Sistema eleitoral pode ter sido alterado para conseguir eleições “à medida” de Maduro

(h) Miraflores Press / EPA

A organização não-governamental (ONG) Aceso à Justiça (AJ) denunciou hoje que o sistema eleitoral venezuelano foi “modificado” para fazer com que as próximas eleições parlamentares sejam “à medida” do Presidente Nicolás Maduro.

“As eleições parlamentares marcadas para 6 de dezembro estão desenhadas para favorecer o Governo de Nicolás Maduro e prejudicar seus adversários”, afirma a ONG venezuelana, num comunicado divulgado em Caracas, capital da Venezuela.

O documento precisa que a AJ remeteu um relatório à Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), explicando “as implicações de mudanças que o Supremo Tribunal de Justiça (STJ) e o Conselho Nacional Eleitoral (CNE) fizeram ao sistema eleitoral venezuelano, nos últimos meses”.

Segundo a AJ, as “mutações” são “mais um exemplo da falta de independência” do STJ, que em junho de 2020 “não só se atribuiu o poder de nomear os reitores (do CNE), desaplicou várias normas (da lei eleitoral) relacionadas com a escolha de deputados e autorizou o árbitro eleitoral para legislar sobre a matéria”.

“Sob a desculpa de que o atual modelo dual, estabelecia que 70% dos membros da Assembleia Nacional (AN) fossem eleitos uninominalmente e os 30% restantes por listas fechadas, afetava o pluralismo político, o intérprete STJ instruiu o CNE, que ele próprio nomeou, para alterar esta proporção e reformar a forma como os povos indígenas elegem os três legisladores que lhes são atribuídos”, explica.

Como resultado, as normas “foram aprovadas por um órgão eleitoral questionado” que “aumentou sem justificação constitucional alguma, a quantidade de deputados a eleger”, acrescenta a AJ.

Segundo o comunicado, o STJ tem tentado deixar sem efeito “a sua própria jurisprudência e decisões de constitucionalidade, desde o chavismo até agora”, e o CNE estabeleceu, no caso dos indígenas “um sistema de eleição de segundo grau”.

“Todas as mudanças são inconstitucionais” e “violam as normais mais elementares do Direito. O novo modelo eleitoral não partiu de uma reforma da Lei Orgânica dos Processos Eleitorais de 2009 é o resultado de uma resolução emitida pelo CNE. Isso é extremamente irregular e vai contra a pirâmide de Kelsen, em que as leis estão acima das resoluções administrativas e, portanto, não podem ser modificadas por meio delas”, afirma a ONG.

A AJ informou a CIDH que os dirigentes do novo CNE “não foram escolhidos de acordo com o procedimento estabelecido na Constituição” que estabelece que “a AN é o órgão que pode fazer tal nomeação”.

O STJ “voltou a assumir essa tarefa, acusando o parlamento de cometer uma omissão” e “nomeou” para esses cargos duas pessoas que tinham exercido funções no tribunal superior venezuelano.

“Estas nomeações não geram confiança no CNE. Os novos reitores (diretivos) durante a sua gestão no TSJ deixaram claro o seu alinhamento com o chavismo, tomando decisões sempre a favor dos interesses dos governos de Hugo Chávez e Nicolás Maduro, antecedentes que explicam porque ambos foram sancionados pelos EUA, Canadá e a União Europeia”, argumenta.

Para a AJ “as inúmeras violações” do novo sistema eleitoral venezuelano, “reforçam as dúvidas que existem em amplos setores da sociedade e da comunidade internacional sobre a (falta de) transparência das próximas eleições parlamentares”.

“Da mesma forma, parecem indicar claramente que o regime de (Nicolás) Maduro quer modificar as regras do jogo, que na época do falecido presidente Chávez (Hugo, presidiu o país entre 1999 e 2013) foram qualificadas como as ‘melhores do mundo’, na tentativa de obter vantagens que lhe permitam alcançar muitos lugares na nova Assembleia Nacional”, afirma.

As próximas eleições legislativas na Venezuela estão marcadas para o próximo dia 6 de dezembro.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Em plena pandemia, houve cinco setores que conseguiram faturar mais do que em 2019

Apesar de a pandemia ter levado muitos setores da economia para os piores resultados de sempre, nem todos perderam faturação durante os meses de março a novembro da crise sanitária, algum conseguiram mesmo aumentar. Neste sentido, …

Pesadelo de Özil no Arsenal chega ao fim com transferência para o Fenerbahçe

O futebolista alemão Mesut Özil, dos ingleses do Arsenal, confirmou que vai assinar pelos turcos do Fenerbahçe, depois de vários meses sem jogar pelos 'gunners'. "Estou muito feliz e muito animado, por Deus me ter dado …

Palácio mais antigo da China é descoberto perto de antiga capital. Tem mais de 5000 anos

Um Palácio descoberto no sítio arqueológico de Shuanghuaishu, nos arredores da cidade de Zhengzhou, uma das oito capitais antigas da China, foi construído por volta de 3300 a.C., ou seja, tem atualmente cerca de 5.300 …

"Há exceções a mais". Marques Mendes defende que Governo deve reavaliar medidas de confinamento

No seu habitual espaço de comentário na SIC, no domingo à noite, Luís Marques Mendes falou sobre as novas medidas de confinanento e das eleições presidenciais. Depois de uma semana a bater recordes em números de …

O cenário "é de guerra" e o medo é de a perder. Temido admite que "estamos muito próximos do limite"

Após uma visita ao Hospital Garcia de Orta, que alertava no sábado para um "cenário de pré-catástrofe", Marta Temido admitiu que o Serviço Nacional de Saúde, os operadores sociais e privados estão em "extremo sobreesforço". Marta …

Discutir sobre temas controversos requer mais atividade cerebral do que concordar

Uma nova investigação da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, confirmou aquilo que o senso comum já vaticinava: discutir sobre temas controversos requer muito mais atividade cerebral do que simplesmente concordar. De acordo com a nova …

Estado de emergência vai manter-se até março. Marcelo admite confinar mais o país

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, esteve este domingo no Hospital Santa Maria, em Lisboa, onde admitiu confinar mais o país devido à pressão nos hospitais. Em declarações aos jornalistas, Marcelo Rebelo de Sousa, …

"São dores de crescimento". CNE admite problemas no voto antecipado, mas promete solução no futuro

Domingo foi dia de voto antecipado para 246.880 eleitores, um número recorde desde que esta modalidade foi introduzida no país. As longas filas e alguns ajuntamentos, numa altura em que o país vive um novo …

Costa convoca Conselho de Ministros extraordinário. Café ao postigo em risco (e ATL até 12 anos podem reabrir)

O Governo convocou um Conselho de Ministros extraordinário para decidir novas medidas de confinamento. Em cima da mesa estará a hipótese de acabar com o café ao postigo e a possível abertura dos ATL até …

Sérgio Oliveira, Luis Díaz e Evanilson testam positivo e vão falhar clássico

Os três jogadores azuis e brancos testaram positivo à covid-19, este domingo, e falham assim o jogo frente ao Sporting na meia-final da Taça da Liga. De acordo com o jornal A Bola, os jogadores do …