Russos apanhados a votar mais do que uma vez nas eleições. “Podiam ser gémeos”

Enric Fontcuberta / EPA

Fotógrafos da Reuters apanharam vários eleitores russos a votar mais do que uma vez nas eleições presidenciais do passado domingo.

Segundo a agência Reuters, que tinha fotógrafos em várias mesas de voto russas, a propósito das eleições presidenciais que elegeram, no passado domingo, Vladimir Putin para um quarto mandato, houve eleitores que votaram mais do que uma vez.

No total, foram apanhadas 17 pessoas a votar em mais do que uma mesa de voto em Ust-Dzheguta, no sul da Rússia. De acordo com a agência, citada pelo Diário de Notícias, quando confrontados com esta situação, vários afirmaram não ser eles nas fotografias ou recusaram fazer comentários.

Um desses casos foi Ludmila Sklyarevskaya, administradora de um hospital russo que votou, pelo menos duas vezes, nas eleições, segundo o jornalista da Reuters que seguiu os seus movimentos. A russa negou estas acusações e quando as fotografias foram mostradas a um membro da comissão eleitoral de uma das secções, Leila Koichuyeva, esta argumentou que “podiam ser gémeos”.

Segundo a agência, citada pelo DN, muitos dos que alegadamente votaram mais do que uma vez pareciam deslocar-se em grupos, algumas vezes em pequenos autocarros com nomes de serviços estatais.

Confrontado com esta questão, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, afirma que há procedimentos estabelecidos para relatar violações eleitorais. “Se esses relatos da respeitada agência Reuters forem confirmados por declarações às autoridades dos observadores que estavam em cada secção de voto, então é preocupante. Se não forem confirmados, não nos preocupa”, cita o jornal.

Durante o escrutínio, a oposição russa e a organização não-governamental Golos, especializada na vigilância das eleições, denunciaram milhares de irregularidades.

Alexei Navalny, o opositor “número um” do Kremlin e o grande ausente destas eleições devido a uma antiga condenação judicial, divulgou centenas de casos de fraude. No Twitter, o opositor falou de uma urna cheia de votos falsos numa assembleia de voto no extremo-oriente do país e contou que alguns observadores do seu movimento denunciaram impedimentos ao seu trabalho.

Tal como parece ter sido provado pela Reuters, outros militantes da oposição também referiram, na altura, que alguns eleitores foram levados de autocarro pela polícia até assembleias de voto e outros receberam cupões de desconto por terem ido votar.

Sem grandes surpresas, Putin, de 65 anos, assume o quarto mandato presidencial depois da sua primeira eleição em 2000. Nos primeiros dois mandatos, o Presidente russo cumpriu quatro anos, em cada um, à frente do Kremlin, tendo a duração dos mandatos sido ampliada para seis anos a partir de 2012.

As eleições ocorrem num momento em que a Rússia é alvo de sanções britânicas, em reação ao envenenamento do ex-agente duplo russo Serguei Skripal, num caso que parece ter confirmado o regresso de uma nova Guerra Fria.

O conflito sírio, a acusação de ingerência nas presidenciais americanas que deram a vitória a Donald Trump e a crise ucraniana, com a anexação da Crimeia depois do referendo de 2014, são cenários que têm justificado um crescente clima de tensão.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Colômbia pede que a Venezuela seja declarada como país promotor do terrorismo

A Colômbia pediu esta segunda-feira aos EUA que declarem a Venezuela como país promotor do terrorismo por alegadamente "proteger" guerrilheiros colombianos do Exército de Libertação Nacional (ELN) e do Grupo Armado Residual (Gaor 33, composto …

Treze meses depois, Coreias voltam a falar ao telefone

As comunicações telefónicas estavam cortadas entre as duas Coreias desde junho de 2020, mas os dois países retomaram os contactos esta terça-feira. As duas Coreias retomaram esta terça-feira a comunicação telefónica 13 meses depois de ter …

Benfica: Kaio Jorge não quer jogar em Portugal (e alínea pode impedir saída)

Santos aceitou proposta vinda da Luz mas o jovem avançado prefere o campeonato italiano. E ainda há uma alínea no contrato que vai ser analisada. O Benfica apresentou uma proposta pela contratação de Kaio Jorge, com …

Quase 70% dos internados em UCI têm menos de 59 anos

Quase 70% dos doentes com covid-19 em unidades de cuidados intensivos (UCI) têm menos de 59 anos, revelou a Ordem dos Médicos, indicando que em enfermaria os doentes abaixo dessa faixa etária são cerca de …

Reunião no Infarmed. Especialistas propõem plano de quatro níveis (e a máscara cai no nível 2)

A sede da Autoridade Nacional do Medicamento (Infarmed), em Lisboa, voltou a acolher mais uma reunião de peritos esta terça-feira. Foi apresentada uma proposta de alteração da matriz de risco. Portugal não está em condições de …

Mais de 11.300 suspeitas de reações adversas às vacinas registadas em Portugal

Mais de 11.300 suspeitas de reações adversas às vacinas contra a covid-19 foram registadas em Portugal e houve 68 casos de morte comunicados em idosos, mas não está demonstrada a relação causa-efeito, segundo o Infarmed. De …

Incêndios "sem precedentes" devastam Sardenha

Condições climatéricas adversas e severas, como altas temperaturas e ventos fortes, estiveram na origem dos incêndios florestais que se registaram em vários países do sul do continente europeu, como Itália, Espanha, França ou Grécia. A ilha …

Gabriel foi afastado do plantel e pode ser reforço de Rui Vitória

Jorge Jesus não conta com Gabriel para a próxima temporada e já colocou o médio a treinar à parte do plantel, acompanhado por um preparador físico. O Benfica está a trabalhar com o representante do jogador …

Governo quer reduzir para três o número de testemunhas em processos civis

O Governo quer reduzir para três o número máximo de testemunhas por cada facto que se queira ver provado em tribunal no âmbito de um processo, visando aumentar a celeridade e estabelecer um critério de …

Myanmar. Junta militar anula resultados das eleições de 2020

Militares entendem que a votação não foi "livre e justa". Anúncio da anulação das eleições de 2020 não foi acompanhado de uma data para a realização de um novo ato eleitoral — tal como seria …