/

Situação “muito grave” leva a uma nova corrida ao papel higiénico na Alemanha

3

Mário Oliveira / SEMCOM

A Alemanha atingiu esta quinta-feira um novo máximo diário, com mais de 11 mil casos em apenas 24 horas. A nova vaga de infeções está a levar os alemães a um novo açambarcamento de papel higiénico e gel desinfetante.

Tal como aconteceu no início da pandemia, na Alemanha já começou a corrida aos supermercados para comprar papel higiénico à medida que os casos de covid-19 aumentam, diz o DN.

Segundo as autoridades de saúde, os dados desta quinta-feira mostram como a situação no país se está a tornar-se preocupante. Foi registado um novo máximo diário de novas infeções, com mais de 11 mil casos confirmados em apenas 24 horas.

Este cenário negro que se vive na Alemanha, está a fazer com que o açambarcamento regresse. Segundo o instituto federal de estatísticas alemão, já há um aumento nas vendas de papel higiénico e desinfetantes. “As compras de hamsters”, como chamam os alemães às compras por acumulação, “estão novamente a começar”, refere o organismo numa publicação no Twitter.

O instituto de estatística indica que as vendas de papel higiénico aumentaram 89,9% na semana passada em comparação com os níveis registados antes da crise sanitária. Também as vendas dos desinfetantes aumentaram em 72,5% e os sabonetes em 62,3%, dois produtos que também estão a ter bastante procura, sublinha a empresa.

 

Tal como acontece em vários países europeus, a Alemanha tem assistido nas últimas semanas a um forte aumento de casos positivos de covid-19, o que tem levado a novas restrições. Por exemplo na capital alemã, em Berlim, as autoridades impuseram o uso de máscara em algumas ruas mais frequentadas.

O presidente do Instituto Robert Koch, alerta que a situação é “muito grave”. Em conferência de imprensa, Lothar Wieler aproveitou para reforçar o apelo de que é necessário cumprir com as medidas de segurança para conter a propagação do novo coronavírus.

“O vírus pode estar a espalhar-se de forma incontrolável” em algumas áreas desde setembro, acrescentou Wieler, explicando que “atualmente os jovens são os mais expostos ao vírus. Quanto mais pessoas em círculos privados são infetadas, mais estas espalham”.

No entanto, Lothar Wieler garantiu que ainda é possível “conter” a propagação da pandemia “respeitando sistematicamente as medidas de proteção”. Realçou também a importância de “ventilar regularmente” as salas fechadas.

No passado sábado, a chanceler alemã já tinha pedido aos cidadãos para reduzirem ao máximo os convívios sociais, mantendo-se em casa. “O que será o inverno, o que será o nosso natal, será decidido nas próximas semanas”, explicou Angela Merkel.

  ZAP //

3 Comments

    • Eu entendo tive covid e tive 1 semana de diarreia forte praticamente não sai da casa de banho foi horrível diarreia e vômitos

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.