Supremo rejeita libertação de investigadora que acusou juízes de corrupção

Maria de Lurdes Rodrigues / Facebook

Investigadora Maria de Lurdes Rodrigues foi condenada a prisão efectiva por acusar juízes de corrupção.

Investigadora Maria de Lurdes Rodrigues foi condenada a prisão efectiva por acusar juízes de corrupção.

O Supremo Tribunal de Justiça rejeitou o pedido de habeas corpus de Maria de Lurdes Rodrigues, a investigadora que está a cumprir pena de prisão por crimes de difamação e injúria contra magistrados.

Quatro deputados da Assembleia Legislativa da Madeira endereçaram ao Supremo Tribunal de Justiça (STJ) um pedido de libertação de Maria de Lurdes Lopes Rodrigues, que está a cumprir uma pena de três anos de prisão no Estabelecimento Prisional de Tires.

Mas o STJ indeferiu o pedido, considerando que “não se verifica a ilegalidade da prisão”, conforme cita o jornal Público.

O diário teve acesso à decisão do STJ, que data de 15 de Fevereiro passado, e que refere que os magistrados consideram que é “infundada” a solicitação de habeas corpus requerida pelos deputados da Madeira.

A deputada Raquel Coelho, que representa o Partido Trabalhista Português (PTP) no Parlamento madeirense e uma das subscritoras do pedido enviado ao STJ, refere ao Público que a prisão de Maria de Lurdes Rodrigues “viola a Constituição”.

Em Outubro passado, o deputado José Manuel Coelho, também do PTP, defendeu a investigadora empunhando um megafone, em pleno Parlamento da Madeira, o que levou à interrupção dos trabalhos.

Maria de Lurdes Rodrigues foi detida em Setembro de 2016, mas o processo remonta há mais de 20 anos, depois de ter sido preterida no processo de atribuição de uma bolsa de estudos.

Na altura, desafiou o então ministro da Cultura, Manuel Maria Carrilho, e fez declarações contra os magistrados que pegaram no seu caso, nos tribunais, insinuando práticas de corrupção.

Acabou por ser condenada a pena de prisão, sendo uma das poucas pessoas que está atrás das grades, em Portugal, por crimes de difamação e injúrias.

ZAP //

PARTILHAR

16 COMENTÁRIOS

  1. A drogadita agora e cientista?!

    Conclusao, se eu for um desocupado bloquista sem produzir nada para a sociedade, e a unica funcao for fumar umas ganzas e participar em manifestacoes sobre qualquer coisa, sou chamado de investigador/cientista!!!!!

  2. Olha! Olha!

    Mudaram o titulo!!
    Anteriormente era “SUPREMO REJEITA LIBERTAR CIENTISTA QUE ACUSOU JUÍZES DE CORRUPÇÃO”

    Enfim, o jornalista tb deve fumar umas ganzas.

    • Boa Maria!

      Sabe a quem é que iisso serve? A quem está aqui a julgar a liberdade de expressão de quem diz a verdade inconveniente sobre a nossa magistratura e sobre o nosso sistema de justiça podre!

      Eu ainda deixo cair o meu maxilar no chão, quando lei algumas coisas aqui. Temos uma das justiças mais lentas, vergonhosas e suspeitas da praça do mundo civilizado… Mas ainda há quem não hesite em estigmatizar quem meta o dedo na frida.

      Este país tem a gente que merece… Por isso é que me fui embora. Xau, ò Portugal dos pequeninos…

  3. Pois claro temos uma justiça de caca (para não dizer a palavra vernácula). Se fosdse um caso de ladroagem de bens públicos loco haveria uma porta gigentesca de saída. Tenho nojo da gentalha que está em lugares importantes de decisão

  4. Pois, a minha única experiência na presença de um juiz foi deprimente. Será difícil juntar numa mesma pessoa uma dose tão alta de arrogância e incompetência. Não digo que isso seja regra, mas certamente não será excepção…

  5. Não se brinca com a máfia da justiça, no Portugal dos pequeninos.

    Em Portugal não se vai preso por jogadas com submarinos, mas por dizer verdades sobre o mau funcionamento da justiça… É xilindró garantido!

    • KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
      KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
      KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK … notasse?
      Quando um cidadão não se pode exprimir, passo a não saber que tipo de Democracia temos.
      Todo o funcionário publico está sujeito ao escrutínio publico, ao fim e ao cabo são pagos com dinheiros dos contribuintes.

  6. Justiça?
    Onde estava a justiça quando roubaram o abono de família / as reformas /as habitações a quem ficou desempregado / o direito ao fundo de desemprego / as habitações que a porcaria lá da sociedade polis anda a destruir / os salários chorudos dados a gestores descabidos / às mortes que acontecem com frequência nas urgências dos hospitais / aos desvios de dinheiros como os 10.000.000.000 € desaparecidos nas barbas de mais uma instituição ( Finanças ) que se diz zelosa e reta / aos previcadores bancários / todos sabemos que Portugal está em 3º lugar como país mais corrupto a nível europeu.
    Que tem feito a justiça portuguesa em relação ao país estar no nível LIXO ?
    A palavra JUSTIÇA é uma palavra muito seria e existe pessoas bem pagas para a defender e não andar a enxovalhar os cidadãos com palestras de boa justiça e sentirem-se ofendidos quando seu dever era meter a mão na consciência e justificar os seus salários com coisas serias ( olhemos o caso do juiz… como aquele do caso de Angola ) todos eles tem barriga como todos nós.

  7. Eu conheço 2 juízes, 1 de Gondomar e outro da relação do Porto, que estão todas as metidos em bares de alterne e no casino de Espinho. Toda a gente sabe quem são. Já dizia a minha avó, as verdades doem mais que as mentiras. E só para finalizar, o meu nome é CAVALO.

RESPONDER

Moody’s mantém rating de Portugal acima do "lixo"

A agência de rating norte-americana manteve, esta sexta-feira, a notação financeira de Portugal em “Baa3”, acima de lixo, e a perspetiva em positiva. De acordo com um comunicado no site da agência, a Moody's assinala que …

Suspeitos da morte de jovem cabo-verdiano ficam em prisão preventiva

Os cinco suspeitos da morte do estudante cabo-verdiano vão aguardar julgamento em prisão preventiva, indiciados pelos crimes de homicídio qualificado e três tentativas de homicídio. A decisão, lida aos jornalistas cerca das 23h30 de sexta-feira por …

Cientistas descobriram o ponto fraco dos tardígrados

Os tardígrados, também chamados ursos de água, são conhecidos pela sua resistência. Mas um novo estudo revela agora que estes pequenos organismos também têm um ponto fraco: exposição de longo prazo a altas temperaturas. Em 2018, …

Detetadas "partículas fantasmagóricas" que o Modelo Padrão não pode explicar

O observatório IceCube, localizado no Pólo Sul, revelou que a Antena Antena Antártida de Impulso Transitivo (ANITA) detetou alguns "sinais muito estranhos" que "não pode ser explicados" pelo Modelo Padrão da Física. O projeto ANITA, …

Descoberto primeiro asteróide que se move apenas dentro da órbita de Vénus

Uma rede de telescópios robóticos operados à distância observou um asteróide que, além de ser o asteróide mais próximo do Sol, é também o primeiro asteróide descoberto que se move completamente dentro da órbita de …

Mark Zuckerberg tem medo do TikTok (e já se sabe porquê)

Mark Zuckerberg já deixou claro, mais do que uma vez, que não gosta do TikTok. No entanto, agora sabemos o que está por trás desta hostilidade pelo rival: a aplicação está a crescer muito, mesmo …

A empresa mãe da Google já vale um bilião de dólares

Esta quinta-feira, a Alphabet, empresa mãe da Google, conseguiu uma cotação na bolsa de 1 bilião de dólares, cerca de 900 mil milhões de euros. A Alphabet tornou-se, esta quinta-feira, a quarta empresa norte-americana a conseguir …

Cientistas criam "cimento vivo" capaz de se "curar"

Uma equipa de cientistas dos Estados Unidos criou um "cimento vivo" juntando areia e bactérias num material de construção capaz de se auto-reproduzir, de absorver dióxido de carbono e manter a resistência. "Já usamos materiais biológicos …

Sporting 0-2 Benfica | Águia vence dérbi e foge na frente

O Benfica foi o grande vencedor do dérbi lisboeta. Na visita ao Sporting, os “encarnados” marcaram dois golos sem resposta, ambos na segunda parte, por Rafa Silva, entrado no decorrer da segunda parte, após ter …

Um em cada seis homens é vítima de abuso sexual antes dos 18 anos

Um em cada seis homens é vítima de abuso sexual antes dos 18 anos e podem levam décadas até pedir ajuda, por nem sempre aceitarem e entenderem que sofreram violência sexual. Na maior parte dos …