Sudão. Morte de estudantes durante protesto leva ao encerramento de todas as escolas

Marwan Ali / EPA

Um dos manifestantes nos novos protestos em Cartum, Sudão, para exigir a transição para um governo civil

As atividades estão suspensas em todas as escolas sudanesas desde esta quarta-feira, e por tempo indeterminado, na sequência de protestos por causa da morte de estudantes durante uma manifestação no início da semana.

Cinco pessoas morreram na segunda-feira no estado do Cordofão do Norte, incluindo quatro estudantes, e dezenas ficaram feridas depois de franco-atiradores terem aberto fogo sobre um protesto devido à escassez de combustível e pão na capital estadual, El-Obeid, noticiou o Expresso na quarta-feira.

No dia seguinte, centenas de crianças, muitas com uniformes escolares e agitando bandeiras do Sudão, saíram para as ruas da capital do país, Cartum, e de outras cidades em protesto.

A junta militar, que governa o país desde a deposição do Presidente Omar al-Bashir, ordenou na terça-feira a suspensão das atividades nas escolas de todos os níveis de ensino. “Foram dadas ordens aos governadores de todos os estados para encerrarem creches, escolas primárias e liceus até novo aviso”, informou a agência Suna.

Os manifestantes responsabilizam os paramilitares das Forças de Apoio Rápido pelos disparos em El-Obeid. As autoridades declararam estado de emergência naquela localidade e decretaram recolher obrigatório.

Marwan Ali / EPA

Segundo o Expresso, a UNICEF pediu uma investigação às mortes, dizendo que “nenhuma criança deve ser enterrada no seu uniforme escolar”. A agência das Nações Unidas para a infância revelou ainda que os estudantes mortos tinham entre 15 e 17 anos.

O general Abdel Fattah al-Burhane, que lidera o conselho militar de transição, disse que “o que aconteceu em El-Obeid é triste”, acrescentando que “matar civis pacíficos é um crime inaceitável que necessita de responsabilização imediata”.

Diálogo interrompido entre manifestantes e generais

Os líderes dos protestos e os generais no poder deveriam retomar o diálogo na terça-feira depois da assinatura, há duas semanas, de um acordo de partilha de poder. No entanto, após os disparos fatais, o encontro foi cancelado. Na agenda estava a discussão de assuntos como os poderes do órgão de poder civil e militar, a atuação das forças de segurança e a imunidade dos generais relativamente à violência nos protestos.

No sábado, foram publicadas as conclusões de uma investigação militar à dispersão do protesto na capital sudanesa a 03 de junho. Segundo o relatório, nesse dia, foram mortas 17 pessoas e mais 87 em confrontos entre 03 e 10 de junho. Médicos ligados às manifestações rejeitam as conclusões e falam em 127 mortos e dezenas de feridos.

Os militares depuseram o autocrata Omar Al-Bashir em abril, após três décadas no poder e meses de protestos. Contudo, os manifestantes continuaram nas ruas, apelando a uma transição rápida para um Governo civil.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

FC Porto é "passado". Otamendi promete "defender Benfica até à morte"

O internacional argentino prometeu, esta terça-feira, durante a sua apresentação como novo reforço dos encarnados, "defender a camisola do Benfica até à morte". Nicolás Otamendi é o novo reforço das águias e foi apresentado, na noite …

Manso Neto tenta evitar que 3 mil emails seus entrem no processo que envolve Manuel Pinho

A defesa de João Manso Neto quer impedir o Ministério Público (MP) de usar 3.277 emails seus como prova no processo no qual é arguido, juntamente com António Mexia, por suspeitas de corrupção que envolvem …

Bruno Tabata assina contrato de cinco anos com o Sporting

O extremo brasileiro, que alinhava no Portimonense, assinou um contrato de cinco temporadas com o Sporting, com uma cláusula de rescisão de 60 milhões de euros. O Sporting não refere, no comunicado, o valor da transferência …

Príncipe germânico foi enterrado com seis mulheres em redor de um caldeirão

Um cemitério pertencente a um senhor de alto estatuto foi descoberto na Saxónia-Anhalt, perto de Brücken-Hackpfüffel, numa escavação que os arqueólogos estão a descrever como a mais importante dos últimos 40 anos da história da …

Entre interrupções e insultos, Biden chama palhaço a Trump (e este põe em causa a sua sanidade mental)

Aconteceu ontem o primeiro de três debates, nos quais os candidatos republicano e democrata à Casa Branca - Donald Trump e Joe Biden - têm oportunidade de apresentar aos eleitores norte-americanos as suas propostas para …

Europa alarga restrições. Alemanha limita festas, Eslováquia em emergência e Itália não facilita

Os país europeus estão a anunciar novas medidas restritivas contra a covid-19, num altura em que o número de infeções voltou a aumentar e o inverno está a chegar. De acodo com o Diário de Notícias, …

Jogos da seleção com Espanha e Suécia vão ter adeptos nas bancadas

Os próximos jogos da seleção portuguesa frente à Espanha e à Suécia, no estádio Alvalade XXI, foram autorizados a receber público, revelou, esta terça-feira, a Federação Portuguesa de Futebol (FPF). "No jogo de preparação entre as …

Santos Silva rejeita apoio a Ana Gomes (e diz que polémica com embaixador dos EUA foi ultrapassada)

Augusto Santos Silva, ministro dos Negócios Estrangeiros, falou, em entrevista à TVI24 esta terça-feira, sobre a aprovação do Orçamento de Estado para 2021 e as eleições presidenciais e desvalorizou a polémica com o embaixador …

Santa Clara-Gil Vicente vai ser o primeiro jogo da I Liga com público

O jogo entre o Santa Clara e o Gil Vicente, da terceira jornada da I Liga, vai ter uma assistência de mil pessoas, sendo o primeiro jogo profissional da época a ter público no estádio …

Uma rara "anomalia climática" agravou a 1.ª Guerra e a gripe espanhola

Uma equipa de cientistas descobriu uma anomalia climática que ocorre uma vez em cada 100 anos durante a I Guerra Mundial, que provavelmente aumentou a mortalidade durante a guerra e a pandemia de gripe nos …