SNMMP promete greve cirúrgica caso acordo com a Antram falhe

Carlos Barroso / Lusa

Caso as negociações entre o SNMMP e a Antram falhem, o sindicato poderá voltar a fazer greve. Rui Rio acusou o Governo de montar “um circo com fins eleitorais”.

Depois de no domingo o Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP) ter anunciado o fim da greve, a moção aprovada em plenário prevê a possibilidade de greves cirúrgicas caso as negociações com a Antram falhem. Estas serão feitas às horas extraordinárias e nos feriados e fins-de-semana.

“Tendo em conta que estão reunidas as condições para podermos negociar com a Antram e com o Governo, foi deliberado hoje, aqui no nosso plenário, desconvocar a greve”, disse Pedro Pardal Henriques à saída da reunião de domingo.

Francisco São Bento, presidente do SNMMP, adiantou que uma nova greve pode vir a ser convocada, caso a Antram “demonstre uma postura intransigente na reunião do próximo dia 20 de agosto”.

Caso isto se verifique, a moção prevê “mandatar a direção do SNMMP para continuar a desencadear todas as diligências consideradas necessárias na defesa dos motoristas de matérias perigosas, inclusive recorrendo à medida mais penalizante, a convocação de greves as horas extraordinárias, fins-de-semana e feriados até que os interesses dos motoristas sejam efetivamente assegurados”.

Com a desconvocação da greve, o António Costa anunciou que o estado de crise energética acaba ao primeiro minuto desta terça-feira e que os postos REPA terminam já esta segunda às 10h. O primeiro-ministro anunciou esta segunda-feira que os consumidores podem adquirir até 25 litros de combustível, mais dez do que durante o período de greve, e que a situação de crise energética termina à meia-noite.

Esta terça-feira, o SNMMP reúne-se com a Antram para negociar um acordo entre patrões e trabalhadores. Esta reunião será mediada pelo Governo.

“Circo com fins eleitorais”

Rui Rio não tardou a reagir ao anúncio do fim da greve dos motoristas de matérias perigosas, tecendo duras críticas à atuação do Governo.

Bastou o Governo parar com a dramatização e com as ameaças, e tudo se começou a resolver. Tal como com o dossier dos professores antes das europeias, voltamos a assistir ao exagero e à montagem de um circo com fins eleitorais — ao Governo a servir o PS em vez de servir Portugal”, escreveu o presidente do PSD no Twitter.

Num outro tweet, o social-democrata saudou os motoristas pela decisão de pôr um fim à greve e conseguirem voltar à mesa de negociações com os patrões. “O Governo, colado à Antram, procurou aproveitar-se destes profissionais para tentar obter ganhos eleitorais. Não é politicamente aceitável e prejudicou desnecessariamente o País”, escreveu ainda.

Segundo o jornal Expresso, também António Costa recorreu às redes sociais para saudar os motoristas pelo fim da paralisação. “Saúdo a decisão da desconvocação da greve dos motoristas de matérias perigosas, formulando votos de sucesso para o diálogo que agora se retoma entre as partes”, partilhou o primeiro-ministro no Twitter, este domingo.

Costa deixou ainda uma palavra de apreço aos portugueses, por terem lidado civilmente e de forma pacífica com situação; às Forças Armadas, de Segurança e todos os agentes de proteção civil pelo contributo dado para minimizar os impactos da greve; e deixou ainda uma palavra de reconhecimento aos seus colegas do Governo pelo seu permanente empenho.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Finalmente acabou a ‘palhaçada’ do SNMMP – Já chega de aturar o Pedro Pardal Henriques, as tretas e ameaças.

    Este individuo é o único a necessitar de protagonismo, ameaças e afins, isto quando os outros dois sindicatos já tinham entrado em acordo.

  2. O Pardel ficou descaraterizado , desprestigiado e marginalizado tendo em conta que as suas ameças e diferentes estratégias foram de um fracasso total.
    Tendo em conta ,que os motoristas circulam em veículos com todas as condições e ganham acima da maioria dos portugueses as reivindicações salariais não seriam aceites pelos patrões.
    É evidente que os patrões têm custos para manter as empresas em boa forma e não podem ir atrás de propostas inviáveis. Felizes dos motoristas que têm emprego estável ,coisa que em muitos empregos não acontece.
    Tendo em conta que é dever de um governo responsável proteger os cidadãos e a economia arregaçou as mangas e o PM, Ministro das Infraestruturas , Ministro do Ambiente souberam estar á altura e desempenharam um trabalho perfeito. Parabéns para estes estadistas.

RESPONDER

Forças Armadas dos EUA estão a adquirir coletes à prova de bala adaptados para mulheres

As Forças Armadas dos EUA estão a dar grandes passos no que diz respeito à igualdade de género. A instituição está a começar a mudar os seus coletes à prova de bala, de forma a …

Abstenção do PCP no OE2021? É um excelente indicador, diz Costa

O primeiro-ministro, António Costa, considerou um “excelente indicador” o PCP ter anunciado a abstenção no Orçamento do Estado de 2021 (OE2021) e resultado de um entendimento “para ter um bom orçamento para o próximo ano”. “É …

Egito abre restaurante com vista de luxo para as pirâmides de Gizé

O Egito inaugurou um novo restaurante com vista panorâmica para as pirâmides. O investimento faz parte de uma tentativa de reavivar o turismo no país. O Egito revelou novas instalações para os visitantes no planalto nas …

Novo recorde. Portugal regista mais 3.669 casos de covid-19

Portugal regista este sábado 3.669 novos casos de infeção com o novo coronavírus, responsável pela covid-19, o valor diário mais elevado desde o início da pandemia, e mais 21 mortes relacionadas com a covid-19, segundo …

Câmara do Porto encerra cemitérios nos dias 31 de outubro e 1 e 2 de novembro

O presidente da Câmara do Porto anunciou o encerramento dos cemitérios em 31 de outubro e 1 e 2 de novembro, justificando a decisão com a necessidade de desviar meios para cumprir a proibição de …

Rui Vitória de saída do Al Nassr

O treinador português Rui Vitória está de saída do Al Nassr, avança este sábado o canal árabe 24Sports. A saída de Rui Vitória, que em janeiro de 2019 deixou o comando técnico do Benfica, surge …

Casamento com 200 pessoas autorizado em Arruda dos Vinhos. Câmara contesta

O presidente da Câmara de Arruda dos Vinhos criticou a decisão da autoridade de saúde de autorizar a realização de um casamento “com cerca de 200 pessoas”, considerando que vai colocar a população do concelho …

Novo Banco desmente demissão de gestores após polémicas com Fundo de Resolução e Vieira

O Novo Banco veio a público desmentir a notícia do Público que alega que três gestores de topo da instituição se demitiram, após divergências internas envolvendo várias polémicas relacionadas com o Fundo de Resolução, com …

Milhões da bazuka europeia só chegam em junho

Portugal e os restantes Estados-membros das União Europeia (UE) só deverão receber os respetivos fundos da bazuka europeia de apoio à retoma no pós-pandemia na segunda metade de 2021, em meados de junho. A confirmar-se …

Braço de ferro entre Costistas e Nunistas novamente adiado

O PS voltou a adiar, agora de 31 de Outubro para 7 de Novembro, a reunião da Comissão Nacional que decidirá a orientação do partido face às eleições presidenciais. Fica assim adiado o braço-de-ferro entre …