Estudo aponta “segredo” para evitar uma segunda vaga de covid-19: o uso de máscaras

Andrea Fasani / EPA

Uma investigação recente concluiu que o uso massivo de máscara, combinado com confinamentos pontuais e parciais, pode ser decisivo para evitar uma segunda vaga de covid-19.

Um novo estudo levado a cabo por uma equipa de cientistas britânicos, e publicado na Proceedings of the Royal Society A, indica que um pedaço de tecido de algodão pode mesmo ser a primeira linha de defesa contra o novo coronavírus.

“Os resultados das nossas análises apoiam a adoção imediata e universal de máscaras”, disse o principal autor do estudo, Richard Stutt, citado pelo El País.

A investigação usou o caso do Reino Unido como exemplo, em números de população e em casos reais de contágio. O estudo aponta que se pelo menos metade da população usasse máscara em público, o índice de propagação do vírus  baixaria para números inferiores a 1.

No fundo, de acordo com os modelos matemáticos, quanto mais pessoas cobrissem o rosto, mais o Ro se aproximaria de zero. Usar máscara durante o dia a dia, e não só em espaços fechados, daria tempo até se encontrar uma vacina eficaz, defendem os investigadores.

“Se combinarmos o uso massivo de máscaras, com a distância física e um certo grau de confinamento, a pandemia pode ser gerida socialmente, ao mesmo tempo que se recupera a economia, tudo isto muito antes de uma vacina eficaz”, acrescentou o investigador.

“Realizar estudos científicos para medir diretamente a eficácia das máscaras é muito complicado”, afirmou Stutt, explicando que não é possível expor voluntariamente uma pessoa ao vírus, “porque isso levanta vários problemas éticos”, e, portanto, fica por comparar a redução das partículas expiradas por uma pessoa infetada, com e sem máscara.

Além disso, os cientistas receiam que o uso generalizado de máscaras dê uma aparente sensação de segurança que leve a um relaxamento de outras importantes medidas de prevenção, como a lavagem das mãos, por exemplo.

O uso generalizado de máscara foi bastante controverso para a Organização Mundial de Saúde (OMS) e até para os Governos e autoridades de saúde, pela falta de ensaios científicos que comprovassem a verdadeira eficácia contra a propagação do vírus.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. O uso de máscaras não foi implementado logo no início, porque simplesmente não havia. Tudo o resto é treta.
    Até é provável que, com a aceitação social do uso de máscaras, a mortalidade da gripe sazonal baixe drasticamente. Especialmente se usado nos transportes públicos e elevadores.

    • Não havia??? Ou não quiseram que houvesse??? Quantos começaram a fazer mal se falou em usar mascaras? Aquelas duas desmioladas do DGS é que andaram a protelar o que já se deveria de ter feito há muito tempo, USAR MÁSCARA.

  2. Foi uma vergonha o que a DGS fez sendo responsável directa por milhares de infectados e centenas de mortes. Deviam ser criminalizada as duas tontas da DGS e MS que seguiram estupidamente as directivas duma OMS tomada pelos chineses. É só ver o caso da Rep.Checa, Eslováquia, Hungria, Grécia que desde logo fizeram o que era para todos evidente: USAR MÁSCARA!!

  3. É preciso ser mauzinho para tratar desta forma duas pessoas que “ab initio” se mostraram tão empenhadas em resolver o problema. É muito fácil estar de fora e lançar críticas viperinas dando a entender que se estivessem lá dentro tinham feito muito melhor. Não se esqueçam que, pouco ou nada se sabia, sobre o comportamento deste novo vírus e que as informações saídas da OMS, pelas quais elas se orientavam, eram tudo menos esclarecedoras! Não podemos chamar de “tontinhas” a duas pessoas com formação académica competente, para as quais não foi, por certo, fácil lidar com tamanho flagelo. Outros países muito mais avançados tiveram resultados muito piores!

RESPONDER

Antigo gestor de Isabel dos Santos denuncia "contrato falso" da Sonangol

O antigo assessor da empresária Isabel dos Santos na Sonangol, Mário Leite da Silva, queixou-se junto de reguladores internacionais sobre um “contrato falso” que terá lesado a petrolífera angolana em 193 milhões de euros em …

Presidente do Líbano pede ajuda na ONU para a reconstrução pós-explosão

O Presidente do Líbano, Michel Aoun, pediu na quarta-feira à comunidade internacional apoio para a reconstrução do principal porto do país e dos bairros de Beirute destruídos pela catastrófica explosão ocorrida em agosto. Na sua intervenção pré-gravada …

Ninguém foi indiciado pela morte de Breonna Taylor. Dois polícias baleados durante protestos

Um painel de jurados do Kentucky indiciou esta quarta-feira apenas um polícia por disparar contra apartamentos na vizinhança, mas não avançou com acusações contra nenhum polícia na morte da jovem negra Breonna Taylor. Imediatamente após o …

Multas de transportes públicos não são cobradas há três anos (e já chegam aos 17,6 milhões de euros)

As multas nos transportes públicos não estão a ser cobradas desde setembro de 2017 e já chegam a mais de 17,68 milhões de euros. As primeiras multas desde que foi alterado o regime de sanções, …

Football Leaks. PGR e FPF só souberam de ataques informáticos pela PJ

A Procuradoria Geral da República (PGR) e a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) só souberam que tinham sido alvo de ataques informáticos através da Polícia Judiciária (PJ), revelou esta quinta-feira o inspetor José Amador no …

Governo prolonga prazo das moratórias até setembro de 2021. Portugal em contingência até 14 de outubro

O Conselho de Ministros decidiu prorrogar, esta quinta-feira, a vigência da situação de contingência em Portugal continental até às 23h59 de 14 de outubro. As moratórias de crédito foram prolongadas até 30 de setembro de …

Trump diz que diretrizes mais rigorosas para aprovação de vacina são “jogada política”

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse, esta quarta-feira, que a Casa Branca “pode ou não” aprovar novas directrizes da Food and Drug Administration. As novas diretrizes para aprovação de vacina contra a covid-19 exigem …

Maduro insta ONU a criar fundo que garanta alimentos e medicamentos

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, propôs que a Organização das Nações Unidas (ONU) crie um fundo rotativo de compras públicas para garantir o acesso a alimentos e a produtos de saúde, financiado com recursos …

Mais três mortes e 691 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, esta quinta-feira, mais três mortes e 691 novos casos de infeção por covid-19 em relação a quarta-feira, mostra o boletim mais recente da Direção-Geral de Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da …

2 em 1. Ryanair está a oferecer um voo na compra de outro (e é só hoje)

Já estava com saudades de viajar e conhecer novos países? A Ryanair não quer que lhe falte nada. A companhia aérea low cost lança uma promoção “inédita” e garante uma oferta 2 em 1. As …