//

A loucura pela série “Squid Game” fez aumentar o interesse em aprender coreano

Netflix

A série da Netflix “Squid Game”

Desde o lançamento de “Squid Game”, a série que está a fazer sucesso na Netflix, tem aumentado o interesse em aprender coreano, indicam plataformas de aprendizagem de línguas, que destacam uma obsessão crescente e global com a cultura sul-coreana.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

A aplicação de línguas Duolingo refere que o thriller de nove episódios, no qual concorrentes sem dinheiro participam em jogos infantis potencialmente mortais numa tentativa de ganhar 45,7 mil milhões de won (cerca de 33 milhões de euros), impulsionou principiantes e estudantes de línguas a melhorar os seus conhecimentos em sul-coreano.

De acordo com a Duolingo, nas duas semanas que se seguiram à estreia da série, houve um aumento de 76% em novos utilizadores interessados em aprender sul-coreano no Reino Unido, e 40% nos Estados Unidos.

Segundo a Reuters, a Coreia do Sul, a quarta maior economia da Ásia, estabeleceu-se como um centro global de entretenimento graças à sua cultura pop vibrante.

Neste sentido, destacam-se a boysband BTS, composta por sete membros, e filmes vencedores de Óscares como Parasitas (2019, Bong Joon-ho), uma comédia negra sobre desigualdade profunda, e Minari (2020, Lee Isaac Chung), sobre uma família de imigrantes sul-coreanos nos Estados Unidos.

A agência de notícias informa que só esta semana, o Dicionário de Inglês Oxford acrescentou 26 novas palavras de origem coreana à sua última edição, incluindo, hallyu, ou invasão coreana, o termo usado internacionalmente para descrever o sucesso da música, do cinema, da TV, da moda e da comida da Coreia do Sul.

A língua e a cultura estão intrinsecamente ligadas e o que acontece na cultura popular e nos média influencia, frequentemente, as tendências na língua e na aprendizagem da mesma”, disse o porta-voz da Duolingo, Sam Dalsimer.

A Fundação Coreana para o Intercâmbio Cultural Internacional informa que há perto de 77 milhões de falantes de coreanos em todo o mundo.

Atualmente, a Duolingo, sediada em Pittsburgh, nos Estados Unidos, tem mais de 7,9 milhões de utilizadores ativos a aprender coreano, a língua com maior crescimento na aplicação depois do hindi.

O King Sejong Institute, sob a alçada do Ministério da Cultura sul-coreano, teve perto de 76 mil estudantes em 82 países, em 2020, o que representou uma rápida expansão desde 2007, quando contabilizava 740 estudantes de três países.

PUBLICIDADE

Milica Martinovic, uma estudante do Sejong Institute na Rússia, refere, citada pela Reuters, que procurou conhecer a fundo a língua para poder ver filmes e séries coreanos sem legendas e ouvir k-pop sem precisar de traduzir as letras.

“Squid Game” é atualmente a série mais vista da Netflix, mas não é só ficção — retrata problemas socioeconómicos reais vividos na Coreia do Sul.

  ZAP //

 

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.