/

Rio acusado de ceder ao aparelho ao escolher Cancela Moura para Gaia. Candidato é “pouco confiável”

ppdpsd / Flickr

O presidente do PSD, Rui Rio

O presidente do PSD, Rui Rio, é acusado de ter cedido ao aparelho do partido ao escolher Cancela Moura para liderar a candidatura à Câmara de Gaia.

A acusação é feita por Luís Filipe Menezes que diz que Cancela Moura tem um “estilo pouco confiável”, sublinhando que a decisão de Rio tem por base a necessidade de apoio por parte da concelhia nas eleições diretas de 2022, já que nas últimas a concelhia de Gaia garantiu a ao líder mais de 600 votos.

As acusações ao líder social-democratas constam de uma declaração política, assinada por Firmino Pereira, ex-deputado e antigo vice-presidente de Luís Filipe Menezes, enviada aos órgãos de comunicação social.

“Tenho o dever, porque conheço bem as partes envolvidas, de alertar os gaienses e de lhes dizer que o presidente do PSD deixou passar o nome de Cancela Moura, já fazer contas nas poucas centenas de militantes do PSD de Gaia, que, em janeiro de 2022, Rui Rio vai precisar nas eleições internas para se manter na liderança do PSD”, refere o texto citado pelo Público, evidenciando a contradição de Rio que, por uma questão “tática”, escolhe para candidato uma pessoa do aparelho que ele “tanto diz odiar”.

Sobre Cancela Moura, Firmino Pereira critica-lhe o “estilo pouco confiável e truculento” e acusa-o de ter um “projeto pessoal, egoísta e destruidor”.

O texto termina com uma garantia do ex-deputado: “Não posso votar no PSD pela falta de valores morais e éticos com que esta candidatura se submete aos eleitores gaienses”.

Cancela Moura apresenta este domingo a sua candidatura à Câmara de Gaia numa sessão que contará com a presença do líder do partido.

O candidato entrou na corrida autárquica depois de António Oliveira, antigo treinador de futebol, ter desistido de lutar pela presidência à Câmara de Gaia.

De recordar que ex-selecionador nacional queixou-se várias vezes de que não estava a ser envolvido no processo pelo PSD de Gaia.

O clima de conflitualidade que se instalou entre Oliveira e Cancela Moura por causa do processo eleitoral autárquico no concelho chegou a obrigar a direção nacional do PSD a intervir.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE