Sem um financiamento comum, “é o fim da Zona Euro”, diz ministro das Finanças francês

worldbank / Flickr

Bruno Le Maire, ministro das Finanças francês

A Zona Euro está em risco caso não haja um investimento comum, defende o ministro das Finanças francês. Le Maire recomenda um Fundo de Retoma, com a colaboração de todos os estados-membros.

Em entrevista ao Expresso, o ministro das Finanças francês defende a emissão conjunta de dívida com maturidades de “10 a 20 anos” no pós-pandemia de covid-19. Bruno Le Maire argumente que todos os países têm de ter oportunidades semelhantes de financiar a retoma, caso contrário a Zona Euro está em risco.

Le Maire sugere um Fundo de Retoma, disponível não apenas para os 19 países da moeda única, mas para todas as 27 nações. “O Fundo de Retoma é claramente pensado para despesas públicas através de subsídios. Não estou a falar de empréstimos. Por isso é que este fundo seria útil e eficiente”, explicou.

“Se queremos mover-nos ao mesmo ritmo, a 27, necessitamos de um financiamento comum para investimentos”, reiterou. “Caso contrário, há o risco de países como a Alemanha ou a Holanda recuperarem mais rapidamente – porque têm o financiamento nacional – enquanto outros países que não têm as mesmas possibilidades ficam para trás, correndo-se o risco de se criarem mais divergências e diferenças de desenvolvimento entre os 19 da moeda única, o que significaria o fim da zona euro. É isso que está em jogo”.

O plano equacionado por Le Maire faz parte do relatório do Eurogrupo que será discutido no próximo dia 23 de abril. Para garantir que se segue este caminho é necessário convencer a Alemanha e os nórdicos, realça o Expresso.

O ministro das Finanças francês entende que, na emissão conjunta de dívida, a “responsabilidade conjunta é a melhor opção”. Como alternativa, não descarta “a ideia de responsabilidade parcial dos Estados-membros, dependendo do respetivo PIB”.

Le Maire salienta que não seria cada país a decidir onde investe o dinheiro: “A ideia é a de deixar que seja a Comissão a decidir os investimentos”. E como seria distribuídos estes fundos? “Os países recebem dinheiro de acordo com a forma como foram atingidos pela crise e reembolsam-no de acordo com o PIB de cada um“.

“A crise é excecional, e vamos precisar de expandir massivamente a nossa capacidade de financiar investimento público nos próximos três a cinco anos”, assume o ministro gaulês. “No entanto, não temos necessariamente os recursos nacionais imediatos para fazê-lo no curto prazo. Assim, a ideia é ter um fundo comum, que emita dívida com maturidades bastante longas – por exemplo 10 a 20 anos”.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Pois a UE nunca foi uma verdadeira união, cá dentro alguns procuram comer os mais fracos provocando-lhes ainda menos hipóteses de expansão, por sua vez, estes por vezes descartam-se das suas responsabilidades não carrilando na marcha dos mais avançados, depois fora de portas, é verificar agora mais do que nunca o resultado de uma globalização imposta e suas consequências. Se não houver reflexão e modéstia por parte dos políticos europeus em reconhecer os erros cometidos e procurar mudar de rumo, possivelmente irão ser eles próprios o COVID-20 da UE.

RESPONDER

"Não haverá acordo" se Londres não respeitar compromissos, avisa Michel Barnier

O negociador europeu para a saída do Reino Unido da União Europeia (UE), Michel Barnier, sublinhou no domingo que "o tempo urge", avisando que não haverá acordo se Londres permanecer nas posições anteriores. "O Reino Unido …

Ex-Benfica Garay acusa Valência de "campanha difamatória"

Ezequiel Garay acusou o Valência de levar a cabo uma "campanha difamatória" contra si. "Dói ver estas coisas quando estão a prejudicar os que amas", disse o argentino. O ex-jogador do SL Benfica Ezequiel Garay cumpre …

O maior salto em cinco anos. Dívida pública atingiu recorde em abril

A dívida pública aumentou para 262,1 mil milhões de euros em abril, o valor mais alto desde 1995, segundo os dados divulgados pelo Banco de Portugal. A dívida pública aumentou para o valor recorde de 262,1 …

Diabéticos e hipertensos. PSD quer debater alteração que retirou estes doentes de regime excecional

O PSD pediu a apreciação parlamentar do decreto-lei que retirou doentes hipertensos e diabéticos do regime excecional de proteção relativo à covid-19. A apreciação parlamentar permite que a Assembleia da República debata, altere e, no limite, …

Norte sem contágios por covid-19. Grande Lisboa regista 96,5% dos novos casos

Portugal regista hoje 1.424 mortes relacionadas com a covid-19, mais 14 do que no domingo, e 32.700 infectados, mais 200, segundo o boletim da Direcção-Geral de Saúde (DGS). 193 dos novos casos são na área …

Aviões deixam de ter lotação reduzida a partir desta segunda-feira

Os aviões deixam, a partir desta segunda-feira, de ter a lotação de passageiros reduzida a dois terços, mas o uso de máscara comunitária é obrigatório. O Governo alinhou, assim, as regras nacionais pelas regras europeias no …

Marcelo pede que não se passe do "8 para o 80" e alerta para imagem do país

O Presidente da República reiterou hoje o apelo à população para que não se passe “do 8 para o 80” nas medidas de prevenção da covid-19, alertando para os riscos da imagem do país “cá …

Só metade das crianças deverá voltar ao pré-escolar esta segunda-feira

As crianças em idade pré-escolar regressam esta segunda-feira aos jardins de infância, que voltam a funcionar com novas regras, depois de encerradas durante mais de dois meses, devido à pandemia da covid-19. Apesar do regresso, que …

Dois astronautas (e um dinossauro de peluche) chegaram à EEI à boleia da SpaceX

Para além dos astronautas Doug Hurley e Bob Behnken, seguia a bordo da Crew Dragon um dinossauro de peluche com lantejoulas. E há uma explicação para isso. Este sábado, o foguetão Falcon 9, da SpaceX, fez …

Pescadores já podem capturar sardinha, mas recuo no consumo é uma preocupação

Os pescadores voltam a poder capturar sardinha, a partir desta segunda-feira, e até 31 de julho, com limites diários e semanais, segundo um despacho publicado em Diário da República. De acordo com o diploma, assinado pelo …