Siza Vieira sobre Efacec: Estado está a salvar uma empresa viável e não os bancos que financiaram Isabel dos Santos

António Cotrim / Lusa

O ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira

O ministro da Economia esclareceu esta terça-feira que o Estado está a “salvar uma empresa” e não “os financiadores e os acionistas” da Efacec e que o valor da indemnização não será suficiente para saldar a dívida de Isabel dos Santos.

“Estamos a salvar uma empresa, não estamos a salvar os financiadores e os acionistas”, frisou o ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, que está a ser ouvido esta manhã numa audição regimental da Comissão de Economia, Inovação, Obras Públicas e Habitação, na Assembleia da República, referindo-se à nacionalização da Efacec, aprovada em Conselho de Ministros na passada quinta-feira.

“As dívidas que o acionista contraiu para financiar a empresa ficam com ela [acionista]. […] O valor da indemnização que resultará da avaliação que nós vamos conceder não será suficiente para saldar essa dívida”, acrescentou o governante.

Os bancos financiadores em causa, recorda o semanário Expresso, são a Caixa Geral de Depósitos, o BCP, o Novo Banco, o BPI e o banco BPI.

Questionado sobre a opção de voltar a privatizar a empresa, Pedro Siza Vieira sublinhou que a Efacec é uma “empresa que sempre atuou no mercado” e que tem dado, ao longo dos anos, um contributo para a economia nacional, como por exemplo nas exportações, na ciência e investigação e na modernização da rede elétrica, com a montagem de todo o sistema de gestão da rede de distribuição nacional de energia elétrica.

“Tudo isso são contributos essenciais que a Efacec sempre foi dando, sem estar na esfera pública”, acrescentou o ministro, defendendo que “o Estado não fez da Efacec aquilo que ela é hoje”. Assim, torna-se, numa primeira fase, o “acionista de controlo de uma sociedade que tem um nível de endividamento baixo”, para “resolver um problema concreto e permitir a empresa que siga o seu caminho”, esclareceu.

O Expresso avançou ainda na semana passada que já há vários interessados para comprar a participação do Estado, entre os quais fundos como Alpac, Sodecia, Elsewedy, Ormazabal, Iberdrola, Oaktree e First Reserve.

De acordo com o mesmo jornal, as mais bem posicionadas são os portugueses Alpac e Sodecia, a egípcia Elsewedy e os norte-americanos First Reserve e Oaktree.

Nacionalização da empresa

O Conselho de Ministros português aprovou, na quinta-feira, a nacionalização de 71,73% do capital social da Efacec, pertencentes à empresária angolana, filha do ex-Presidente angolano José Eduardo dos Santos, que está a ser investigada pela justiça e viu as suas participações sociais e contas bancárias serem alvo de arrestos judiciais nos dois países.

“A intervenção do Estado procura viabilizar a continuidade da empresa, garantindo a estabilidade do seu valor financeiro e operacional e permitindo a salvaguarda dos cerca de 2.500 postos de trabalho”, justificou a ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, na conferência de imprensa do Conselho de Ministros.

A nacionalização decorre da saída de Isabel do Santos do capital da Efacec, na sequência do envolvimento do seu nome no caso Luanda Leaks, no qual o Consórcio Internacional de Jornalismo de Investigação revelou, em 19 de janeiro passado, mais de 715 mil ficheiros que detalham alegados esquemas financeiros da empresária e do marido que lhes terão permitido retirar dinheiro do erário público angolano através de paraísos fiscais.

A empresária angolana tinha entrado no capital da Efacec Power Solutions em 2015, após comprar a sua posição aos grupos portugueses José de Mello e Têxtil Manuel Gonçalves, que continuam ainda a ser acionistas da empresa, enfrentando atualmente o grupo sérias dificuldades de financiamento devido à crise acionista que atravessa.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Disney obriga todos os trabalhadores a estarem vacinados contra a covid-19

A multinacional Walt Disney Company emitiu um comunicado onde exige que todos os seus trabalhadores sejam vacinados contra a covid-19. De acordo com o comunicado, citado pelo The Washington Post, os funcionários da maior empresa de …

Novo Banco afasta plano agressivo de saídas até ao final do ano

O Novo Banco afasta, até ao final do ano, a possibilidade de avançar com um plano mais agressivo de saídas de trabalhadores para cumprir as metas definidas por Bruxelas. De acordo com o Jornal de Negócios, …

Doença volta um ano depois a Wuhan e autoridades ordenam testes em massa

A cidade chinesa de Wuhan, no centro do país, anunciou hoje uma campanha de testes em massa à sua população de onze milhões de pessoas, depois de detetar três casos locais de doentes com Covid-19 …

Grécia com a pior vaga de calor dos últimos 30 anos. Governo pede à população para limitar consumo de energia

A Grécia está a ser atingida pela "pior vaga de calor" desde há mais de 30 anos, alertou esta segunda-feira o primeiro-ministro grego, Kyriakos Mitsotakis, que apelou para que a população limite o consumo de …

É (quase) certo: melhor participação de sempre de Portugal em Jogos Olímpicos

Terceira medalha já igualou os dois melhores registos de sempre. Mas é muito provável que Portugal ainda conquiste, no mínimo, mais uma medalha. Claro que o título deste artigo é arriscado. Mas não é assim tão …

Tiago Barbosa Ribeiro formaliza candidatura à Câmara do Porto e diz ter "ótima" relação com Costa

Secretário-geral do Partido Socialista não esteve presente na apresentação da candidatura do Tiago Barbosa Ribeiro à Câmara Municipal, a qual só aconteceu depois da desistência de Eduardo Pinheiro, secretário de Estado da Mobilidade, por falta …

Portugal já recebeu os primeiros 2,2 mil milhões de euros do PRR

A Comissão Europeia desembolsou, esta terça-feira, 2,2 mil milhões de euros a Portugal referente ao pré-financiamento de 13% do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), num montante global de 16,6 mil milhões de euros. A primeira …

Começou a dança das cadeiras. 4 autarcas saltam de Câmara (e fintam lei da limitação de mandatos)

De forma a contornarem a lei da limitação de mandatos, quatro autarcas vão candidatar-se a outros municípios nas eleições de 26 de setembro. A dança das cadeiras começou. O Jornal de Negócios apurou que, nestas eleições, …

"On the Move." Governo britânico terá criado um site para dissuadir requerentes de asilo

O Ministério do Interior do Reino Unido terá criado um website dirigido aos requerentes de asilo com pedidos "enganosos" para os dissuadir de viajarem para o país. Foram também difundidos anúncios no Facebook e no …

Saiu para correr e nunca mais voltou. Ativista bielorrusso encontrado enforcado num parque em Kiev

Vitali Shishov estava desaparecido desde segunda-feira. As autoridades anunciaram hoje que o ativista foi encontrado morto num dos parques de Kiev, perto do local onde residia. Vitaly Shishov, diretor da organização não-governamental Casa da Bielorrússia na …