Suspeito do rapto e morte de Maddie pede para ser libertado

findmadeleine.com

Madeleine McCann, conhecida como ‘Maddie’, desapareceu na Praia da Luz, no Algarve, a 3 de maio de 2007

O cidadão alemão suspeito no desaparecimento de Madeleine McCann há 13 anos, em Portugal, pediu para ser libertado do estabelecimento prisional onde está a cumprir pena por tráfico de drogas.

O advogado de Christian B. comunicou a decisão ao tribunal de Kiel, no norte da Alemanha, responsável pelo caso que levou à sua condenação, segundo informações do jornal “Bild” e da imprensa local em Hannover, citadas pela agência espanhola EFE.

Em 07 de junho Christian B. já tinha cumprido dois terços da pena, que termina em janeiro, justificando assim o pedido.

O suspeito no desaparecimento de Madeleine McCann tem, entretanto, uma outra condenação pendente de confirmação, sobre a qual apresentou recurso, pela violação, em 2005, de uma norte-americana de 72 anos em Portugal.

Christian B. está atualmente sob investigação como suspeito do desaparecimento e presumível assassinado de Madeleine McCann, a criança britânica que desapareceu a 03 de maio de 2007, num apartamento de um aldeamento turístico, na Praia da Luz.

Nos últimos dias, a polícia alemã realizou escavações num jardim de uma residência perto de Hannover relacionadas com o caso Maddie. As escavações terminaram na quarta-feira, mas o Ministério Público não adiantou pormenores.

O suspeito tem antecedentes criminais relacionados com abuso sexual, ofensa à integridade física, roubo e outras contraordenações, algumas das quais praticadas durante o tempo que viveu em Portugal, entre 1995 e 2007.

Christian B. foi pela primeira vez julgado por um crime sexual em 1994, quando tinha 17 anos, e condenado por abuso de menor. O último caso relacionado com menores foi um processo de posse de pornografia infantil, em 2016.

No âmbito do caso “Maddie”, o Ministério Público de Braunschweig não apresentou acusação formal contra o suspeito, apesar de ter assumido que a criança, então com três anos de idade, está morta.

Madeleine McCann desapareceu poucos dias antes de fazer quatro anos, a 03 de maio de 2007, do quarto onde dormia juntamente com os dois irmãos gémeos, mais novos, num apartamento de um aldeamento turístico, na Praia da Luz e o seu desaparecimento tornou-se um caso mediático à escala global.

A polícia britânica começou por formar uma equipa em 2011 para rever toda a informação disponível, abrindo um inquérito formal no ano seguinte, tendo até agora gasto perto de 12 milhões de libras (14 milhões de euros).

A Polícia Judiciária (PJ) reabriu a investigação em 2013, depois de o caso ter sido arquivado pela Procuradoria-Geral da República em 2008, ilibando os três arguidos, os pais de Madeleine, Kate e Gerry McCann, e um outro britânico, Robert Murat.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Marcelo insiste para que se acelere a auditoria ao Novo Banco

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, reforçou esta segunda-feira o apelo para que se acelere a "auditoria e todo o tipo de investigação e apuramento da realidade relativamente ao Novo Banco". À margem de …

Atlético de Madrid revela nomes de jogadores que testaram positivo à covid-19

Para acabar com a especulação, o Atlético de Madrid anunciou a identidade dos jogadores do plantel que testaram positivo à covid-19. O Atlético de Madrid anunciou que o plantel e a equipa técnica tiveram resultados …

35 anos depois, Toshiba deixa de fabricar portáteis

Depois de 35 anos a produzir e vender computadores, a empresa japonesa vai abandonar o negócio. O comunicado à imprensa divulga que a Toshiba vendeu as ações da Dynabook à Sharp, concluindo assim um processo …

Governo do Líbano demite-se em bloco

O primeiro-ministro libanês, Hassan Diab, vai entregar ainda esta segunda-feira ao Presidente Michel Aoun a demissão do Governo, disse esta segunda-feira o ministro da Saúde do Líbano, Hamad Hassan. Falando aos jornalistas após uma reunião do …

Portugal fora da lista de países que querem proibir robôs assassinos

Apesar de apoiar a realização de negociações para o fim do uso de robôs assassinos em conflitos militares, Portugal está fora da lista de países que procuram explicitamente proibir armas totalmente autónomas. A constatação consta de …

Portugal com mais três mortes e 157 novos casos de covid-19

Portugal regista esta segunda-feira mais três mortes e 157 novos casos de infeção por covid-19 em relação a domingo, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). Há ainda a registar 89 pessoas recuperadas. O …

Covid-19. Singapura começa a testar vacinas em humanos na próxima semana

Singapura anunciou este sábado que inicia na próxima semana a primeira fase de testes em humanos de uma nova vacina contra a covid-19, período experimental que se vai prolongar até outubro, prevendo a administração do …

Cem milhões e um jogador. Real Madrid quer "roubar" Dybala à Juventus

De olhos postos na próxima temporada, o Real Madrid de Zinedine Zidane estará a sondar Paulo Dybala, estando disposto a pagar à Juventus 100 milhões de euros e a "oferecer" um outro jogador para garantir …

Depois da Microsoft, Twitter também está interessado em adquirir o TikTok

As redes sociais Twitter e TikTok tiveram discussões preliminares com vista a uma eventual "combinação" entre as duas, segundo uma notícia revelada no sábado pelo Wall Street Journal. Das informações obtidas pelo jornal não foi possível …

Vulcão Sinabung entra em atividade. Cinza cobre aldeias num raio de 20 quilómetros

O vulcão Sinabung, um dos mais ativos da ilha indonésia de Sumatra, expeliu, esta segunda-feira, fumo e cinzas a uma altura de cinco quilómetros, não havendo, para já, registo de feridos, informou a agência de …