Seita indiana tinha o seu próprio governo, exército, tribunal e prisão com tortura

Rajat Gupta / EPA

Vista geral do terreno ocupado pela Swadhin Bharat Vidhik Satyagrah, após os confrontos com a polícia indiana

Vista geral do terreno ocupado pela Swadhin Bharat Vidhik Satyagrah, após os confrontos com a polícia indiana

Uma misteriosa seita, recentemente envolvida em confrontos mortais na Índia, tinha o seu próprio governo, exército, tribunal e prisão, onde a tortura era a regra, disse fonte policial, citada pela agência AFP.

Perto de três mil seguidores da seita indiana Swadhin Bharat Vidhik Satyagrah envolveram-se esta quinta-feira em confrontos com a polícia indiana, durante uma operação de despejo, que resultou em 24 mortos, incluindo dois agentes da polícia e um dos líderes da seita, Ram Vraksha Yadav.

A operação policial tinha como objectivo o despejo de um terreno, num parque da cidade de Mathura, no estado de Uttar Pradesh, que a seita tinha ocupado em 2014 e onde vivia praticamente isolada, disse um inspetor-geral da polícia.

Os confrontos tiveram início quando os 3.000 membros do grupo resistiram às forças da polícia destacadas para despejar o terreno.

Os dois agentes da polícia abatidos foram alvejados por tiros de alguns dos membros da seita, que se posicionaram em árvores altas, de onde lançaram também engenhos explosivos artesanais.

“Eles alvejaram-nos do alto das árvores”, disse Javeed Ahmad, diretor geral da polícia do Estado de Uttar Pradesh, em conferência de imprensa.

Os membros da seita atearam então fogo às suas habitações improvisadas, nas quais estavam armazenados cilindros de gás e explosivos.

“22 dos seus membros morreram, dos quais 11 queimados. Uma das vítimas é uma mulher”, acrescentou Ahmad.

Os seguidores da Swadhin Bharat Vidhik Satyagrah descrevem-se como revolucionários políticos e sociais, defendem o fim de eleições e reclamam combustível mais barato para todos.

A seita tem o tinha o seu próprio sistema de governo, um exército, tribunal e uma prisão com câmaras de tortura.

Segundo as autoridades indianas, crianças com 8 anos recebiam treino militar da seita, e os seus dirigentes pretendiam levar os fiéis para um “terrorismo religioso“.

“A sua ideologia é semelhante à dos naxalitas”, explicou Pradeep Bhatnagar, governador administrativo da região.

Os naxalitas são guerrilheiros maoístas que desafiam as autoridades nas grandes zonas do centro e este da Índia.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Por cá também se vão criando algumas seitas, desde religiosas a sexuais entre outras há hoje liberdade para tudo!

RESPONDER

Guardas e familiares das vítimas pediram clemência. Mas Nicholas Sutton foi executado

O norte-americano foi executado, esta quinta-feira, no Tennessee, devido ao assassinato de quatro pessoas, apesar de alguns pedidos de clemência por parte de guardas prisionais e familiares das vítimas. De acordo com a CNN, Nicholas Sutton, …

O primeiro drone acrobático tripulado de sempre é testado a fazer piruetas

Um novo vídeo mostra que o "Big Drone", da Drone Champions AG, é capaz de fazer acrobacias alucinantes com um passageiro dentro. A tecnologia dos drones melhora de vento em popa com o passar dos anos …

Fenómeno extremo ameaça corais na Grande Barreira na Austrália. E já matou quase metade

A Grande Barreira de Coral da Austrália pode estar a enfrentar a terceira "descoloração" no espaço de cinco anos, fenómeno provocado por um aumento da temperatura das águas do mar. Como avançou o Expresso, este fenómeno …

Trump critica cerimónia dos Óscares, "Parasitas" e Brad Pitt

O Presidente norte-americano criticou a cerimónia dos Óscares, esta quinta-feira, nomeadamente a atribuição do prémio de Melhor Filme para o sul-coreano "Parasitas" e ainda o ator Brad Pitt. Na noite desta quinta-feira, num comício em Colorado …

Paris lança número de emergência para fazer frente à crise de percevejos

O Governo francês lançou uma campanha, esta quinta-feira, para fazer frente à crise de percevejos que se instalou em Paris. Segundo a agência France-Press, citada pelo The Guardian, casas e hotéis da capital francesa estão a …

"Radical chique" e "ressentido". Filho de Paulo Branco pode ter sido o pivot do escândalo sexual em França

Juan Branco, o filho do produtor de cinema Paulo Branco, é o homem do momento em França. O advogado de 30 anos saltou para as luzes dos média no âmbito da divulgação do vídeo sexual …

Alcochete. "Se Mustafá estivesse lá aquilo não tinha acontecido"

O arguido Emanuel Calças disse, esta sexta-feira, em tribunal que, se Mustafá estivesse com o grupo que invadiu a academia do Sporting, "aquilo não tinha acontecido". "Tenho a certeza de que se o Mustafá estivesse presente …

Coronavírus ameaça o têxtil português (mas também é uma "oportunidade")

O sector têxtil nacional está ameaçado e pode parar a produção já em Março. Tudo devido à falta de matéria-prima que vem da China e que se deve à epidemia do novo coronavírus. A "situação …

Governo diz que prejuízo da TAP "não foi um desvio qualquer" e que já devia ter tido lucro em 2018 e 2019

O ministro das Infraestruturas disse, esta sexta-feira, que o orçamento que a comissão executiva da TAP apresentou ao Conselho de Administração para 2018 e 2019 previa lucro e que o prejuízo de 105,6 milhões "não …

João Lourenço duplica valor de subsídio de antigos Presidentes de Angola

O Presidente angolano, João Lourenço, duplicou o valor do subsídio de fim de mandato pago a antigos chefes de Estado, mas cortou outras regalias, nomeadamente a nível da segurança e quadro de pessoal. O decreto-presidencial 32/20, …