Suspeito de Estrasburgo foi condenado 27 vezes e era vigiado por “radicalização”

(hd) Polícia Nacional

Ainda não terminou a caça ao homem. Chérif Chekatt, suspeito do ataque no Mercado de Natal de Estrasburgo, que aconteceu na terça-feira, ainda está à solta e não é um desconhecido para a polícia francesa.

Na terça-feira, quase 24 horas depois do ataque, o primeiro-ministro, Edouard Philippe, anunciou a mobilização de 1800 militares suplementares da Operação Sentinelle a juntar aos mais de 720 polícias e soldados já envolvidos nas buscas no Leste da França e ao longo da fronteira com a Alemanha para tentar encontrar Chérif Chekatt, de 29 anos.

Ao mesmo tempo, a polícia nacional divulgava a foto do suspeito do ataque ao mercado de Natal, que fez três mortos e deixou feridas 12 pessoas – uma está em estado de morte cerebral, apelando à população para estar atenta “sem intervir pessoalmente” contra “um indivíduo perigoso”.

Apesar dos pedidos de cautela do secretário de Estado do Interior, Laurent Nunez, nas conclusões sobre os motivos do ataque, a procuradoria de Paris abriu um inquérito por “assassínio”, “tentativa de assassínio em relação com objetivo terrorista” e “associação criminosa terrorista”, entregando as investigações à Direção Antiterrorismo, à direção inter-regional da Polícia Judiciária e à Direção Geral de Segurança Interna.

Esta última, escreve o Público, assegurava a vigilância “ativa” do suspeito, inscrito desde 2016 na lista de pessoas identificadas para prevenção de radicalização de carácter terrorista.

Todas as 27 condenações de Chérif Chekatt são por delitos comuns, na maioria assaltos, em França, mas também na Alemanha e na Suíça. Detido durante dois períodos em cadeias francesas, as autoridades acreditam que foi na segunda vez, entre 2013 e 2015, que se radicalizou. Na prisão, o jovem “incitava à prática da religião de forma radical, mas nada permitia detetar uma passagem à ação na sua vida corrente”, explicou Nunez.

No dia do ataque, a polícia esteve na casa do suspeito pelas 6h00 para o deter por assalto à mão armada com tentativa de homicídio, um caso de agosto. Em vez dele, a DGSI encontrou uma granada, uma pistola e várias facas.

Desde o segundo encarceramento em França, Chérif Chekatt foi condenado a dois anos e três meses de prisão por roubo na Alemanha, em 2016; cumpriu pouco mais de um ano e foi em seguida expulso para o seu país.

Enquanto prossegue a caça ao homem, a mãe, o pai e dois irmãos do suspeito foram detidos para interrogatório. De acordo com o Le Parisien, depois do ataque, Chekatt terá gritado “Allah Akbar” (“Alá é grande”) e fugido num táxi.

O mesmo jornal conta que o suspeito terá dito ao taxista que quis “vingar os seus irmãos mortos na Síria”. Se o taxista, identificado como M, está vivo, tal deve-se ao facto de ter afirmado ser “muçulmano praticante” que respeita “a oração”.

O nível de ameaça subiu para o alerta mais elevado em França e o centro de Estrasburgo vive um ambiente de recolher obrigatório. O mercado de Natal da cidade, que acolhe a sede do Parlamento Europeu, já contava com uma segurança apertada, incluindo centenas de polícias e dezenas de membros da Operação Sentinelle.

A lista de vigilância, na qual Chekatt está incluído, reúne 26 mil pessoas suspeitas de ameaçar a segurança do país, incluindo dez mil que se pensa terem-se radicalizado, um número que torna impossível que todos estejam sob monitorização permanente. Há muito tempo que se os suspeitos se devem permanecer na cadeia.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Netflix responde a senadores norte-americanos e avança com série

Na passada sexta-feira, a Netflix respondeu aos cinco senadores do Partido Republicano dos Estados Unidos da América que, numa carta, questionaram a decisão de adaptar a trilogia O Problema dos Três Corpos, a série literária …

Há sobras de comida que sabem realmente melhor no dia seguinte (e os cientistas já sabem porquê)

Não é mito. Existem realmente sobras de comida que sabem melhor no dia seguinte e um especialista da Universidade de Oxford (Reino Unido) - que adora caril - explica o porquê à luz da Ciência. …

Teme-se que a violência doméstica dispare depois dos incêndios da Califórnia

Teme-se que os casos de violência doméstica disparem depois de os incêndios da Califórnia serem extintos, avança a revista norte-americana Vice, que ouviu responsáveis por espaços de abrigo para as vítimas. Desastres naturais de grandes …

Comunidade Vida e Paz ajudou 420 pessoas por dia no ano passado

Em 2019, a Comunidade Vida e Paz apoiou cerca de 420 pessoas em situação de sem-abrigo por dia e distribuiu 138 mil refeições. Além disso, a organização ajudou regularmente 26 famílias carenciadas, entre 78 adultos …

Realidade Virtual dá nova vida ao Mayflower, o navio que levou os ingleses para o Novo Mundo

Mayflower foi o famoso navio que, em 1620, transportou os chamados Peregrinos, do porto de Southampton, Inglaterra, para o Novo Mundo. A Realidade Virtual ajudou a trazê-lo de volta à vida. Os Peregrinos do Mayflower foram …

Iniciativa Liberal recorre à lei para exigir que plano de liquidez da TAP seja enviado às Finanças

O deputado da Iniciativa Liberal (IL), João Cotrim Figueiredo, exigiu que o ministro das Finanças, João Leão, remeta o plano de liquidez da TAP à Comissão de Orçamento e Finanças, no prazo de dez dias, ao abrigo …

Museu britânico deixa de exibir coleção de cabeças humanas

O Museu Pitt Rivers em Oxford, no Reino Unido, decidiu retirar da sua exposição permanente crânios e cabeças humanas encolhidas (tsantsas), que terão sido encontradas por exploradores europeus nas suas viagens às Américas e à …

Lactogal assume derrame de leite no rio UI

A empresa agroalimentar Lactogal, de Oliveira de Azeméis, assumiu esta segunda-feira que o derrame de leite no rio Ul, afluente do rio Antuã, se deveu ao colapso de um dos seus tanques e que estão …

O James Bond da vida real foi um arquivista na Polónia comunista (e pode ter enganado os caçadores de espiões)

O James Bond da vida real foi um arquivista e diplomata britânico que viveu na Polónia comunista na década de 1960, revelam documentos esta semana partilhados pelo Instituto Polaco da Memória Nacional. O diplomata James …

Japão mantém plano original. Tocha olímpica passará pelas 47 prefeituras do país

O percurso da tocha olímpica, que se iniciará em março de 2021, manterá o trajeto inicialmente previsto, um ano após o plano original, informou esta segunda-feira o Comité Organizador dos Jogos Olímpicos de Tóquio. A tocha …