Rio usa escutas da Casa Pia para acusar Costa de interferir na Justiça

ppdpsd / Flickr

O presidente do PSD, Rui Rio

Numa entrevista à RTP3, o líder do PSD recordou escutas da Casa Pia e sugeriu que Costa não o pode acusar de tentar interferir na Justiça dado o “historial” que tem. 

Ao ser questionado sobre as suas posições na área da justiça numa entrevista à RTP3, Rui Rio criticou os políticos que “vêm a correr” apresentar iniciativas e propor agravamentos de penas “de cada vez que há um problema”. “Isso só os descredibiliza, fazem-no por razões de popularidade.”

Apesar de considerar que a proposta da Associação Sindical dos Juízes Portugueses de criação de um crime de ocultação de riqueza “não é má”, e de até dizer que vota “a favor”, Rui Rio considerou que não resolverá a maioria dos casos. “Temos de ser honestos com as pessoas: o assunto é difícil e contra a corrupção somos todos ou quase todos.”

O líder do PSD rejeitou as críticas do primeiro-ministro, que considera que as propostas de Rio atacam a independência do poder judicial, e devolveu-as a António Costa, quer acusando-o de ter interferido na escolha do procurador europeu, quer recorrendo a escutas do tempo da Casa Pia.

“Enviaram-me um mail com escutas telefónicas do tempo da Casa Pia onde está o dr. António Costa a tentar interferir com a Justiça, está no Youtube“, disse.

Nessas escutas, na altura reveladas pela SIC, pode ouvir-se António Costa a conversar com Eduardo Ferro Rodrigues sobre alguns detalhes do processo nos dias em que antecederam a detenção de Paulo Pedroso.

“Não é politicamente honesto dizer que nós queremos interferir na independência do poder judicial quando ele até tem esse historial“, acrescentou, dizendo não compreender como é que “alguém com a responsabilidade do primeiro-ministro e que até foi ministro da Justiça” pode olhar para o estado do setor e “continuar a não querer fazer rigorosamente nada”.

Exposição na PGR sobre o Novo Banco

O presidente do PSD anunciou também que o partido vai entregar “uma exposição” sobre o Novo Banco na Procuradoria-Geral da República (PGR) e defendeu que a instituição devia ter ficado na esfera do Estado antes de ser vendida.

“Os contribuintes portugueses vão meter 8,8 mil milhões de euros no Novo Banco e agora a Lone Star vai pegar nele limpinho e vai vendê-lo e ganhar dinheiro com isso. Então se metemos este dinheiro todo lá, porque é que as ações não são do Estado, porque é que o Novo Banco não ficou no Estado? E agora sim, com ele limpo, era vendido e o lucro da venda era para os contribuintes”, defendeu Rui Rio.

Foi nesse sentido que o líder do PSD anunciou que “nos próximos dias” o partido vai entregar uma exposição sobre esta instituição bancária na Procuradoria-Geral da República (PGR).

“Não é uma queixa-crime, é uma exposição, não vamos pôr lá muita coisa que não esteja no domínio público, mas não percebo como é que a PGR não está a investigar uma coisa destas”, disse.

Rio admitiu, contudo, que irá fazer essa exposição “com o mesmo sentimento que, infelizmente, têm dez milhões de portugueses: é que se calhar não vale a pena“.

Questionado sobre as conclusões da auditoria do Tribunal de Contas (TdC), conhecida na segunda-feira, Rio considerou que ainda não fez “tudo o que o parlamento pediu”, nomeadamente avaliar “os negócios do Novo Banco um a um para saber se os preços foram corretos ou incorretos”.

Mas diz que o “Estado pagou ao Novo Banco sem verificar a fatura”, considerando que tal deu razão à posição do PSD.

Odemira é uma” vergonha” para Portugal

O líder do PSD entende que o poder público falhou ao não antecipar nem resolver a situação dos imigrantes em situações indignas que vivem e trabalham nas explorações agrícolas de Odemira.

Para Rio, “Portugal tem todas as razões para se envergonhar” do que aconteceu e está a acontecer nas explorações agrícolas de Odemira, onde os relatos apontam para uma situação de “quase escravidão”.

O presidente social-democrata apontou o dedo a todos os responsáveis: o Ministério da Administração Interna, via GNR, o presidente da Câmara, o Ministério do Trabalho, via ACT, e o Ministério da Justiça, via Polícia Judiciária.

Vi notícias que a PJ está a investigar há mais de dois anos. A investigar o quê? Qual é a complexidade da investigação? Dois anos para investigar? É uma vergonha para Portugal e fica particularmente mal o poder político”, criticou Rui Rio.

“Não se pode tratar os seres humanos em parte nenhuma do Mundo, muito menos em Portugal. Tem de ter condições mínimas de saúde e habitação. Não compreendo como é que quem tem responsabilidades não leva ao limite a sua ação.”

ZAP // Lusa

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

  1. Este governo apodreceu. Começou bem no pós-troika e deu ao mundo o exemplo de como recuperar economicamente sem austeridade.

    Agora já é só compadrio e nepotismo… E tachismos de toda a espécie, mentiras, despotismos ditaturiais, coisas por baixo da mesa, decisões obscenas e imorais sobre Novo Banco, EDP, etc…

    Muito bem metida, Rui Rio!

    • Miguel Queiroz, sem austeridade?
      Deve andar a dormir de certeza. Este governo nunca acabou com a austeridade. Enganou-o a si e a muitos portugueses. E continua a enganar, infelizmente.
      Só se deixa enganar quem quer.

      • É verdade, criticaram o PSD por causa da austeridade mas aproveitaram-se dela metendo as culpas no Passos Coelho que afinal foi quem resolveu o problema. Até ficou à frente nas eleições mas a geringonça da esquerdalha é que governou e o que tem piada, é que agora até se conclui que são mais ditadores que a direita.

  2. Rui Rio é nojento e vil. A que propósito mexer naquilo que já está mais que ultrapassado e que foi uma vergonha para todos.
    Rui Rio não tem sentido de estado.

    • 1.Nem eu nem o senhor sabemos se de facto o problema da pedofilia está ou não ultrapassado. A única coisa que sabemos é que deixou de fazer parte da agenda da comunicação social.
      2.Ninguém é vil por lembrar um problema que foi matéria de facto, bem antes pelo contrário, a vilania está justamente em tentar fazer esquecê-lo como se nada fosse ou nunca tivesse acontwcido!

  3. Este gajo é mesmo foleiro!
    Uma pequena ave de rapina da política rasteira a baixa!
    Rio nem a própria sombra já consegue ver e, então, foi chafurdar no passado, para ver se encontra alguma pedra para atirar ao Primeiro Ministro de Portugal!

    Mas cuidado, rio insalubre!
    O povo português já sentiu na pele os efeitos terríveis das laranjas amargas do teu laranjal horrendo!
    Não será com essa táctica de nível tão infra que o PSD voltará ao poder tão cedo.
    Muito menos contigo!
    Basta pensar em que situação deixaste a Cidade Invicta!
    Ruas em escombros, becos de meter medo!
    Onde havia escuridão mesmo ao meio dia, agora há luz e alegria à meia noite!

    E lá em baixo o Rio Douro reflecte a esperança de todo um país!
    Um Rio de Esperança!

    • O Rocha Demar deve andar com alguma comichão… Só pode. Então temos o maior artista de sempre à frente do governo, apenas superado pelo seu amigo 44 e sai-se com um comentário desses?!

    • Que eu saiba, o Rui Rio nunca esteve envolvido em polémicas de favorecimentos como o que lá está agora. E já agora como o que está em Lisboa. Como diz o Moedas e muito bem, se tivesse o PSD o aparelho de propaganda do PS… Somos todos tão bem enganadinhos…

  4. Oh dr. RR, o desespero não pode levar a tanto. Tira de lá a fascista e tresloucada Susana da Amadora, apoie o Isaltino em Oeiras e vai ver que as coisas podem não ficar asim tão angustiantes para si! Deste modo, poderá retornar à sua pose de moderado que é mais consentâneo com as suas ambições de chefiar um governo.

  5. E o Rio ainda acusa o Costa de ser rasteiro. O Rio dizia que não queria descer ao seu nível… Pois cá está! Conseguiu descer ainda mais!

RESPONDER

Foda e Kostadinov: as recordações à volta do Áustria-Macedónia do Norte

O selecionador da Áustria e um dos jogadores da Macedónia do Norte trouxeram memórias dos anos 90. O jogo entre Áustria e Macedónia do Norte, que terminou com vitória austríaca por 3-1, não estava propriamente na …

Paquistão. Quem não se vacinar pode ficar sem acesso ao telemóvel

O governo regional de Punjab, no Paquistão, decidiu que os cidadãos que não se vacinarem contra a covid-19 "ao fim de um certo tempo" podem ver o cartão SIM do seu telemóvel bloqueado. "Estamos a fazer …

Seleção Nacional testa negativo na véspera da estreia no Europeu

Depois do susto de João Cancelo, que testou positivo ao novo coronavírus, a seleção nacional respira de alívio na véspera da estreia no Europeu, depois de ter testado negativo à covid-19. Esta segunda-feira de manhã, a …

Associação quer que os testes em eventos culturais sejam gratuitos

A Associação Espetáculo - Agentes e Produtores Portugueses defendeu que os testes de diagnóstico à covid-19 devem ser gratuitos em eventos culturais. A Associação Espetáculo – Agentes e Produtores Portugueses defendeu, este domingo, que os testes …

Advogados repudiam declarações de Cabrita sobre agendamentos do SEF

Um grupo de advogados repudiou as declarações do ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, que atribuem a um escritório de advogados a responsabilidade pelo mau funcionamento do sistema de agendamentos para atribuição de vistos de …

Fundo Azul só aplicou um quarto do orçamento desde 2016

O Fundo Azul tem tido um orçamento anual de 13 milhões de euros nos últimos cinco anos, mas não tem gasto três quartos desde 2016. Em cinco anos, o Fundo Azul entregou apenas 17 milhões de …

Polónia 1-2 Eslováquia | Paulo Sousa surpreendido no arranque

A Polónia, comandada pelo treinador português Paulo Sousa, entrou hoje da pior forma no Euro2020, ao perder por 2-1 com a Eslováquia, em encontro do Grupo E, disputado em São Petersburgo, na Rússia. O guarda-redes Wojciech …

Agostinho Branquinho nega tráfico de influências na construção de hospital em Valongo

O antigo deputado Agostinho Branquinho negou esta segunda-feira qualquer envolvimento ou tráfico de influências junto da Câmara de Valongo, no processo de licenciamento e construção do Hospital de São Martinho, naquele concelho do distrito do …

Estádio Sp. Braga

17 anos depois, Câmaras ainda devem 55 milhões dos estádios do Euro 2004 (só 2 já pagaram tudo)

Apenas duas Câmaras municipais já não têm dívidas no âmbito da construção de estádios para o Euro 2004. Ao cabo de 17 anos, as autarquias ainda têm cerca de 55 milhões de euros para pagar …

PSD quer aumentar penas para corrupção por políticos em funções e evitar megaprocessos

O PSD quer agravar as penas de prisão para crimes de corrupção, sobretudo quando cometidas por políticos, mas admite a dispensa ou atenuação da pena em caso de colaboração, e apresenta propostas para evitar os …