O salário médio de um português compra 645 litros de gasolina. O espanhol compra o dobro

Marcelo Camargo / ABr

Com um salário médio, é possível comprar 645 litros de gasolina em Portugal, bastante menos do que podem comprar os habitantes dos países vizinhos nas mesmas condições, mostra um relatório desenvolvido pelo Picodi.

De acordo com o relatório, publicado a 15 de julho e a que o ZAP teve acesso, Portugal ocupa a 28.ª posição do ‘ranking’, estando atrás da Espanha – onde o ordenado médio permite comprar 1126 litros de gasolina -, da França – onde se pode adquirir 1496 litros – e da Itália, onde a população consegue comprar 1219 litros de gasolina com o seu ordenado.

O relatório refere que o preço da gasolina depende de vários fatores: o preço do barril de petróleo no mercado internacional, os impostos e as margens estabelecidas pelos donos de postos de gasolina.

Essas variáveis podem levar a que o valor do litro da gasolina nos pontos de venda possam “mudar da noite para o dia, e, em alguns países, até mesmo em questão de horas ao longo do dia”.

Para desenvolver esta pesquisa – que envolveu mais de 100 países de seis continentes – a equipa do Picodi pesquisou o preço médio da gasolina no primeiro semestre de 2019 e cruzou com os últimos salários líquidos médios nos respetivos países.

Na Europa, a gasolina mais barata pode ser encontrada na Rússia, “muito rica neste recurso natural”. No país, é possível adquirir um litro por somente 0,63 euros. Em contrapartida, na Noruega encontra-se o preço mais caro por litro: 1,70 euros.

“A mais atrativa relação entre preço de gasolina e a média salarial” na Europa está na Suíça e em Luxemburgo, países em que não existem jazigos de petróleo. O salário médio destes países permite comprar, respetivamente, 3388 e 2827 litros de gasolina. O terceiro lugar é ocupado pela Noruega, onde é possível comprar 1989 litros.

Já a Moldávia e a Albânia são os países com a pior relação entre o preço de gasolina e salário médio, onde não é possível comprar nem 300 litros de gasolina.

Numa vertente global, a Venezuela – que enfrenta uma crise política, social e económica – ocupa o primeiro lugar do ‘ranking’, com um litro de gasolina a custar 0.000000002 dólares. Com um salário médio em torno de 29 dólares (cerca de 26 euros), é possível comprar mais de 14 bilhões de litros.

No entanto, segundo o relatório, o verdadeiro líder do ‘ranking’ é o Golfo Pérsico. No Qatar, no Kuwait e nos Emirados Árabes um litro custa entre 0.4 e 0.6 dólares, com o salário médio, é possível comprar entre 4900 e 6500 litros de gasolina.

As altas posições de países como os Estados Unidos (EUA) e o Canadá podem ser explicadas pelos altos salários e pela quantidade de extração de petróleo, enquanto a Suíça e o Luxemburgo mantêm-se altos somente pela remuneração elevada.

Quantidades menores de petróleo podem ser compradas em Madagáscar (42 litros), no Tajiquistão (131 litros) e na Zâmbia (137 litros).

A equipa indica que um exemplo interessante é a Nigéria. Apesar de o país extrair e exportar quantidades consideráveis de petróleo e apresentar os menores preços por litro (0.40 dólares), a média salarial muito baixa, cerca de 201 dólares, não permite que os cidadãos comprem grandes quantidades de gasolina (501 litros).

Para desenvolver este relatório, a equipa do Picodi usou o salário líquido médio segundo dados fornecidos por escritórios oficiais e órgãos nacionais de estatística. Os preços médios do primeiro semestre de 2019 basearam-se em dados do site globalpetrolprices.com.

Para obter o número de litros, dividiu o salário médio pelo preço de médio de um litro de gasolina. Para a conversão de moeda, usou a taxa de câmbio média dos últimos 90 dias.

TP, ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Pois é!
    Continuem a votas neles. cada vez que baixam um imposto aumentam a gasolina e outros bens para compensar.
    Somos comidos todos os dias MAS MERECEMOS PORQUE CONTINUAMOS A VOTAR NELES.

  2. tanto estudo, tanto estudo… qual é a utilidade deste estudo!!!
    Descer o preço da gasolina? caso contrário estudem algo que tenha aplicação prática pois fazer estudos que não acrescentam valor ao N/ dia a dia só serve para pagar “taxos” e favores conforme muito se critica “por aqui”

  3. Isso pouco interessa. Vejam quantas cervejas consegue um Português comprar num bar e quantas é que o espanhol consegue. Ah pois é….

Videojogos podem estar a ser usados para espalhar ideologia extremista e preparar ataques

Os videojogos 'online' podem estar a ser usados ​​para propagar ideologias extremistas e para preparar ataques terroristas, afirmou o coordenador antiterrorista da União Europeia (UE), Gilles de Kerchove. A 09 de novembro, Gilles de Kerchove já …

Ex-ministro grego Yanis Varoufakis pede boicote à "black friday" da Amazon

O economista e ex-ministro das Finanças grego Yanis Varoufakis pediu um boicote de um dia à Amazon, na 'black friday', enquanto sindicalistas, ativistas ambientais, defensores da privacidade e da justiça tributária planeiam ações coordenadas contra …

Bolsonaro nega ter chamado covid-19 de "gripezinha", mas fê-lo pelo menos duas vezes

O Presidente brasileiro negou na quinta-feira ter-se referido à covid-19 como "gripezinha", afirmando que não há nenhum registo que prove o oposto, apesar de a imprensa ter partilhado pelo menos dois vídeos com esse conteúdo. "Falei …

Cuba anuncia mais duas vacinas e já conta com quatro possíveis fármacos contra a covid-19

Cuba anunciou esta quinta-feira que vai começar os ensaios clínicos de dois projetos de vacinas contra a covid-19, que aumentam para quatro o número de possíveis fármacos deste tipo desenvolvidos na ilha para combater a …

Governo garante que não haverá limite de idade na vacinação. Marcelo fala em "ideia tonta"

O secretário de Estado Adjunto e da Saúde garantiu, esta sexta-feira, que a vacinação para a covid-19 não terá qualquer limite de idade e que os idosos e doentes com comorbilidades serão uma prioridade. Numa conferência …

Descontos nas ex-SCUT poupam privados, mas é o Estado quem sai lesado

Os descontos nas ex-SCUT, aprovados em Parlamento esta quinta-feira, poupam os privados, mas geram perdas de 1.500 milhões de euros para o Estado. Uma maioria de deputados ditou a aprovação da parte de uma proposta do …

Portugal com mais 67 mortes e 5444 novos casos de covid-19

Portugal regista, esta sexta-feira, mais 67 mortes e 5444 novos casos de infeção por covid-19, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 5444 novos casos, 3161 …

Microsoft vai contratar 300 pessoas, formar funcionários públicos e investir em startups em Portugal

A Microsoft Portugal e o Governo assinaram esta sexta-feira um memorando de entendimento, numa parceria que prevê reforçar a cooperação entre a empresa e o país. O protocolo assinado, descreve o Jornal Económico, estipula que a …

Jerónimo critica "ofensiva anticomunista" e justifica abstenção no Orçamento

O secretário-geral do PCP afirmou, esta sexta-feira, no discurso de abertura do XXI congresso nacional, que a abstenção na votação final global do OE2021 resultou da "persistência" do partido para garantir "importantes soluções". Jerónimo de Sousa …

Câmara de Lisboa pode encaixar 10 milhões com penalizações no IMI de imóveis devolutos

Desde este ano que a Câmara de Lisboa (CML) penaliza mais os proprietários de imóveis devolutos em zonas de pressão urbanística, tendo agravado o Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI). Em 2021, quer tornar toda a …