Taxa de letalidade é quatro vezes mais baixa que na 1.ª vaga (mas isso pode não ser uma boa notícia)

Já passaram mais de oito meses desde o início da pandemia em Portugal, e agora os médicos e hospitais estão mais bem preparados para combater o novo coronavírus. Esta é uma das razões que pode explicar a descida da taxa de letalidade, mas especialista defende que esta queda é “artificial”.

Apesar do elevado número de mortes diárias, a taxa de letalidade da covid-19 – ou seja o número de mortos em relação ao número de infetados – é agora muito mais baixa do que na primeira vaga da pandemia, mas os especialistas avisam que isso não é sinal de que se possa desvalorizar o vírus ou que este esteja menos agressivo.

O número de mortes por covid-19 tem apresentado valores nunca antes vistos e já matou, desde o início do mês, cerca de 1.620 pessoas. Já o número de infetados disparou a um ritmo ainda mais elevado (133 mil casos diagnosticados).

De acordo com a TSF, se na primeira vaga, entre março e final de maio, a taxa de letalidade rondou os 4,34%, agora, desde o início de setembro, altura em que começou a segunda vaga, fica pelos 1,07%. Isto significa que, em Portugal, a covid-19 está a matar cerca de 1 em cada 100 casos com diagnóstico positivo.

António Morais, presidente da Sociedade Portuguesa de Pneumologia, disse em declarações à TSF que os resultados anteriores têm várias causas, mas acredita que a mais importante será “a idade dos doentes, pois na primeira vaga as pessoas com mais de 70 anos eram proporcionalmente muito mais”.

Para além da idade, o médico lembra que atualmente “temos mais experiência e conhecemos muito melhor a doença e temos abordagens terapêuticas mais eficazes com dois fármacos com indicação terapêutico para determinadas fases, nomeadamente o remdesivir e a dexametasona”.

O especialista refere ainda que “é completamente diferente estarmos em março-abril, com um vírus novo, em que andávamos a tentar perceber como se comportava e como os doentes evoluíam. Hoje já sabemos muito mais e conseguimos perceber quais os casos que poderão constituir um maior risco, levando a uma atuação mais eficaz”, refere.

Ainda assim, António Morais sublinha que estas não são razões para baixar a guarda pois a taxa de letalidade pode ser baixa, mas com tantos casos positivos a mortalidade está elevadíssima em termos absolutos. “Os hospitais estão cheios de doentes em cuidados intensivos”, não havendo sinais de que o vírus esteja menos agressivo.

Para além do fator idade e das melhores técnicas hospitalares, Paulo Paixão, presidente da Sociedade Portuguesa de Virologia, destaca outro fator que na sua visão será o mais relevante para a descida, drástica, da taxa de letalidade: o aumento, igualmente drástico, dos testes realizados.

O dirigente fala numa descida “artificial” da taxa de letalidade. “Os dados foram alterados tendo em conta que estamos a testar mais e a detetar muito mais infeções assintomáticas do que na primeira vaga”, referiu.

Sublinha ainda que a taxa de letalidade pode levar as pessoas a dizer que “o vírus está menos virulento, mas o dado real, aquele que realmente interessa, é o número de mortos” e não a percentagem de vítimas mortais na comparação com as infeções.

Paixão também concorda que hoje em dia os médicos têm novos e melhores métodos, bem como mais experiência, para tratar os doentes com Covid-19, mas garante que “essa não é a mais importante razão para a diminuição da taxa de letalidade” do novo coronavírus.

Na última semana registaram-se, em média, cerca de 70 vítimas mortais com covid-19, por dia.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas criam material de "auto-reparação" mais resistente do mundo (e é perfeito para ecrãs de telemóveis)

Investigadores do Instituto Indiano de Educação e Investigação Científica (IISER, na sigla em inglês) podem ter encontrado o material perfeito para fazer os ecrãs de smartphones: transparente, resistente e que a capacidade de se "auto-curar" …

"A bitcoin vai criar a paz mundial"

A rainha das moedas digitais, se não construir a paz no planeta, vai ajudar na pacificação entre os seres humanos. É a opinião de Jack Dorsey. É o centro de atenções de muitos investidores, é o …

"Burrolandia". Parque temático de burros no México está a tentar salvar estes animais

Um parque temático de burros no México serve de santuário a estes animais que estão aos poucos a desaparecer no país. "O burro ajudou o homem por muito tempo. É hora de retribuirmos o favor", …

Uma mão robótica que joga Super Mario Bros na Nintendo? Sim, existe

Uma equipa de investigadores da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, imprimiu em 3D peças para criar uma mão robótica capaz de jogar Super Mario Bros na Nintendo.  A mão robótica é totalmente montada com circuitos …

"Narco Drones" apanhados a entregar drogas numa prisão chilena

Reclusos e cúmplices no exterior estão a usar drones para contrabandear droga para a prisão mais antiga do Chile. As autoridades chilenas descobriram que o esquema de contrabando tinha como objetivo transportar drogas para a Ex …

Erupção do vulcão Etna causa problemas económicos na Sicília

Nos últimos meses, o vulcão Etna tem estado em constante erupção e o custo de limpeza das cinzas está a deixar muitas cidades da Sicília à beira da falência. O vulcão Etna – um dos mais …

Argentina cria documento de identidade para pessoas não binárias

O Presidente da Argentina anunciou, esta semana, que o país tem um novo documento de identidade para incluir pessoas não binárias. É o primeiro país da América Latina a fazê-lo. De acordo com o chefe de …

Costa diz que Portugal vai ter "o dobro" de fundos comunitários para investir

O primeiro-ministro afirmou, este sábado, que Portugal vai contar, nos próximos sete anos, com "o dobro" de fundos comunitários para investimento, considerando que esta "é uma oportunidade única" que não pode ser desperdiçada. "Vamos ter a …

Chinesa morre após salvar a filha de deslizamento de terra. Bebé esteve 24 horas nos escombros

Uma mulher morreu após salvar o seu bebé quando um deslizamento de terra e uma forte inundação atingiram a sua casa na China, revelam as equipas de resgate. Como noticia a BBC, a bebé foi resgatada …

Caso Ihor. IGAI pede expulsão do ex-diretor de fronteiras do SEF

A Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) já entregou ao ministro Eduardo Cabrita o relatório final do processo disciplinar contra o inspetor coordenador do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) António Sérgio Henriques, que propõe a …