/

Sporting vence Belenenses e garante segundo lugar

Futebol365

-

O Sporting garantiu este sábado a presença na fase de grupos da Liga dos Campeões da próxima época, ao vencer o dérbi com Belenenses pela margem mínima (1-0), em jogo da 28.ª jornada da I Liga de futebol.

A formação de Alvalade, que viu Marcos Rojo ser expulso à entrada para os últimos 10 minutos, somou a sexta vitória seguida na prova, graças a uma grande penalidade convertida por Adrien, aos 52 minutos, e impediu que o rival Benfica festejasse já hoje a conquista do título nacional, que poderá ser alcançado no domingo, caso as “águias” vençam o Olhanense.

Por outro lado, com esta vitória, o Sporting garantiu matematicamente o segundo lugar da I Liga e consequente regresso à fase de grupos da Liga dos Campeões, na qual não marcava presença desde 2008/09.

Quanto ao Belenenses, continua em busca da salvação, mantendo um ponto de vantagem para o penúltimo classificado, Paços de Ferreira, ainda que tenha desperdiçado excelente ocasião para se distanciar, em virtude da derrota dos pacenses, na tarde de hoje, frente ao Nacional da Madeira.

Sem poder contar com o castigado Cédric, o técnico dos “leões”, Leonardo Jardim, entregou a lateral direita ao paraguaio Piris, enquanto André Martins regressou ao “onze”, entrando para o lugar do peruano Carrillo, titular no triunfo sobre o Gil Vicente, na semana passada.

Já do lado dos “azuis”, Lito Vidigal também efetuou duas alterações, relativamente à equipa que iniciou a partida com o Vitória de Guimarães, lançando Danielsson e Fredy, numa equipa que surgiu, de forma surpreendente, com Fernando Ferreira como elemento mais adiantado.

Ainda assim, seria dos pés de Fredy que surgiria o primeiro momento de realce da partida, ainda numa fase madrugadora, num desvio dentro da área, que deixou a defensiva “leonina” em sobressalto e alertada para as consequências de algumas facilidades concedidas.

De resto, os “verde e brancos” tiveram uma primeira parte de completa apatia, com pouca velocidade nas transições e sem “rasgos” individuais que pudessem criar desequilíbrios no último reduto dos “azuis”.

Slimani, com um cabeceamento ao lado, e Carlos Mané, num remate por cima, foram os autores da ténue aparição do Sporting no jogo, antes de André Martins dar finalmente um pontapé na monotonia, mas que esbarrou com estrondo na barra da baliza defendida por Matt Jones.

À semelhança do que havia sucedido nos instantes iniciais do primeiro tempo, o Belenenses reentrou decidido e Fernando Ferreira teve nos pés o golo inaugural, não fosse a excelente intervenção de Rui Patrício, a evitar os festejos belenenses.

Contudo, dois minutos volvidos, João Meira demonstrou enorme imprudência defensiva e derrubou o irrequieto Carlos Mané dentro da área, “oferecendo” a Adrien o único tento da partida, na conversão da grande penalidade.

Quando se esperava que o golo “embalasse” a formação “leonina” para uma etapa complementar de qualidade superior, seria o conjunto de Belém a assustar, em duas ocasiões, o guardião da seleção nacional, primeiro por Fernando Ferreira e, depois, pelo recém-entrado Rambé.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Além da própria inoperância para resolver o jogo, os sportinguistas ainda viram Marcos Rojo ser expulso, com vermelho direto, deixando os 10 minutos finais em aberto.

Ainda assim, à exceção de um desvio de João Afonso, que quase marcava na própria baliza, não mais se registou qualquer lance digno de registo, numa noite em que o “leão” consumou o regresso à elite europeia em 2014/15.

MR, Futebol 365 / Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.