Rui Moreira quer articulação entre linha de alta velocidade e ponte do metro

Rui Moreira / Facebook

O presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira

O presidente da Câmara do Porto disse esta segunda-feira que a linha de alta velocidade e a nova ponte sobre o rio Douro, que integra o projeto de expansão da Metro do Porto, têm de ser “pensadas de forma articulada”.

“Escrevi uma carta aos dois ministros [das Infraestruturas e do Ambiente] propondo uma reunião a três sobre esta matéria porque me parece que a questão da expansão do metro, por um lado, e a questão da alta velocidade, por outro, não podem ser vistas em separado”, afirmou o independente Rui Moreira.

O autarca, que respondia a uma questão colocada pelo deputado socialista Pedro Braga de Carvalho durante a Assembleia Municipal do Porto, afirmou que as duas questões deveriam ser “pensadas de uma forma articulada”.

Quanto à nova ponte de metro sobre o rio Douro, que ligará Santo Ovídio (Vila Nova de Gaia) à Casa da Música (Porto), Rui Moreira afirmou que o município “reconhece a extraordinária importância” desta ligação, em particular porque “reduz o afluxo” na Ponte da Arrábida.

“Os estudos de procura estão disponíveis, os estudos daquilo que será o impacto no trânsito, esses, neste momento, não lhe posso dizer, mas aquilo que é interessante é que quando olhamos para os estudos de procura eles são extraordinariamente importantes”, referiu, acrescentando, contudo, que a inclusão da ponte na “malha urbana é algo que preocupa” a autarquia.

“Nós sabemos bem tudo aquilo que rodeia a proteção visual da Ponte da Arrábida, portanto, é absolutamente crucial que o projeto em termos de arquitetura seja um projeto de grande qualidade porque vai ter um impacto visual muito significativo”, defendeu o autarca.

Quanto à nova linha de alta velocidade, Rui Moreira disse “pouco conhecer” sobre o tema, referindo que a reunião que propôs “não foi considerada oportuna pelos membros do Governo”.

“O ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, manifestou-me interesse, o ministro do Ambiente, Matos Fernandes, disse-me que não estamos a falar da mesma coisa”, acrescentou.

O autarca defendeu ainda que a linha de alta velocidade tem de ser “muito bem” pensada em termos de estruturação da Área Metropolitana do Porto (AMP), nomeadamente, como é que “a alta velocidade deve entrar no centro da AMP”.

No dia 23 de outubro, a ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, apontou a ligação atlântica Lisboa-Porto-Vigo como a prioridade portuguesa para a rede ibérica de alta velocidade, avisando que o Governo português não aceita a “solução imposta” por Espanha que prioriza a ligação Lisboa-Madrid.

Na apresentação do Programa Nacional de Investimentos (PNI) 2030, em 22 de outubro, o ministro das Infraestruturas anunciou que as metas para a ferrovia se centram, entre outras, na criação de uma nova linha Porto-Vigo (Espanha) com duração de uma hora, bem como a eletrificação da rede até 2030.

O autarca defendeu ainda que a linha de alta velocidade têm de ser “muito bem” pensada em termos de estruturação da Área Metropolitana do Porto (AMP), nomeadamente, como é que “a alta velocidade deve entrar no centro da AMP”.

No dia 23 de outubro, a ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, apontou a ligação atlântica Lisboa-Porto-Vigo como a prioridade portuguesa para a rede ibérica de alta velocidade, avisando que o Governo português não aceita a “solução imposta” por Espanha que prioriza a ligação Lisboa-Madrid.

Na apresentação do Programa Nacional de Investimentos (PNI) 2030, em 22 de outubro, o ministro das Infraestruturas anunciou que as metas para a ferrovia se centram, entre outras, na criação de uma nova linha Porto-Vigo (Espanha) com duração de uma hora, bem como a eletrificação da rede até 2030.

O autarca defendeu que a linha de alta velocidade têm de ser “muito bem” pensada em termos de estruturação da Área Metropolitana do Porto (AMP), nomeadamente, como é que “a alta velocidade deve entrar no centro da AMP”.

No dia 23 de outubro, a ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, apontou a ligação atlântica Lisboa-Porto-Vigo como a prioridade portuguesa para a rede ibérica de alta velocidade, avisando que o Governo português não aceita a “solução imposta” por Espanha que prioriza a ligação Lisboa-Madrid.

Na apresentação do Programa Nacional de Investimentos (PNI) 2030, em 22 de outubro, o ministro das Infraestruturas anunciou que as metas para a ferrovia se centram, entre outras, na criação de uma nova linha Porto-Vigo (Espanha) com duração de uma hora, bem como a eletrificação da rede até 2030.

Bolhão, Intermodal e Cinema Batalha

O presidente da Câmara do Porto afirmou ainda que o Mercado do Bolhão, o Terminal Intermodal de Campanhã e o Cinema Batalha ficam concluídos no segundo semestre deste ano, mas que o cinema só vai abrir em janeiro.

“Ninguém mais do que eu quer que estas obras se concluam antes do final do mandato, acho que todos queremos”, afirmou o independente Rui Moreira.

O autarca, que respondia a uma questão levantada pela deputada social-democrata Mariana Macedo durante a Assembleia Municipal do Porto sobre as intervenções na cidade, afirmou que o Mercado do Bolhão “estará seguramente pronto durante o segundo semestre deste ano”.

A empreitada de restauro do Mercado do Bolhão foi consignada oficialmente a 15 de maio de 2018, prevendo-se, à data, um prazo de dois anos para a conclusão dos trabalhos.

Em dezembro de 2019, a autarquia anunciou que as obras de requalificação, cujo término estava previsto para maio de 2020, iriam ser prolongadas por mais um ano, devido à necessidade de alterar “o método construtivo”.

A alteração foi aprovada em 27 de março, pela Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) e implica “o desmonte de alguns elementos metálicos e a demolição de três das quatro lajes existentes de betão das galerias superiores do mercado”.

Rui Moreira disse que também o Terminal Intermodal de Campanhã, obra iniciada em setembro de 2019, e o Cinema Batalha, projeto de recuperação atribuído aos arquitetos Alexandre Alves Costa e Sérgio Fernandez, deverão estar concluídos na mesma altura.

“A mesma coisa com o Terminal Intermodal de Campanhã e também o Cinema Batalha, ainda que relativamente ao Cinema Batalha esteja previsto que a sua abertura ao público, as novas funções que eu apresentarei muito proximamente, só venha a decorrer no início do próximo ano”, revelou.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Polícia Judiciária ajudou a evitar dois ataques em França

As informações partilhadas pela Polícia Judiciária (PJ) com a Europol foram cruciais para alcançar a detenção do jihadista marroquino que viveu em Portugal. Hicham El-Hanafi foi condenado a 30 anos de prisão em França, na semana …

Duque de Edimburgo foi transferido para outro hospital

O Palácio de Buckingham anunciou esta segunda-feira que o príncipe Filipe, marido da rainha do Reino Unido, Isabel II, foi transferido para outro hospital de Londres para continuar o tratamento de uma infeção. O Palácio disse …

Presidência da UE. Governo trabalha para encontro com Biden durante "semestre português"

A presidência portuguesa do Conselho da União Europeia quer um encontro com o Presidente Joe Biden ainda durante o primeiro semestre. A presidência portuguesa do Conselho da União Europeia (UE) está a trabalhar na realização de …

Vacina da Pfizer. Intervalo entre doses aumenta para 28 dias (e lista de prioritários vai incluir pessoas com trissomia-21)

O intervalo entre a toma das duas doses da vacina da Pfizer/BioNtech contra a covid-19 foi alargado de 21 para 28 dias, anunciou esta segunda-feira o secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda …

Caso do avião com cocaína. PJ vai vigiar Aérodromo de Tires 24 horas por dia

A Polícia Judiciária (PJ) vai vigiar as movimentações de aeronaves e passageiros que chegam e saem do Aeródromo de Tires 24 horas por dia. A informação foi adiantada pelo Correio da Manhã, que falou com …

Facebook paga 650 milhões para encerrar litígio sobre vida privada nos EUA

O juiz federal norte-americano James Donato aprovou a indemnização de 650 milhões de dólares (540 milhões de euros) a 1,6 milhões de utilizadores do estado norte-americano do Illinois por parte do Facebook. Este acordo, assinado na …

"Retoma da normalidade". Bruxelas propõe este mês livre-trânsito digital para vacinados e recuperados

A Comissão Europeia vai apresentar este mês uma proposta legislativa para criar um livre-trânsito digital que permita retomar as viagens em altura de pandemia de covid-19, comprovando a vacinação ou a recuperação dos cidadãos. A informação …

Noiva de Khashoggi pede "punição imediata" de Mohammed bin Salman

As declarações da noiva de Jamal Khashoggi surgem depois de as autoridades norte-americanas terem publicado um relatório em que Mohammed bin Salman é acusado de ter ordenado o assassínio do jornalista. Joe Biden está a ser …

Covax permite que países mais pobres comecem a receber a vacina (mas só garante 20% da vacinação)

A Covax visa fornecer vacinas contra a covid-19 a 20% da população de 200 países e territórios que estão incluídos no sistema através de um sistema de financiamento que permite a 92 economias de baixo …

Reino Unido vacinou 20 milhões com 1.ª dose. País deteta casos de variante de Manaus

O ministro da Saúde britânico, Matt Hancock, anunciou no domingo que mais de 20 milhões de pessoas no Reino Unido já receberam a primeira dose da vacina contra covid-19. "Estou absolutamente encantado por informar que mais …