Sistema eleitoral pode ter sido alterado para conseguir eleições “à medida” de Maduro

(h) Miraflores Press / EPA

A organização não-governamental (ONG) Aceso à Justiça (AJ) denunciou hoje que o sistema eleitoral venezuelano foi “modificado” para fazer com que as próximas eleições parlamentares sejam “à medida” do Presidente Nicolás Maduro.

“As eleições parlamentares marcadas para 6 de dezembro estão desenhadas para favorecer o Governo de Nicolás Maduro e prejudicar seus adversários”, afirma a ONG venezuelana, num comunicado divulgado em Caracas, capital da Venezuela.

O documento precisa que a AJ remeteu um relatório à Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), explicando “as implicações de mudanças que o Supremo Tribunal de Justiça (STJ) e o Conselho Nacional Eleitoral (CNE) fizeram ao sistema eleitoral venezuelano, nos últimos meses”.

Segundo a AJ, as “mutações” são “mais um exemplo da falta de independência” do STJ, que em junho de 2020 “não só se atribuiu o poder de nomear os reitores (do CNE), desaplicou várias normas (da lei eleitoral) relacionadas com a escolha de deputados e autorizou o árbitro eleitoral para legislar sobre a matéria”.

“Sob a desculpa de que o atual modelo dual, estabelecia que 70% dos membros da Assembleia Nacional (AN) fossem eleitos uninominalmente e os 30% restantes por listas fechadas, afetava o pluralismo político, o intérprete STJ instruiu o CNE, que ele próprio nomeou, para alterar esta proporção e reformar a forma como os povos indígenas elegem os três legisladores que lhes são atribuídos”, explica.

Como resultado, as normas “foram aprovadas por um órgão eleitoral questionado” que “aumentou sem justificação constitucional alguma, a quantidade de deputados a eleger”, acrescenta a AJ.

Segundo o comunicado, o STJ tem tentado deixar sem efeito “a sua própria jurisprudência e decisões de constitucionalidade, desde o chavismo até agora”, e o CNE estabeleceu, no caso dos indígenas “um sistema de eleição de segundo grau”.

“Todas as mudanças são inconstitucionais” e “violam as normais mais elementares do Direito. O novo modelo eleitoral não partiu de uma reforma da Lei Orgânica dos Processos Eleitorais de 2009 é o resultado de uma resolução emitida pelo CNE. Isso é extremamente irregular e vai contra a pirâmide de Kelsen, em que as leis estão acima das resoluções administrativas e, portanto, não podem ser modificadas por meio delas”, afirma a ONG.

A AJ informou a CIDH que os dirigentes do novo CNE “não foram escolhidos de acordo com o procedimento estabelecido na Constituição” que estabelece que “a AN é o órgão que pode fazer tal nomeação”.

O STJ “voltou a assumir essa tarefa, acusando o parlamento de cometer uma omissão” e “nomeou” para esses cargos duas pessoas que tinham exercido funções no tribunal superior venezuelano.

“Estas nomeações não geram confiança no CNE. Os novos reitores (diretivos) durante a sua gestão no TSJ deixaram claro o seu alinhamento com o chavismo, tomando decisões sempre a favor dos interesses dos governos de Hugo Chávez e Nicolás Maduro, antecedentes que explicam porque ambos foram sancionados pelos EUA, Canadá e a União Europeia”, argumenta.

Para a AJ “as inúmeras violações” do novo sistema eleitoral venezuelano, “reforçam as dúvidas que existem em amplos setores da sociedade e da comunidade internacional sobre a (falta de) transparência das próximas eleições parlamentares”.

“Da mesma forma, parecem indicar claramente que o regime de (Nicolás) Maduro quer modificar as regras do jogo, que na época do falecido presidente Chávez (Hugo, presidiu o país entre 1999 e 2013) foram qualificadas como as ‘melhores do mundo’, na tentativa de obter vantagens que lhe permitam alcançar muitos lugares na nova Assembleia Nacional”, afirma.

As próximas eleições legislativas na Venezuela estão marcadas para o próximo dia 6 de dezembro.

  ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Gonçalo Esteves, Sporting

"Gonçalo Esteves é o futuro do Sporting". Adeptos rendidos ao ex-portista de 17 anos

O lateral-direito Gonçalo Esteves, de apenas 17 anos, estreou-se na equipa principal do Sporting, no jogo da Taça de Portugal contra o Belenenses, e o treinador Ruben Amorim diz que é "o futuro" do clube. …

Portugal regista mais 10 mortes e 612 novos casos de covid-19

Portugal registou, este sábado, mais 10 mortes e 612 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 612 novos …

Toda a herança de Rendeiro foi para o "rei dos táxis". MP investiga presidente da ANTRAL e o filho motorista

O Ministério Público está a investigar o ex-motorista de João Rendeiro e o seu pai, o presidente da ANTRAL, a maior associação de táxis portuguesa. Em causa estão suspeitas de lavagem de dinheiro quando se …

Depois do polémico golo de Mbappé, UEFA pondera mudar regra do fora de jogo

A UEFA defendeu uma reformulação da regra do fora de jogo, depois do polémico golo de Kylian Mbappé que, no último domingo, deu a vitória a França na final da Liga das Nações. Apesar da polémica, …

Nova deputada do PSD condenada por falsificação de documento

A nova deputada do PSD, que toma posse na Assembleia da República na próxima terça-feira, já foi condenada por falsificação de documento há dois anos. Segundo avança o Jornal de Notícias, Eugénia Duarte vai substituir Carla …

Presidente avisou partidos sobre cenário de eleições antecipadas: "Se tiver de ser, é"

Em caso de chumbo do Orçamento do Estado para 2022 (OE2022), o Presidente da República prefere não perder tempo e "matar o mal pela raiz". Findas as audiências com os partidos no Palácio de Belém, a …

"A maior descida de sempre". Galamba sublinha redução dos preços da luz para empresas e famílias

As tarifas de electricidade propostas pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) para 2022 representam uma descida nos preços da ordem dos 3,4%. O Secretário de Estado Adjunto e da Energia, João Galamba, fala de …

Administração Biden vai reativar programa anti-imigração de Trump

A Administração Biden anunciou, esta sexta-feira, que vai reativar a política anti-imigração nas fronteiras da era Trump, que forçou milhares de requerentes de asilo a aguardarem a conclusão dos seus processos no México, muitas vezes …

José Sena Goulão / Lusa

"Rangel fez o roteiro da carne assada" (e Rio pode não sobreviver à "golpada")

Rui Rio ainda não desfez o tabu sobre a sua recandidatura, ou não, à presidência do PSD, mas está pressionado a tomar uma decisão. No seio do partido, e mesmo entre os seus apoiantes, só …

Bolsonaro será acusado de 11 crimes na gestão da pandemia, entre os quais homicídio

O senador Renan Calheiros, relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga a gestão da pandemia, anunciou que Jair Bolsonaro deverá ser indiciado de 11 crimes, entre os quais o de homicídio. O relator da …