relógio biológico” durante quase uma década e, no ano passado, propôs medir a idade humana com base em tecidos, pele e sangue, mecanismos que tinham um erro médio de 3,6 anos.

O projeto é baseado na metilação, mas esta bioestatística compara o processo com a corrosão. Com o tempo, um ou mais grupo metilo deterioram o ADN e aceleram o processo de envelhecimento.

Steve Horvath e o seu parceiro Ake Lu fizeram medições das áreas afetadas em amostras de sangue de pessoas mortas, o programa GrimAge processou os dados e mostrou a data da sua morte que, em muitos casos, se aproximou da verdadeira.

Esta ligação entre o ácido desoxirribonucleico e o envelhecimento é estudada em várias partes do mundo. Yan Zhang, do Centro Alemão de Pesquisa do Cancro, contou com a metilação para propor “um sistema de avaliação de risco de mortalidade” em 2017. Além disso, investigadores da Universidade de Edimburgo anunciaram em janeiro passado que tinham o seu próprio sistema para prever a morte, também através do ADN.

Horvath não oferece os serviços do GrimAge, uma vez que, apesar de ter recebido vários pedidos para determinar as datas das mortes, acredita que esta informação ainda não é de uso prático do ponto de vista médico. De facto, ele é a única pessoa viva que provou a sua criação e assegura que morrerá mais ou menos quando esperava.

Esta invenção poderia funcionar para testar a eficácia dos medicamentos antienvelhecimento que apareçam no futuro. No entanto, preocupa os legisladores dos EUA, que já proibiram as companhias de seguros de levar em conta os resultados do GrimAge quando se trata de preparar as suas políticas de vida ou de saúde.

Ao mesmo tempo, o Anti-Genetic Information Discrimination Act “exclui outras formas de seguro deliberadamente”, diz Seth Chandler, professor de Direito da Universidade de Houston.

Chandler considera muito possível que a indústria de seguros de vida deixe de existir na sua forma atual, já que hoje em dia “se baseia na ausência de informações privadas sobre a probabilidade da morte”. Com esse cenário, o especialista pensa que o seguro de vida seria substituído por políticas de morte acidental, uma vez que o GrimAge não conseguirá medir a probabilidade de sofrer uma morte não natural.

Allison Hoffman, professora de direito na Universidade da Pensilvânia e especialista em seguros de saúde, diz que “quanto mais nos aproximamos do conhecimento perfeito, mais aguda se torna a questão de quem deve pagar e quanto“.

Steve Horvath não sabe como vai usar o GrimAge: uma invenção que, afinal, pertence à UCLA. Apesar das suas imprecisões, é possível que, em breve, o projeto consiga obter datas mais precisas.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

      • Pois!.. pensei que só a Maya (e companhia) faziam estas “previsões”; afinal há “cientistas” (e empresários) que vão pelo mesmo caminho!…
        Haja dinheiro… que palermas não faltam!…

RESPONDER

Maher e Safa deixaram sonhos para trás. Mas reencontraram a paz em Portugal

Os sonhos de Maher e de Safa ficaram adiados com a guerra na Síria, mas reencontraram a paz em Portugal, onde residem há dois anos ao abrigo de um programa de acolhimento de refugiados. É no …

São Francisco poderá ser a primeira cidade a proibir venda de cigarros eletrónicos

Se esta decisão for aprovada pela FDA, São Francisco vai tornar-se a primeira cidade a banir a venda de cigarros eletrónicos. De acordo com o Observador, a Câmara de Supervisores de São Francisco, nos EUA, aprovou uma …

Nunca houve tantos deslocados no mundo. São mais de 70 milhões

Um novo recorde foi quebrado no mundo em 2018, com 70,8 milhões de pessoas deslocadas das suas casas ou dos seus países, devido às guerras ou perseguições, anunciou esta quarta-feira as Nações Unidas. O relatório anual …

A monogamia foi inventada pelas mulheres (e o casamento, pelos homens)

A poligamia é natural no ser humano e a monogamia foi criada por imposição para a mulher, diz o investigador português Rui Diogo, que usa a ciência e a história para explicar a relação entre …

Morreu o DJ Zdar do duo electrónico Cassius. Caiu da janela de um prédio em Paris

O músico, produtor e DJ francês Philippe Cerboneschi, mais conhecido por Zdar, morreu aos 50 anos após ter caído da janela de um apartamento em Paris. O seu agente confirmou a "queda acidental" sem revelar …

PS quer o Estado a pagar licença sabática aos portugueses para voltarem a estudar

A criação de uma licença sabática para qualificar trabalhadores e um sistema de prémios e penalizações para combater a desigualdade salarial são medidas que o PS inclui no seu projecto de programa eleitoral. O director do …

Putin reconhece: as condições de vida dos russos pioraram nos últimos anos

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, admitiu esta quinta-feira que as condições de vida no país pioraram nos últimos anos, mas assegurou que as autoridades russas trabalham para reverter essa tendência, e enumerou os primeiros …

Marcelo, o "verdadeiro professor", é estrela em promo de La Casa de Papel

O novo vídeo promocional de La Casa de Papel tem um protagonista improvável. Marcelo Rebelo de Sousa, ou, na verdade, uma imitação do Presidente da República, faz uma chamada para a inspetora Raquel. Na chamada telefónica, …

Num só dia, derreteu 40% da área superficial da Gronelândia (e há fotografias)

Uma fotografia divulgada no Twitter do climatologista dinamarquês Rasmus Tonboe ilustra o degelo que ocorre na Gronelândia, evidenciando algumas das consequências que podem ser desencadeadas pelo fenómeno.   A imagem, que mostra um trenó a ser …

Juiz suspende pena a agressor que ameaçou a mulher com uma motosserra

"Vou-te pôr às postas como se põe um cação." Esta foi uma das ameaças, com uma motosserra ligada, que um homem de 52 anos fez à mulher com quem esteve casado durante 30 anos. O …