Pacheco Pereira diz que Santana o convidou para formar um partido contra o PSD

Mário Cruz / Lusa

O candidato à liderança do PSD, Pedro Santana Lopes

O antigo deputado e militante social-democrata Pacheco Pereira disse que Santana Lopes o convidou em 2011 para fundar um novo partido que disputasse eleições com o PSD.

Durante o programa Quadratura do Círculo, no qual José Pacheco Pereira é comentador, o antigo militante do PSD revelou que já quando “Passos Coelho era presidente do partido”, recebeu um telefonema de Pedro Santana Lopes para marcar um encontro.

Nesse encontro, o candidato à liderança do PSD disse “o seguinte – e isto não disse só a mim, disse a outras pessoas, portanto não vale a pena negar: que queria fazer um novo partido“.

A revelação foi feita na quinta-feira à noite, a dois dias das eleições no PSD disputadas por Pedro Santana Lopes e o antigo autarca do Porto, Rui Rio.

Na altura do encontro entre Pacheco Pereira e o ex-provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, Santana Lopes “estava muito indignado porque no PSD estava a haver uma transição de pessoas que o ‘enojava’ – e cito aqui as palavras – entre os apoiantes de Manuela Ferreira Leite e que agora estavam todos a ‘passar-se’ para Pedro Passos Coelho. E isso levava-o a considerar que o PSD estava morto, já não tinha salvação e queria fazer um novo partido – e não era um movimento, como agora diz em relação à tentativa anterior, era um novo partido”.

O antigo deputado conta que o objetivo seria o novo partido “disputar eleições com o PSD” e que ficou surpreendido quando, “poucas semanas depois, Santana Lopes já estava a fazer campanha por Passos Coelho”.

Pacheco Pereira acusa, por isso, Santana Lopes de ter atuado contra o PSD e afirma que aquele candidato não “pode dizer que nunca atuou contra o PSD, que nunca atuou contra Passos Coelho. Nada disso é rigorosamente verdade”.

Santana Lopes nega encontro

Segundo o Observador, o candidato ter-se-à defendido, negando, numa sessão com militantes em Aveiro, que alguma vez se tenha encontrado em 2011 com Pacheco Pereira num Hotel da Lapa para o convidar para integrar o movimento político que queria criar.

Santana Lopes foi ainda mais longe e garantiu que Pacheco Pereira mentiu ao dizer que Santana o convidou para o movimento político que queria criar à margem do PSD. “Vejam ao ponto que chega para tentar denegrir, denegrir, denegrir…”.

Pacheco Pereira falou expressamente na alegada criação de um partido político mas Santana Lopes fala sempre em movimento político. A divergência é simples de explicar: como o ex-provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa sempre negou que tenha desejado fundar um partido, apenas se refere a um “movimento político”.

ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Nunca enganaste ninguém com as tuas “trapalhadas”, Santana. Eis agora a tua trapalhada mór. Mesmo assim trapalhão uma vez, trapalhão toda a vida por isso dizes que não te encontraste com Pacheco Pereira e que ele está a mentir… Apesar de ele já ter dito que há mais testemunhas e que escusas de desmentir.

    Rui pode não ser o maior político do mundo mas certamente será melhor para o PSD, para o país e para uma política social de centro-direita, por oposição às ideias neo-liberais da ala pseudo-quéque do PSD. Um Santana que no currículo só tem tuneis do Marquês, Casinos e copos até às 4 da manhã nas reuniões. Um gajo que ainda tem a lata de dizer que é a continuidade de Passos Coelho, o homem que empobreceu o país, cortou salários e pensões, retirou isenção de medicamentos a deficientes, privatizou o erário público a preço de saldo e fez dos chineses donos da energia de Portugal. Mesmo até nisso Santana se contradiz pois… Afinal nem Passos Coelho ele apoia porque tentou fazer um partido contra ele.

    O que é que se pode esperar afinal de um borgas, arrogante que tem a mania de que pertence ao jetset enriquecido, podre de rico… E rico de podre?

    • ” continuidade de Passos Coelho, o homem que empobreceu o país, cortou salários e pensões, retirou isenção de medicamentos a deficientes, privatizou o erário público a preço de saldo” – e de repente magia, em poucos meses já está tudo okay. Pior que cego é quem não quer ver.

        • Se essa resposta for para mim não faz sentido nenhum porque eu estou a criticar o comentário do Miguel Queiroz que diz que Passos Coelho é que destruiu o país quando para mim foi o que safou. Socrates não fez mais nada se não destruir com a sua grande teoria que “investimentos” é que iam tornar o país rico.

  2. Meu caro Emanuel
    De facto o pior cego é o que não quer ver.
    Quem colocou o País na situação que relata foi o PS pela mão de Sócrates e seus compinchas.
    Estou à vontade porquanto nada me liga ao PPC ou ao partido dele.
    Mas, ele ou outro qualquer que tomasse as rédeas da governação teria que tomar medidas duras para que não entrasse o País em bancarrota.
    O aperto levado a efeito é que tem dado a possibilidade ao derrotado Costa de estar a fazer figura de salvador da pátria.

  3. quem acredita em pacheco pereira???? só os da laia dele….. de facto em portugal é o que nao faltam, servem se de todos os meios para atingir fins evidentes….
    pacheco pereira, tal como balsemao e outros que tais so fizeram mal ao psd…….santana lopes nao é a figura que muitos queriam,mas pelo menos nao faz parte do cla, que de dentro do partido o querem esvasiar e denegrir. nunca simpatizei com o modelo politico do psd muito menos com as suas figurinhas… mas que partido pode dizer que as nao tem ou teve? basta olhar para este n 2 de socrates !!!!!.. qualquer dia quando lhe convier e for melhor para ganhar votos, ja nem conhece os marxistas cunhalistas nem os marxistas radicais

RESPONDER

Robôs substituem estudantes em cerimónia de graduação no Japão

Impedidos de estarem na sua cerimónia de graduação por causa do novo coronavírus, estudantes japoneses marcaram presença com a ajuda de robôs. Com as universidades fechadas devido à pandemia de covid-19, muitos foram os estudantes universitários …

Governo flexibiliza prescrição eletrónica de medicamentos

Esta quinta-feira, foi publicado em Diário da República o decreto-lei que cria o regime excecional de prescrição eletrónica de medicamentos durante o estado de emergência. O Governo criou um regime excecional de prescrição eletrónica de …

Médicos imigrantes impedidos de ajudar a combater o coronavírus nos EUA

Devido às regras dos vistos, muitos médicos imigrantes estão a ser proibidos de ajudar a combater a pandemia de covid-19 fora do hospital em que trabalham. Os Estados Unidos continuam a sentir em força as consequências …

Espanha insiste em emissão conjunta de dívida europeia "a médio prazo"

A ministra da Economia espanhola diz que o acordo alcançado pelo Eurogrupo "fazia falta", mas insiste que haja emissão conjunta de dívida europeia "a médio prazo". O Parlamento espanhol aprovou, entretanto, a renovação do estado …

Hyundai apresenta conceito de novo elétrico conduzido com joysticks

A Hyundai apresentou o conceito para um novo veículo, chamado Prophecy. O carro elétrico não é guiado pelo tradicional volante, mas sim por dois joysticks. As feiras automóveis estão todas interrompidas devido à pandemia de covid-19, …

Hospital da Cruz Vermelha excluído da rede de combate à pandemia

O Hospital da Cruz Vermelha não vai integrar a "rede covid", criada em resposta à pandemia do novo coronavírus, anunciou esta quinta-feira o executivo, realçando que esta decisão é tomada porque, face à situação atual, …

Coronavírus. Luvas de látex são perigosas quando não utilizadas corretamente

Quase como acontece com as máscaras, caso não sejam utilizadas corretamente, as luvas descartáveis de látex podem ser perigosas, ajudando a disseminar mais facilmente o vírus. A pandemia de covid-19 despertou grande interesse de como as …

Bloco de Esquerda "não vai aceitar austeridade" no pós-pandemia

A coordenadora nacional do Bloco de Esquerda diz que "não vai aceitar austeridade" em 2021, após a pandemia da covid-19, e garantiu que, pelo seu partido, "não faltará maioria" para ajudar Portugal a sair de …

Em Canonica d'Adda, homens e mulheres têm dias diferentes para ir às compras

A presidente da câmara de uma pequena cidade da Lombardia, Canonica d'Adda, em Itália, decidiu que homens e mulheres terão dias diferentes para fazer compras, visando limitar a multidão nas lojas e lutar contra a …

Linhas de crédito alargadas a todos os setores de atividade

O Governo alargou os apoios "à globalidade do tecido empresarial", nomeadamente aos setores do comércio e serviços, dos transportes, do imobiliário, da construção, indústrias extrativas e transformadoras. As linhas de crédito lançadas pelo Governo para apoiar …