Serviço militar obrigatório facilita acesso à pensão

Paulo Novais / Lusa

O Governo quer que os anos de serviço militar obrigatório passem a contar para a carreira contributiva, facilitando o acesso à reforma no regime geral da Segurança Social.

A contabilização do tempo de serviço militar obrigatório, que terminou definitivamente em 2004, passará a facilitar o acesso à reforma no regime geral de Segurança Social.

Segundo o Público, a medida insere-se na proposta de decreto-lei de execução orçamental que determina que os anos de serviço militar obrigatório sejam tidos em conta na contabilização da carreira contributiva e dos prazos de garantia dos trabalhadores que descontam para o regime geral.

Isto faz com que seja possível acelerar o momento em que podem reformar-se, reduzir os cortes por antecipação ou obter bonificações na sua pensão. Atualmente, o serviço militar obrigatório tem apenas relevância para efeitos da taxa de formação da pensão, influenciando o valor a que a pessoa tem direito.

O jornal adianta ainda que, no futuro, o serviço militar obrigatório passará também a ser considerado na contabilização dos prazos de garantia que permitem aceder à pensão (15 anos de registo de remunerações no caso da pensão de velhice), nas condições de acesso à reforma antecipada e no regime de antecipação por desemprego de longa duração.

Para Filomena Salgado, especialista da FSO Consultores, “o principal impacto” vai-se fazer sentir “nas bonificações e na redução das penalizações, estas últimas aplicáveis sempre que o beneficiário passe à situação de reforma antes da idade normal de reforma”. “Para além das restantes situações previstas, nomeadamente, de acesso à reforma flexibilizada, incluindo por desemprego de longa duração.”

Caso esta medida seja aprovada, aplica-se a quem requereu a contagem do tempo de serviço militar a partir do dia 1 de janeiro de 2018 ou que, tendo pedido a contagem antes dessa data, ainda não tenha sido notificado.

Esta alteração legislativa tem como objetivo reformular uma parte do artigo 48º do diploma que define o regime jurídico de proteção nas eventualidades invalidez e velhice do regime geral de Segurança Social (Decreto-lei 187/2007).

Esse artigo prevê que o tempo de serviço militar obrigatório é contado a pedido dos beneficiários que à data da prestação do serviço não estavam abrangidos por regimes de segurança social que lhes conferiam o direito ao registo de remunerações por equivalência à entrada de contribuições e que não tenham beneficiado da contagem desse período para qualquer outro regime de proteção social.

Segundo o Público, estas regras vão manter-se. A alteração diz apenas respeito aos efeitos da contagem do tempo no acesso à pensão.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. A notícia não esclarece quanto à obrigatoriedade de descontos do interessado relativos a esse tempo de serviço militar.
    Se a contagem de tempo não implicar os respectivos descontos para a Segurança Social, será mais uma discriminação positiva dos trabalhadores do sector privado em relação aos do sector público para quem essa obrigatoriedade de descontos sempre existiu, normalmente tanto mais penalizadora quanto mais tarde fosse requerido esse tampo.
    Mas como era e é habitual ouvir-se, os funcionários públicos é que estão bem.

  2. POIS e os homens soldados que compriram o SERVIÇO MILITAR OBRIGATORIO? POIS naquele tempo de antes do vinte e cinco de abril eramos obrigados a ir à tropa e quem nao se inscrever_se era dado como DESERTOR diziam que eramos voluntarios so iamos a tropa se quisessemos pois pois se nao fossemos eramos PRESOS e nunca descontavamos para a REFORMA e SEGURANÇA SOCIAL etcetc; agora as MULHERES ja vao à TROPA fazem descontos para a SEGURANÇA SOCIAL e para a REFORMA etcetc e nos os SOLDADOS pois que nao havia mulheres naquele tempo nao teem ao menos uma BONIFICAÇAO que ajude a terem mais algum na REFORMA?? Eu que foi para aTROPA e foi primeiro cabo especialista e bombeiro voluntario e escuteiro/escoteiro e nada recebi;e pelos vistos nada recebo e o que recebo è o que tenho e nada de BONIFICAÇOES para ajuda visto que nunca recebi nada foi sempre voluntario e aguento e aguentei FIRME e aguento se quero pois;
    È o melhor que temos deste GOVERNOS; andaram uns a trabalhar para outrospoiszzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
    agp

    • Caro bombeiro, no seu comentário misturou várias “questões” e a que está em causa é só uma: QUE OS ANOS DE SERVIÇO MILITAR OBRIGATÓRIO PASSEM A CONTAR PARA A CARREIRA CONTRIBUTIVA, FACILITANDO O ACESSO À REFORMA. É só isso.
      Essa possibilidade já existia, com algumas diferenças de definição, e a conhecida LEI PORTAS, de que já ninguém fala e nem sei se está em vigor, veio aparentemente contribuir, através de pequeno subsídio anual, para um irrisório benefício da pensão ou reforma de quem tinha sido militar, sobretudo combatente no ex-ultramar. Esse subsidio era atribuído a quem tinha sido soldado raso ou 1º cabo, porque os restantes militares, a partir de furriel, tinham feito descontos de acordo com os respectivos salários.
      Se o caro bombeiro foi militar, combatente no ex-ultramar, e é reformado, certamente que foi contemplado com essa pequena bonificação. Mas por ter sido militar, não por ter sido bombeiro ou escuteiro.
      Fala de BONIFICAÇÕES, mas não é disso que se trata. Uma bonificação pressupões algum dinheiro “por Fora”, ou seja, além do devido por contrato ou lei. Ora o que se pretende com as medidas a renovar pelo Governo, é que o tempo militar obrigatório (e eu acrescentaria ou voluntário desde que auferira remuneração adequada) conte para efeito de reforma.
      A dúvida com que fico é se quem requere a contagem do tempo do serviço militar tem ou não de proceder às correspondentes contribuições para a Segurança Social. E se não tem estão com sorte, porque os trabalhadores da Função Pública são obrigados a fazer os respectivos descontos, para o mesmo fim. Descontos esses que não são relativos aos seus salários do tempo de militares, mas aos salários que aufiram ao tempo do requerimento.

RESPONDER

Barack Obama vai publicar um livro de memórias (mas só depois da eleições de novembro)

O livro de memórias do antigo Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, só vai ser publicado depois das eleições presidenciais de novembro. Uma enxurrada de livros políticos chegou às prateleiras nas últimas semanas, no final da …

Confrontos em Londres entre polícia e opositores das restrições devido à pandemia

A polícia de Londres, Inglaterra, entrou hoje em confronto com manifestantes que protestavam contra as restrições que visam conter a disseminação do novo coronavírus. De acordo com a agência Associated Press (AP), os confrontos ocorreram quando …

Milhares infetados por bactéria após fuga em fábrica farmacêutica chinesa

Milhares de pessoas no noroeste da China contraíram uma doença bacteriana depois de uma fuga que causou um surto numa biofarmacêutica no ano passado. De acordo com a CNN, que cita relatos dos media locais, mais …

Guardas da Revolução do Irão prometem vingar morte do general Soleimani

O chefe dos Guardas da Revolução, o exército ideológico do Irão, garantiu hoje que a morte do general Qassem Soleimani, alvo de um raide aéreo dos Estados Unidos, será vingada em “todos os seus implicados”. “Senhor …

"O mundo está no momento mais perigoso da história humana", diz Noam Chomsky

O professor norte-americano Noam Chomsky, conhecido como o pai da linguística moderna, advertiu que o mundo está no momento mais perigoso da história da humanidade devido à crise climática, à ameaça de guerra nuclear e …

Portugal com 849 novas infecções por covid-19. Há 20.722 casos activos

Portugal registou 849 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, mantendo-se a tendência de subida verificada nos dias anteriores. Mas o número de pacientes recuperados também não era tão alto desde Julho. O boletim da …

A Grândola Vila Morena abafou "a maior marcha alguma vez vista" do Chega

Com a Praça do Giraldo, em Évora, dividida por barreiras anti-motim, os participantes da concentração "Pela Liberdade" receberam os apoiantes do Chega de André Ventura ao som de "Grândola Vila Morena" e empunhando cravos vermelhos …

Pandemia assola Irão. EUA com mais 888 mortos. 19 países europeus bateram recorde de casos

Naquele que é o número mais elevado de casos diários desde abril, a Alemanha registou 2.297 novos contágios, 19 países europeus já ultrapassaram o recorde de casos do pico da pandemia. O Irão ultrapassou as …

Rangel "é um turista do carago". SMS atestam que Vieira usou Benfica em "benefício pessoal"

Luís Filipe Vieira é um dos acusados da Operação Lex, com o Ministério Público (MP) a alegar que o presidente do Benfica utilizou o clube em "benefício pessoal" para obter uma cunha do juiz Rui Rangel. O …

Farmácias em risco de não ter vacinas da gripe para tantos pedidos

As farmácias privadas receiam não ter doses suficientes de vacina contra a gripe para dar resposta a todos os pedidos. As encomendas da vacina já sãocinco vezes mais do que as registadas em 2019. A preocupação …