Se quiser rumar a Madrid, Ronaldo terá de aceitar baixar o salário

Alessandro Di Marco / EPA

Se quiser regressar ao Real Madrid, o internacional português Cristiano Ronaldo terá de aceitar reduzir o seu vencimento, uma vez que o clube espanhol não está tão estável financeiramente como no passado.

O jornal As escreve esta quinta-feira que as negociações entre o jogador da Juventus e o Real Madrid continuam, mas o salário do jogador pode ser uma entrave ao regresso de Cristiano Ronaldo a Madrid, onde jogou entre 2009 e 2018.

Neste momento, a situação financeira do Real Madrid está mais fragilizada e, por isso, o emblema só está em situação de pagar 25 milhões por ano a Ronaldo. Ainda assim, o internacional português seria o jogador mais bem pago dos merengues.

Em Turim, recebe 31 milhões de euros por temporada.

Apesar de Cristiano Ronaldo ser uma peça importante no plantel da Juve, os italianos estão dispostos a negociar o passe do jogador porque pretendem reduzir a massa salarial do clube, cujas receitas foram fortemente afetadas pela pandemia.

Depois da eliminação da Liga dos Campeões pelo FC Porto e da recente derrota com o Benevento em casa (0-1), que colocou o clube italiano a 10 pontos da liderança do campeonato, o futuro de Ronaldo voltou aos destaques da imprensa desportiva.

ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

Mercado teme corrida ao imobiliário com o fim dos vistos gold

A partir de janeiro, segundo as novas regras aplicáveis aos vistos gold, vão deixar de estar abrangidos os investimentos em imobiliário com destino a habitação em Lisboa, no Porto e no litoral. O regime que visa …

Desempregados inscritos no IEFP caem 10% em agosto

O número de desempregados inscritos no Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) voltou a cair, pelo quinto mês consecutivo. Agosto fechou com 368.404 desempregados inscritos nos serviços públicos de emprego De acordo com os dados …

Agora que a catedral de Notre-Dame está estabilizada, pode dar-se início à reconstrução

Dois anos e meio após o incêndio que devastou a catedral de Notre-Dame, o edifício encontra-se seguro para iniciar o processo de reconstrução, que se espera estar concluído em 2024. Os trabalhos de segurança e consolidação …

Agente de viagens burlou Cristiano Ronaldo em 200 mil euros

Cristiano Ronaldo foi burlado, ao longo de mais de três anos, pela funcionária de uma agência de viagens a quem confiou os seus cartões de crédito e códigos. Jorge Mendes, Gestifute, Nani e Manuel Fernandes …

França diz-se "enganada" pela Austrália após suspensão de contrato de submarinos

Na semana passada, Estados Unidos, Austrália e Reino Unido anunciaram um acordo de defesa que inclui o desenvolvimento de submarinos nucleares na Austrália. O embaixador francês na Austrália, Jean-Pierre Thebault, disse esta segunda-feira que a França …

Sete mortos e 306 infetados nas últimas 24 horas

Portugal registou, esta segunda-feira, 306 novos casos e sete mortes na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde, Portugal …

Rússia Unida anuncia vitória nas legislativas

O partido do Kremlin, Rússia Unida, reivindicou no domingo a vitória nas eleições legislativas russas, mas a sua maioria constitucional na Duma, a câmara baixa do parlamento, está ainda por apurar, após a contagem de …

Cientistas estão a dar vida ao holodeck, um holograma que você pode tocar

Os cientistas estão cada vez mais perto de tornar o holodeck uma realidade. Investigadores estão a criar um holograma que você pode tocar. A série Star Trek: The Next Generation apresentou a milhões de pessoas a …

A partir de novembro, EUA passam a permitir entrada de estrangeiros totalmente vacinados

A partir do início de novembro, os Estados Unidos passam a permitir a entrada de viajantes da União Europeia (UE) e do Reino Unido, desde que estejam totalmente vacinados. Os Estados Unidos vão reduzir as restrições …

Talibãs mandam funcionárias do governo de Cabul ficar em casa

As funcionárias do governo de Cabul devem ficar em casa. A única exceção aplica-se às trabalhadoras cujos cargos não podem ser desempenhados por homens. Só as mulheres "que não podem ser substituídas por homens" podem regressar …