Sampaio critica falta de neutralidade da CE na candidatura de Georgieva à ONU

unaoc / Flickr

O ex-presidente da República, Jorge Sampaio

O ex-presidente da República, Jorge Sampaio

O antigo Presidente da República Jorge Sampaio criticou ontema falta de neutralidade da Comissão Europeia (CE) ao possibilitar a candidatura de última hora da vice-presidente do executivo comunitário Kristalina Georgieva ao cargo de secretário-geral da ONU.

“O que mais me espanta é a falta de neutralidade da Comissão Europeia”, afirmou Sampaio, à margem de um evento em Lisboa, em declarações transmitidas pela RTP1.

Não me venham dizer que há muitos candidatos que são de países que pertencem à União Europeia. Isso só justificaria uma completa neutralidade, e essa neutralidade não se verificou”, acrescentou o ex-presidente.

O antigo chefe de Estado português reagia à recente entrada na corrida ao cargo de secretário-geral das Nações Unidas da búlgara Kristalina Georgieva, encarada como uma das mais difíceis adversárias do ex-primeiro-ministro português António Guterres, que também concorre à liderança da ONU.

Na quarta-feira, o primeiro-ministro da Bulgária, Boiko Borissov, anunciou que Sófia ia mudar a sua candidata ao cargo de secretário-geral da ONU, substituindo Irina Bokova (atual diretora-geral da UNESCO) por Kristalina Georgieva.

No mesmo dia, o presidente da Comissão Europeia decidiu conceder licença sem vencimento à vice-presidente Kristalina Georgieva, responsável pelo Orçamento e Recursos Humanos, para esta poder candidatar-se à liderança das Nações Unidas.

“Vamos ver o que isto dá como consequência. Vamos manter-nos esperançados e otimistas”, disse Sampaio, realçando que António Guterres é um candidato forte com provas dadas, “uma figura apetrechada” para desempenhar o cargo de secretário-geral da ONU que esteve desde o princípio da corrida.

“Não entrou no jogo na parte final”, frisou o antigo chefe de Estado, que esteve recentemente em Nova Iorque, integrado na comitiva do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, para manifestar apoio à candidatura de Guterres.

Para Jorge Sampaio, estas recentes movimentações na corrida à liderança da ONU indicam um “problema de credibilidade“.

“Ninguém poderia supor que velhos métodos voltariam mais uma vez a poder verificar-se. A abertura, o processo de tentativa de transparência, tentativa que deu resultado mundialmente visto, foi extremamente positiva, deu esperança, vamos ver como ela fica”, concluiu.

Os 15 membros do Conselho de Segurança da ONU realizaram já cinco rondas de votação informais e secretas para tentar avançar na seleção do próximo líder das Nações Unidas, em que António Guterres se destacou como favorito, atendendo a que as venceu todas.

Dos 12 candidatos iniciais, três já renunciaram, pelo que com a entrada de Kristalina Georgieva são dez os aspirantes ao cargo.

A próxima votação do Conselho de Segurança é na próxima quarta-feira, dia 05, mas agora ficará a conhecer-se a posição dos membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU – Estados Unidos, Rússia, China, França e Reino Unido -, com poder de veto.

António Guterres não quis comentar na quarta-feira a entrada de Kristalina Georgieva na corrida à liderança das Nações Unidas, quando abordado pelos jornalistas, em Lisboa.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Primeiro caso suspeito de infeção por coronavírus detetado em Portugal

Foi detetado o primeiro caso suspeito de infeção infeção pelo novo coronavírus , em Portugal, anunciou este sábado a Direção-Geral de Saúde. “Este doente, regressado hoje [este sábado] da China, onde esteve na cidade de Wuhan …

Slava Semeniuta transforma chuva em atmosfera néon

O artista e fotógrafo russo Slava Semeniuta, também conhecido como Visual Scientist, mistura elementos naturais e faz mágica com eles. Slava Semeniuta, também conhecido como Visual Scientist, retoca fotografias de poças de água para criar composições …

Empresa quer vender dispositivos que extraiem água potável do ar

A empresa israelita Watergen está a planear começar a vender uma versão para o consumidor do seu aparelho que extrai água potável do ar ainda este ano. A tecnologia do gerador atmosférico da empresa está em …

"Sem padrinhos, nem donos". Líder da JP levanta congresso centrista

O candidato à liderança do CDS Francisco Rodrigues dos Santos arrancou este sábado no congresso centrista, que está a decorrer em Aveiro, a maior ovação dos delegados, com um discurso inflamado, em defesa de um …

Quando chegaram à Europa pela primeira vez, as batatas eram "hereges"

Os espanhóis foram os primeiros europeus a encontrar batatas na América do Sul nos anos 1530. Porém, quando foram trazidas para o Velho Continente, não foram bem recebidas por todos. Depois de terem sido encontradas pelos …

Ano vai ser "inevitavelmente" de contestação social, avisa CGTP

O secretário-geral da CGTP, Arménio Carlos, disse esta sexta-feira que este ano vai ser “inevitavelmente” de contestação social se o Governo e as empresas continuarem a insistir num modelo de baixos salários. O líder da intersindical …

Maior ameaça ao crescimento português vem de Espanha

Diz o ditado popular que de Espanha nem bom vento, nem bom casamento. Mas, na verdade, o crescimento económico do país vizinho tem contribuído para puxar pela economia portuguesa. Agora, quando se prevê um abrandamento …

Cabo Verde esteve sem Internet durante 24 horas

O arquipélago de Cabo Verde voltou a ter acesso à Internet na tarde desta sexta-feira, cerca de 24 horas depois de uma instabilidade provocada por falhas no fornecedor internacional do serviço. O país tinha ficado sem …

Ventura em operação de charme no Porto depois de um atraso muito criticado no Parlamento

O deputado André Ventura, eleito pelo Chega, tem agendada para este sábado uma verdadeira operação de charme no Porto, com encontros com o presidente da Associação Comercial do Porto e com apoiantes do partido. Iniciativas …

Assistente social acusada de maltratar 14 crianças em centro de acolhimento

O Ministério Público (MP) acusa uma mulher de 46 anos, que era assistente social e diretora técnica de um centro de acolhimento na Maia, no distrito do Porto, de maltratar 14 crianças nesta instituição. De …