Ryanair e Lufthansa reduzem voos para Itália

A companhia aérea Ryanair anunciou esta segunda-feira que vai cancelar até 25% dos seus voos de curta duração, maioritariamente de e para Itália, entre 17 de março e 08 de abril, devido ao surto do novo coronavírus.

“A Ryanair notificou os passageiros de que estava a reduzir o seu programa de voos de curta distância (principalmente de e para a Itália) em até 25% por um período de três semanas, de terça-feira, 17 de março, a quarta-feira, 8 de abril, em resposta ao vírus Covid-19”, lê-se num comunicado enviado pela companhia low-cost.

A Ryanair esclarece que na última semana registou uma “queda significativa” nas reservas para o período entre o final de março e o início de abril, devido ao surto do Covid-19. A companhia diz ter notado um também um “aumento significativo” de passageiros que não comparecem em voos, principalmente com partida em Itália.

“A Ryanair não espera que estes cancelamentos tenham um impacto material nas orientações do ano fiscal atual (que termina no final de março de 2020), mas é muito cedo para especular qual o impacto que o surto de Covid-19 terá nos resultados do ano fiscal de 2021”, admite a companhia aérea, no mesmo comunicado.

A companhia irlandesa garante que vai continuar a monitorizar “cuidadosamente” as reservas e a flexibilizar os seus horários, mediante os desenvolvimentos do surto do novo coronavírus oriundo da China, seguindo as diretrizes da Organização Mundial de Saúde e da Agência Europeia para a Segurança da Aviação.

Lufthansa suspende voo para Itália e Ásia

Também a Lufthansa e todas as suas subsidiárias suspenderam a maior parte dos seus voos para Itália e Ásia por causa do coronavírus, reduzindo também a frequência de voos na Alemanha, segundo avança o jornal espanhol Expansión.

Dependendo da evolução da situação, o grupo Lufthansa pode reduzir até um quarto da sua oferta de voos de curto e médio curso, segundo o Jornal Económico.

Esta decisão surge depois de a companhia ter cancelados as ligações para a China até 24 de abril. O grupo também já tinha cancelado os seus voos para Teerão até 30 de abril.

Na semana passada, a easyJet informou que vai cancelar “alguns voos”, principalmente os que “entram e saem de Itália”, invocando os mesmos motivos da Ryanair e da Lufthansa.

“Estamos também a registar um abrandamento na procura nos restantes mercados europeus onde operamos. Como resultado, iremos cancelar alguns voos, principalmente os que entram e saem de Itália, enquanto continuaremos a monitorizar a situação, adaptando o nosso plano de voos para corresponder à procura do mercado”.

Três mil mortos e 41 mil recuperados

O surto de Covid-19, detetado em dezembro, na China, e que pode causar infeções respiratórias como pneumonia, provocou pelo menos 2.980 mortos e infetou mais de 87 mil pessoas, de acordo com dados reportados por 60 países.

Das pessoas infetadas, mais de 41 mil recuperaram.

Além de 2.873 mortos na China, há registo de vítimas mortais no Irão, Itália, Coreia do Sul, Japão, França, Taiwan, Austrália, Tailândia, Estados Unidos da América e Filipinas. Portugal tem dois casos positivos registados, não havendo registo de mortes.

A Organização Mundial de Saúde declarou o surto de Covid-19 como uma emergência de saúde pública internacional e aumentou o risco para “muito elevado”. A Direção-Geral da Saúde manteve o risco da epidemia para a saúde pública em “moderado a elevado”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Lavada em lágrimas, primeira-ministra da Dinamarca pede desculpa pelo abate de milhões de martas

Em lágrimas, a primeira-ministra dinamarquesa, Mette Frederiksen, pediu desculpas nesta quinta-feira pela gestão da crise com as martas no país, depois de uma mutação do novo coronavírus encontrada em quintas de criação ter motivado o …

Mistério continua por resolver: um mês após o início do surto de legionella, ainda não há respostas

Há cerca de um mês que o mistério da origem da legionela continua por resolver. A doença continua a fazer mortos na região norte, mas de acordo com o Jornal de Notícias, não tem sido …

Relações "complicadas". Rússia admite abandonar projetos de cooperação com a UE

O ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Sergey Lavrov, que se encontrará mais tarde com o Presidente bielorrusso, Alexander Lukashenko, comentou que as relações atuais entre Moscovo e Bruxelas são "complicadas". O Governo russo está a ponderar …

Benfica tem novo central. Luís Filipe Vieira fecha contratação de Lucas Veríssimo

O Benfica deverá pagar 1,3 milhões de euros em mão e outros 5,2 milhões em quatro prestações. Lucas Veríssimo chega do Santos para a posição de defesa central. À semelhança daquilo que fez com Jorge Jesus, …

Apoio à retoma pode prolongar-se pelo menos até setembro de 2021

O mecanismo de apoio à retoma progressiva nas empresas em crise poderá prolongar-se até, pelo menos, setembro do próximo ano, avisou o ministro de Estado e da Economia, Pedro Siza Vieira. O mecanismo sucedâneo do layoff …

Vinícius bisou e assistiu para o Tottenham. Para Mourinho, só há uma coisa a melhorar

O Tottenham de José Mourinho venceu esta quinta-feira o Ludogorets no jogo da 4.ª jornada da fase de grupos da Liga Europa. O ex-Benfica Carlos Vinícius, que não tem sido opção para o campeonato inglês, …

Portugal já terá atingido o pico. Foi na terceira semana de novembro, segundo os peritos do Governo

Portugal já terá atingido o pico de novos casos da segunda vaga de covid-19, de acordo com os cálculos dos peritos consultados pelo Governo. Em declarações ao jornal Observador, engenheiro Carlos Antunes, da Faculdade de …

Benfica colheu um ponto na Escócia. O Rangers "não é uma equipazinha", diz Jesus

O Benfica empatou a dois golos em casa do Rangers, na quarta jornada do Grupo D da Liga Europa, e ficou a uma vitória de seguir para os 16 avos de final. Arfield (7 minutos) e …

Reformas antecipadas sofrem corte de 15,5% em 2021

O valor das pensões antecipadas pedidas no próximo ano terá um corte superior ao que está a ser aplicado em 2020: 15,5%. Os trabalhadores que se reformem antecipadamente em 2021 terão uma penalização de 15,5% na …

Templo de Esna foi restaurado ao fim de 2000 anos (e surpreendeu com misteriosos segredos egípcios)

Descoberto há cerca de 200 anos, o antigo templo egípcio de Esna guardava segredos há mais de 2000 anos. Agora esses segredos foram revelados graças a um projeto de restauração iniciado em 2018, onde foram …