Seita indiana tinha o seu próprio governo, exército, tribunal e prisão com tortura

Rajat Gupta / EPA

Vista geral do terreno ocupado pela Swadhin Bharat Vidhik Satyagrah, após os confrontos com a polícia indiana

Vista geral do terreno ocupado pela Swadhin Bharat Vidhik Satyagrah, após os confrontos com a polícia indiana

Uma misteriosa seita, recentemente envolvida em confrontos mortais na Índia, tinha o seu próprio governo, exército, tribunal e prisão, onde a tortura era a regra, disse fonte policial, citada pela agência AFP.

Perto de três mil seguidores da seita indiana Swadhin Bharat Vidhik Satyagrah envolveram-se esta quinta-feira em confrontos com a polícia indiana, durante uma operação de despejo, que resultou em 24 mortos, incluindo dois agentes da polícia e um dos líderes da seita, Ram Vraksha Yadav.

A operação policial tinha como objectivo o despejo de um terreno, num parque da cidade de Mathura, no estado de Uttar Pradesh, que a seita tinha ocupado em 2014 e onde vivia praticamente isolada, disse um inspetor-geral da polícia.

Os confrontos tiveram início quando os 3.000 membros do grupo resistiram às forças da polícia destacadas para despejar o terreno.

Os dois agentes da polícia abatidos foram alvejados por tiros de alguns dos membros da seita, que se posicionaram em árvores altas, de onde lançaram também engenhos explosivos artesanais.

“Eles alvejaram-nos do alto das árvores”, disse Javeed Ahmad, diretor geral da polícia do Estado de Uttar Pradesh, em conferência de imprensa.

Os membros da seita atearam então fogo às suas habitações improvisadas, nas quais estavam armazenados cilindros de gás e explosivos.

“22 dos seus membros morreram, dos quais 11 queimados. Uma das vítimas é uma mulher”, acrescentou Ahmad.

Os seguidores da Swadhin Bharat Vidhik Satyagrah descrevem-se como revolucionários políticos e sociais, defendem o fim de eleições e reclamam combustível mais barato para todos.

A seita tem o tinha o seu próprio sistema de governo, um exército, tribunal e uma prisão com câmaras de tortura.

Segundo as autoridades indianas, crianças com 8 anos recebiam treino militar da seita, e os seus dirigentes pretendiam levar os fiéis para um “terrorismo religioso“.

“A sua ideologia é semelhante à dos naxalitas”, explicou Pradeep Bhatnagar, governador administrativo da região.

Os naxalitas são guerrilheiros maoístas que desafiam as autoridades nas grandes zonas do centro e este da Índia.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Por cá também se vão criando algumas seitas, desde religiosas a sexuais entre outras há hoje liberdade para tudo!

RESPONDER

Banco de França vai testar moeda digital em 2020

O governador do Banco de França anunciou na quarta-feira o lançamento de testes no próximo ano para uma moeda digital, que pode servir de precedente para uma iniciativa do mesmo tipo à escala da zona …

Atlético de Madrid na corrida por Gabigol

O Atlético de Madrid entrou na corrida pela contratação de Gabigol, o artilheiro que está ao serviço do Flamengo por empréstimo do Inter de Milão. A notícia é avançada pelo jornal italiano Gazzetta Dello Sport, …

Australiana condenada a prisão por ter mentido no currículo

Uma australiana de 45 anos foi condenada a um ano de prisão efetiva por ter mentido no seu currículo para conseguir uma vaga no Governo regional, conta esta quinta-feira a ABC Australia. Veronica Hilda Theriault foi …

Homem da comunicação de Rui Rio pertence à maçonaria

João Tocha, o homem que o líder do PSD escolheu para fazer parte da sua comunicação, é maçon, avança a revista Visão esta quinta-feira. Em declarações à Visão, João Tocha, iniciado no Grande Oriente Lusitano …

Marco Silva despedido do Everton

O treinador português Marco Silva foi hoje despedido pelo Everton, clube da Primeira Liga inglesa de futebol, um dia depois do desaire por 5-2 no reduto do rival da cidade, o campeão europeu Liverpool. “O Everton …

Líder Supremo do Irão aprova medidas para reconhecer como "mártires" os mortos dos recentes distúrbios

O líder supremo do Irão aprovou as recomendações de um relatório oficial propondo o reconhecimento como "mártires" dos mortos nos recentes distúrbios no país sem que tenham "desempenhado qualquer papel", indicou esta quinta-feira o seu …

OE2020. Governo quer baixar preço da luz sem mexer no IVA

O Governo socialista está a estudar hipóteses "alternativas" para baixar o preço da luz sem mexer na taxa do IVA, devendo estas soluções constar já da proposta inicial do Orçamento de Estado para 2020 (OE2020). De …

Pelosi acionou votação para impeachment a Trump. "Os factos são incontestáveis"

A Presidente da Câmara de Representantes dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, anunciou esta quinta-feira que o órgão irá avançar com a redação de acusações contra o Presidente norte-americano, no âmbito do processo de impeachment. “As ações …

Relação volta a contrariar Ivo Rosa. Depoimentos de Salgado nos casos BES e Monte Branco podem ser usados na Operação Marquês

O Tribunal da Relação de Lisboa (TRL) autorizou a utilização na Operação Marquês dos depoimentos do banqueiro e arguido Ricardo Salgado, prestados nos processos Monte Branco e Universo GES/BES, contestando a decisão de Ivo Rosa, …

Carga fiscal subiu aos 35,4% em 2018. É o valor mais alto desde 2000

A carga fiscal em Portugal subiu dos 34,3% do PIB em 2017 para os 35,4% em 2018, o valor mais elevado desde 2000, acima da média dos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento …