O sangue azul do caranguejo-ferradura é fundamental para a vacina da covid-19. Mas há um problema

O sangue azul do caranguejo-ferradura pode ser um elemento muito importante para encontrar a vacina para a covid-19, mas há um grande senão.

O sangue azul do caranguejo-ferradura (Limulus Polyphemus) é a única fonte natural conhecida que contém lisado de amebócitos de Limulus, um extrato de células que deteta endotoxinas, uma substância que pode ser encontrada na membrana externa de algumas bactérias, fatal para a saúde dos seres vivos.

Este sangue azul tem vindo a revelar-se um elemento fundamental para testar várias vacinas, incluindo a vacina contra a covid-19, uma vez que, se alguma bactéria for encontrada, o sangue do animal coagula e transforma-se num gel.

No entanto, segundo avança a Visão, a utilização do sangue do caranguejo-ferradura para os estudos das vacinas de combate à covid-19 está a gerar uma onda de polémica no seio da comunidade científica, já que, todos os anos, várias empresas farmacêuticas utilizam meio milhão destes animais para extrair o seu sangue de uma veia perto do coração, devolvendo-os ao oceano.

Mas esta prática revela-se fatal para a grande maioria e já conduziu a um declínio da espécie na costa do Atlântico nos últimos 10 anos.

O caranguejo-ferradura está em vias de extinção, pelo que é muito importante preservar ao máximo esta espécie. Apesar de estes animais serem importantes para a busca da cura para a covid-19, o maior problema reside na extração do sangue dos animais para estudar as vacinas.

Em 2016, o Fator C recombinante (Rfc), um teste que ajuda a detetar endotoxinas, foi aprovado como alternativa ao lisado, mas, em junho deste ano, a FDA recusou-se a aceitar a rFC como uma alternativa, afirmando que a sua segurança não estaria totalmente comprovada.

Uma vez que as alternativas disponíveis podem não ser suficientes, a busca da cura para a covid-19 pode comprometer os caranguejos e os ecossistemas marinhos que dependem deles.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. “Mas esta prática revela-se fatal para a grande maioria ”

    Há alguma fonte para isso? Tudo o que eu li aponta para taxas de mortalidade entre os 10% e os 30%, o que é longe de ser uma “grande maioria”.

RESPONDER

Variante inglesa em 29 países europeus. Estirpe do Brasil mais transmissível (e ilude sistema imunitário)

A variante britânica do SARS-CoV-2, presente em 29 países da União Europeia, é responsável por mais de metade das infeções totais. A estirpe detetada no Brasil, apesar de pouco prevalecente na Europa, pode ter uma …

EUA extraditam pai e filho acusados de ajudar Ghosn a fugir do Japão

Dois norte-americanos, pai e filho, procurados por ajudar o ex-presidente da Nissan, Carlos Ghosn, a escapar do Japão numa caixa, foram entregues à custódia japonesa esta segunda-feira. De acordo com o jornal britânico The Guardian, Michael …

Até à Páscoa "as coisas devem ficar como estão", diz António Lacerda Sales

O Secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, admitiu, em entrevista ao SAPO24, que foram cometidos erros desde o início da pandemia e defendeu que até à Páscoa "as coisas devem ficar como estão". Um …

Trabalhar no Interior. Benefícios fiscais tiveram impacto de 27 milhões (e programa deve ser prorrogado)

Os benefícios fiscais previstos no Programa de Valorização do Interior (PVI) tiveram um impacto de cerca de 27 milhões de euros em 2020, revelou o Ministério da Coesão Territorial, destacando a aprovação de projetos …

Regulador da aviação trava construção do aeroporto do Montijo

O parecer negativo das câmaras do Seixal e da Moita e a não emissão por Alcochete levaram a Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) a recusar emitir um parecer prévio de viabilidade do aeroporto do …

França aprova vacina da AstraZeneca para maiores de 65 anos. Única dose das vacinas reduz hospitalização nos mais idosos

O Governo francês alargou a idade de toma da vacina da AstraZeneca, que estava reservada para pessoas entre os 50 e os 64 anos. A partir de agora, pessoas com até 75 anos também vão …

OMS diz que é prematuro e "não realista" pensar-se que a pandemia acaba este ano

O diretor executivo do Programa de Emergências em Saúde da OMS diz que é prematuro pensar-se que a pandemia termina até ao fim do ano, mas que é possível é reduzir as hospitalizações e as transmissões …

A escolha de Moedas para Lisboa (ou de como Marcelo puxou os cordelinhos no PSD)

Rui Rio foi forçado a confirmar o nome de Carlos Moedas como candidato do PSD à Câmara de Lisboa depois de ter havido uma fuga de informação para a imprensa. E há quem especule que …

Duterte demite embaixadora no Brasil filmada a agredir funcionária

Esta segunda-feira, Rodrigo Duterte anunciou ter assinado a demissão da embaixadora das Filipinas no Brasil, Marichu Mauro. O Presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, demitiu a embaixadora no Brasil, depois de esta ter sido filmada a agredir …

Portugal tem menos de 2 mil internados pela primeira vez desde outubro. Há mais 38 óbitos e 691 novos casos de covid-19

Portugal registou esta terça-feira 691 novos casos de infeção por covid-19 e mais 38 mortes, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde, nas …