Resultados nos Açores levam PS a pensar em eleições antecipadas

André Kosters / Lusa

O PS voltou a ganhar as eleições regionais dos Açores, obtendo 39,13% dos votos, o que não garante a maioria absoluta. Os resultados levam o partido a pensar já em eleições antecipadas.

“[O governo regional] está feito num molho de brócolos”, disse uma fonte socialista ao Observador. Apesar de o PS ter vencido as eleições, o resultado é inesperado, sendo que se esperava a maioria absoluta. Se os socialistas tivessem conseguido eleger mais um deputado, apenas precisavam de chamar o CDS para governar.

Mas a realidade é diferente e o PS tem de fazer outras contas para o conseguir. Dentro do partido há quem diga que “não vai ser possível” governar com o Parlamento fragmentado como está.

O PS/Açores olha para o CDS e para o PPM para formar governo, não deixando de parte o PAN. No entanto, nesta região autónoma, as dinâmicas regionais podem tornar mais difícil uma aliança com os ecologistas.

“Se o CDS fizer acordo com o PS, tem poder, e é o mais forte dos dois parceiros de coligação; se fizer com o PSD é só mais um no meio de tantos e fica a par do Chega”, disse uma fonte do PS ao Observador.

O PPM ganhou força nestas eleições, triplicando o número de votos e tendo conseguido formar um grupo parlamentar sem necessitar sequer de recorrer ao círculo da compensação. Já o PAN, tem algumas divergências a nível ideológico tanto com o PS como com o CDS.

Muitos dos votos que fugiram aos socialistas foram para o Chega e alguns para o Bloco de Esquerda, escreve o Observador.

Agora, Vasco Cordeiro vai ser chamado a tentar formar governo, tendo três semanas para essas negociações. Caso não consiga uma maioria estável, o PSD é chamado a serviço. No entanto, pode haver um conflito entre o que é a “prática” comum e o que diz o regimento da Assembleia Regional sobre a aprovação do programa de governo.

Nos últimos anos, o programa de governo vai a votos na Assembleia Regional, embora o regimento não obrigue a isso.

“Pode haver um conflito entre a praxe e o regimento, mas se assim for, ganha o regimento”, comenta-se no PS. Se assim for, será preciso um partido da oposição desafiar o governo de Vasco Cordeiro apresentando uma moção de censura que, a ser aprovada, resulta automaticamente na queda do governo.

Caso o PS não consiga ver o programa de governo viabilizado na Assembleia, eleições antecipadas podem ser a única hipótese, levando os açorianos novamente às urnas. Isto porque para o PSD governar pode ter de juntar toda a direita (CDS, Chega, PPM e Iniciativa Liberal).

“O regimento da Assembleia Regional não foi feito para governar assim. Foi feito quando havia apenas três partidos na Assembleia, e é preciso maioria de dois terços para o alterar”, argumentam os socialistas.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Estado de Malta responsabilizado pela morte da jornalista Daphne Caruana Galizia

O Estado de Malta "deve assumir a responsabilidade" pelo assassínio da jornalista, devido à cultura de impunidade promovida pelas mais altas esferas do Governo.  Um inquérito independente sobre a morte da jornalista Daphne Caruana Galizia, que …

Licença para estudar. Governo negoceia e bazuca europeia vai saldar promessa eleitoral

As negociações já estão em curso. Com o dinheiro que vai chegar da União Europeia (UE), o Governo vai poder apoiar empresas, reforçar os rendimentos das famílias e alargar políticas sociais O Expresso avança, esta sexta-feira, …

O fim de uma lenda: Teddy Riner perdeu

Campeão olímpico em 2012 e em 2016, falhou o registo histórico de se tornar tricampeão nos Jogos Olímpicos. Lukáš Krpálek foi campeão e também foi histórico. Teddy Riner foi campeão nas duas edições anteriores dos Jogos …

Governo de Biden quer que estados ofereçam 100 dólares a quem for vacinado

O Governo dos Estados Unidos quer que os vários estados norte-americanos ofereçam um cheque de 100 dólares aos cidadãos que se vacinem contra a covid-19. De acordo com a imprensa norte-americana, o Governo de Joe Biden …

"Estou com vergonha, fui uma deceção": a chorar, Rochele pediu desculpa a Portugal

Judoca nascida no Brasil, que se naturalizou por Portugal a pensar nos Jogos Olímpicos, só venceu um combate em Tóquio. Rochele Nunes chegou aos Jogos Olímpicos com o objetivo de subir ao pódio mas só venceu …

Governo acelera no desconfinamento, mas ainda há questões para os peritos resolverem

Plano apresentado pelo Governo esta quinta-feira diverge do proposto pelos peritos, sobretudo na data prevista para a imunidade de grupo e, consequentemente, para o levantamento de medidas restritivas. Apesar das medidas anunciadas que sugerem um …

Se António Costa sair, "o PS parte-se todo"

Rui Rio não esconde a ambição de tirar o lugar a António Costa. Em entrevista ao Expresso, o líder social-democrata assumiu estar convicto de que o PS "se parte todo" se o atual secretário-geral do …

Vladimiro Feliz concorre ao Porto com o apoio de cinco independentes

Vladimiro Feliz concorre à Câmara do Porto pelo PSD, contando com o apoio de cinco independentes numa lista de 13 pessoas. "Rui Moreira tornou-se um autarca vulgar", disse Vladimiro Feliz numa recente entrevista ao jornal Público. …

Rui Costa "jamais aceitaria ser príncipe herdeiro" (e deixa candidatura em aberto)

O presidente do Benfica, Rui Costa, disse que seria uma cobardia a si próprio e aos benfiquistas se não assumisse o cargo e que ignorou Luís Filipe Vieira porque ninguém está acima do clube. “Não podia …

Emprego recupera para níveis históricos, mas jovens não acompanham tendência

Números provisórios do INE correspondentes a junho indicam uma retoma do emprego, com 17 mil novos postos de trabalho criados — numa sequência de cinco meses consecutivos de melhoria. Trata-se do mês mais forte desde …