Taxa dos sacos de plástico previa 40 milhões, mas só deu 1,5

Em vez dos 40 milhões de euros estimados, a taxa dos sacos de plástico rendeu em 2015 apenas 1,5 milhões de euros – apenas 3,75% do encaixe previsto.

Os valores do Ministério do Ambiente e da Mobilidade, aos quais o Dinheiro Vivo teve acesso, mostram que uma das razões na origem desta baixa captação de receita em relação ao esperado inicialmente está nas mudanças do tipo de saco que passou a ser disponibilizado pelas grandes superfícies comerciais.

Os sacos plásticos fininhos foram substituídos por uma versão mais resistente, paga pelos consumidores – mas o dinheiro reverte para quem os vende, e não para o Estado.

“Esta diferença entre a receita prevista e a receita real deve-se à alteração das especificações técnicas dos sacos comercializados que deixaram de estar abrangidos por essa categoria”, refere ao Dinheiro Vivo uma fonte oficial do Ministério do Ambiente.

A reforma da fiscalidade verde obriga à cobrança de uma taxa de oito cêntimos (acrescida de IVA a 23%) por cada saco de plástico leve com alças, ou seja, por cada saco cuja espessura seja inferior ou igual a 50 mícrones.

No entanto, logo no início do ano passado, quando a reforma entrou em vigor, as superfícies comerciais começaram a apostar em sacos alternativos aos que estão sujeitos à esta taxa verde, nomeadamente sacos mais robustos e sacos de papel. Esta mudança permite-lhes, assim, manter o preço exigido para os outros sacos mas ficar com o dinheiro.

Também o valor global que o Estado estimava encaixar com as alterações à fiscalidade verde ficou aquém do esperado.

Esperava-se uma contribuição mais significativa também da taxa de carbono e do reforço das taxas do Imposto sobre Veículos (ISV) em funções das emissões de dióxido de carbono (CO2) – que, nas contas do anterior governo, deveriam ter gerado 95 milhões e 28 milhões de euros no ano passado, respectivamente.

No entanto, tudo somado, “a receita real foi de 112 milhões de euros”, o que equivale a uma diferença “entre a receita estimada e a receita real” de 57 milhões de euros, ou menos um terço do que os 169 milhões de euros previstos.

As reformas da fiscalidade verde e do IRS entraram em vigor na mesma altura e foram desenhadas para ter um impacto neutro na receita – as alterações nos impostos ambientais deveriam compensar a quebra de receita do lado do IRS, provocada pela suavização deste imposto junto das famílias com dependentes.

ZAP

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. O ministro com cara angelical e muito competente deu nisto. As pessoas pagam mas os hipers ficam com o dinheiro !!!!
    Esse anormal devia ser carimbado na testa com o rótulo de incompetente e impedido de exercer qualquer cargo público.

    • Anormal? Então o imposto foi “feito” pela Albuquerque e é Centeno que é anormal? Tu deves é estar a ver outro “canal”…

RESPONDER

Relatório policial acusa adeptos portistas de racismo contra jogador do Moreirense

O FC Porto está a ser alvo de um processo disciplinar por acusações de racismo contra um jogador guineense do Moreirense, numa partida disputada dia 10 de janeiro. Depois de toda a polémica a envolver Marega, …

Montijo: Lei que permite veto dos municípios ao aeroporto é "desajustada e desproporcional

O ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, defendeu hoje, em Lisboa que a lei que permite aos municípios vetar a construção do aeroporto do Montijo é “desajustada e desproporcional”, pelo que deve ser alterada. “O debate …

Multimilionários chineses são quase 800. Já superaram os norte-americanos

O número de novos multimilionários chineses cresceu a um nível recorde até 31 de janeiro, ultrapassando os Estados Unidos (EUA). Apesar do surto do novo coronavírus, que tem afetado a economia chinesa, há empresas que …

Ex-jogador dos Chicago Bulls assina pelo FC Porto

O FC Porto contratou até final da época o basquetebolista norte-americano Rawle Alkins, que já jogou na NBA ao serviço dos Chicago Bulls, para substituir o lesionado compatriota Will Sheehey, anunciou hoje o clube. “Sei que …

Sánchez e Torra iniciam diálogo. Mas mantêm braço de ferro sobre a Catalunha

Os governos de Espanha e da Catalunha iniciam esta quarta-feira o diálogo sobre a questão catalã. Mas se por parte do primeiro os membros da mesa são todos ministros, do lado catalão, alguns dos escolhidos …

Alcochete. Arguido iliba Mustafá de dar ordem para o ataque à academia

O arguido Valter Semedo disse hoje em tribunal que o objetivo da ida a Alcochete no dia da invasão à academia do Sporting consistia em mostrar aos jogadores "descontentamento de uma maneira não simpática". Além …

Arábia Saudita vai lançar campeonato de futebol feminino

A Arábia Saudita, que procura afastar a imagem de um reino ultraconservador, vai lançar um campeonato de futebol feminino, com o objetivo de reforçar a participação das mulheres no desporto. A primeira temporada da competição acontecerá …

"Ténis, digo-te adeus". Maria Sharapova anuncia final da carreira

A tenista russa Maria Sharapova, antiga líder do ranking mundial e detentora de cinco títulos do Grand Slam, anunciou hoje o final da sua carreira, através de um artigo publicado nas revistas Vogue e Vanity …

Amazon abre o primeiro supermercado sem caixas registadoras

A Amazon, do empresário Jeff Bezos, abriu 25 supermercados nos Estados Unidos (EUA), cujas instalações não têm caixas registadoras. Segundo avançou o TechCrunch, citado pelo Jornal Económico (JE), para fazerem comprar nestes supermercados, os consumidores têm …

Ricardo Salgado "perplexo" com condenação por violação de prevenção de branqueamento

O ex-presidente do BES declarou hoje, ao Tribunal da Concorrência, em Santarém, a sua “perplexidade” pela condenação, pelo Banco de Portugal (BdP), por violação de normas de prevenção de branqueamento de capitais e financiamento do …