SpaceX vai dar acesso universal à internet com constelação de 4.425 satélites

NASA Johnson / Flickr

Uma cápsula Dragon da SpaceX aproxima-se da Estação Espacial Internacional

Uma cápsula Dragon da SpaceX aproxima-se da Estação Espacial Internacional

O facto de estar a ler este artigo neste momento significa que é uma das 3,77 mil milhões de pessoas no mundo que tem acesso à internet.

Esse número é incrível: mais da metade da população mundial tem acesso à Internet.  No entanto, cerca de 3 mil milhões de outras pessoas não têm esse privilégio.

A ONU declarou recentemente que o acesso à internet é um direito humano básico. Felizmente, uma série de esforços estão em andamento para a levar a todos os cantos do globo, e um deles foi apresentado recentemente pela SpaceX de Elon Musk.

Em novembro, a empresa apresentou um pedido junto da FCC, a Comissão Federal de Comunicações dos EUA, no âmbito do seu plano de criar uma rede global de internet de alta velocidade. E numa audiência do Senado sobre infra-estruturas de banda larga nos Estados Unidos, a SpaceX confirmou agora o seu plano.

A SpaceX pretende oferecer serviços de banda larga de alta velocidade confiáveis e acessíveis aos consumidores nos Estados Unidos e de todo o mundo, incluindo áreas mal servidas ou actualmente não servidas pelas redes existentes”, explicou Patricia Cooper, vice-presidente de assuntos espaciais da SpaceX, durante a audiência.

Como?

A companhia planeia melhorar a velocidade da internet e a conectividade global do planeta colocando 4.425 satélites em órbita – três vezes mais do que todos os satélites que existem actualmente – entre 2019 e 2024.

A constelação de satélites da SpaceX será transportada para o espaço em várias viagens famosos dos foguetes lançadores Falcon 9 da empresa. Os satélites são apoiados no solo por transceivers que distribuem o sinal entre a rede de satélites e a infraestrutura local.

A rede de satélites proposta irá trazer acesso mais rápido e mais fiável à internet para um número maior de pessoas. Resta no entanto saber se a SpaceX vai ou não conseguir a  autorização dos governos para prosseguir com a implementação.

O esforço da SpaceX seria um grande passo para garantir que todos os cidadãos do mundo desfrutem desse direito. “Em grande medida, a disparidade no serviço disponível para as áreas rurais e difíceis de alcançar é resultado dos pesados custos envolvidos, do capital necessário para levar a conectividade a esses locais”, disse Cooper.

A empresa de Musk não é a única que está a trabalhar para levar a internet a qualquer local do mundo.

O projecto internet.org, do Facebook, está a usar gigantescos drones solares para levar internet aos cantos mais distantes do mundo, e a AT&T quer oferecer acesso Wi-Fi através das linhas eléctricas existentes. Também governos, como o do Canadá, estão a lançar iniciativas para levar banda larga a todos os seus cidadãos.

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Parece muito bonito, mas… a verdade é que a maioria destes projetos são de “show-off”.
    Até podem fazer alguma coisa, mas fica muito (mas mesmo muito) longe do que é publicitado por estas empresas.

Alverca 2-0 Sporting | Leões desinspirados afastados da Taça pelo Alverca

O Alverca surpreendeu hoje o Sporting com uma vitória por 2-0, na terceira eliminatória da Taça de Portugal, tornando-se no primeiro grande «tomba-gigantes» da competição ao afastar o atual detentor do troféu. Alex Apolinário, aos 10 …

A Barbie também arrenda casa no Airbnb

A boneca mais famosa do mundo celebra 60 anos. Agora, a empresa que produz a Barbie, a Matel, tornou a boneca uma anfitriã no Airbnb e vai arrendar uma mansão à beira-mar em Malibu, na …

Os primeiros bebés podem nascer no Espaço daqui a 12 anos

A empresa SpaceBorn United pretende realizar missões espaciais entre 24 e 36 horas para que algumas mulheres dêem à luz em órbita dentro de 12 anos. A notícia é avançada pelo fundador e CEO da empresa, …

Japão importou cinco vírus mortais, incluindo Ebola, por causa de Tóquio 2020

Com os Jogos Olímpicos à porta, um laboratório japonês decidiu importar cinco vírus mortais, nomeadamente Ebola, para fazer frente a um eventual surto durante a competição que vai levar ao país mais de 600 mil …

Empresa anónima quer os direitos do seu rosto para construir robôs (e paga 115 mil euros)

Uma empresa privada anónima está a oferecer 115 mil euros pelos direitos de usar o seu rosto numa nova linha de robôs humanóides. A empresa quer usar a imagem para dar uma cara a um robô …

Empresa está a vender vinho (com flocos de ouro) para celebrar o Brexit

Quando o Reino Unido abandonar a União Europeia, uma saída programada para 31 de outubro, é provável que as pessoas celebrem com um vinho especial com flocos de ouro. Para aqueles que querem celebrar a saída …

Neandertais ocuparam ilhas do Mediterrâneo dezenas de milhares de anos antes do que se pensava

Cientistas descobriram provas de que a ilha de Naxos, na Grécia, já era habitada por neandertais há 200.000 anos, dezenas de milhares de anos antes do que se pensava até agora. Um estudo publicado esta quinta-feira …

Testes "bárbaros" em macacos levam ativistas a pedir encerramento de laboratório alemão

Durante meses, um ativista pelos direitos dos animais trabalhou no Laboratório de Farmacologia e Toxicologia (LPT, na sigla inglesa), em Hamburgo, na Alemanha, onde testemunhou situações de violência contra os animais utilizados em testes e …

Próxima cimeira do G7 vai ser num resort de Donald Trump

A próxima cimeira do G7 será realizada num dos clubes de golfe do Presidente norte-americano, Donald Trump, na Florida, e o clima não constará da agenda de trabalhos, disse esta quinta-feira o chefe de gabinete …

Russos e ucranianos estão em guerra por causa de sopa

A sopa de beterraba é russa ou ucraniana? Um tweet do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Federação Russa veio falar em prato nacional e a reação na Ucrânia não tardou a chegar. O tweet é de …