Responsabilidade do combate aos incêndios cabe a todos, defende Eduardo Cabrita

Miguel Pereira Da Silva / Lusa

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, defendeu esta quinta-feira que “a responsabilidade central” do combate a incêndios “é do Estado”, mas também “cabem responsabilidades, aos vários níveis, a todos”.

“A responsabilidade é mesmo de todos e, por isso, o que nós [Governo] olhamos com muita confiança é que temos, quando o combate está a decorrer, de estar totalmente solidários com os bombeiros e outros agentes de proteção civil, que estão verdadeiramente a arriscar a vida pelo próximo”, disse o ministro aos jornalistas, em Barrancos, Beja.

“É esse o dever de todos, numa tarefa em que a responsabilidade central é do Estado, mas que cabem responsabilidades aos vários níveis a todos”, acrescentou Eduardo Cabrita, após ter participado na cerimónia de consignação da obra de adaptação de dois edifícios para instalação do novo Posto Territorial da GNR de Barrancos, que vai implicar um investimento de cerca de 330 mil euros, no âmbito da Lei de Programação de Infraestruturas e Equipamentos das Forças e Serviços de Segurança.

O ministro disse que o Governo está “confiante” no combate a incêndios, frisando que, na quarta-feira, “foram apagados todos os fogos de grande dimensão” registados nos últimos dias em Portugal. “Temo-los todos os dias e a boa notícia é que continuamos a garantir a salvaguarda da vida humana e a defesa das populações”, sublinhou.

Eduardo Cabrita reagia a declarações do presidente do PSD, Rui Rio, que esta quinta-feira, em entrevista à rádio Observador, acusou o Governo de “sacudir a água do capote” para os autarcas nas responsabilidades no combate aos incêndios nos concelhos de Vila de Rei, Sertã e Mação. “Não vi com bons olhos que o Governo começasse a sacudir a água do capote, dizendo que a responsabilidade não é dele, mas dos autarcas”, afirmou Rui Rio.

Na terça-feira, em entrevista à RTP, Eduardo Cabrita, após ter sido confrontado com críticas sobre falta de meios no combate aos incêndios nos concelhos de Mação, Vila de Rei e Sertã, acusou o presidente da Câmara de Mação, Vasco Estrela, de agir como “um comentador televisivo” e de não cooperar com os esforços da Proteção Civil.

Em declarações à agência Lusa, Vasco Estrela refutou as acusações do ministro, considerando que Eduardo Cabrita “preferiu fazer um ataque pessoal e indigno” do que discutir a maneira como evitar que Mação e concelhos vizinhos sejam consumidos pelas chamas ano após ano.

Na quarta-feira, em declarações à Lusa, o porta-voz do CDS-PP, João Almeida, criticou as acusações “injustas e inoportunas” do ministro ao presidente da Câmara de Mação, considerando que o ministro da Administração Interna “é a última pessoa” que deve criar perturbação dentro do sistema.

Esta sexta-feira, vinte concelhos dos distritos de Faro, Portalegre, Santarém, Castelo Branco, Guarda e Bragança apresentam um risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

Em risco máximo estão os concelhos de Aljustrel, Monchique, Silves, Loulé, S. Brás de Alportel, Tavira, Alcoutim, Castro Marim (Faro), Marvão e Nisa (Portalegre), Vila Velha de Ródão, Vila de Rei, Proença-a-Nova e Penamacor (Castelo Branco), Sardoal, Mação e Abrantes (Santarém), Sabugal e Figueira de Castelo Rodrigo (Guarda) e Vimioso (Bragança), de acordo com o IPMA.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Rochas antigas de Vénus apontam para origem vulcânica

Uma equipa internacional de investigadores descobriu que alguns dos terrenos mais antigos de Vénus, conhecidos como "tesserae", têm camadas que parecem consistentes com atividade vulcânica. A descoberta pode fornecer informações sobre a enigmática história geológica …

Na África do Sul, há uma associação entre violência sexual e gravidez indesejada

Na África do Sul, as meninas que sofreram violência sexual têm maior probabilidade de relatar uma gravidez indesejada em comparação com aquelas que nunca sofreram violência sexual. Na África do Sul, a taxa de gravidez na …

Hackers russos associados ao ataque em hospital alemão que resultou na morte de uma paciente

O ataque informático num hospital alemão na semana passada, que resultou na morte de uma paciente em estado crítico, pode ter sido causado por um grupo russo com ligações ao crime cibernético. A informação é …

Paços 0-2 Sporting | “Leão” competente estreia-se com triunfo

Após o adiamento do jogo da primeira jornada ante o Gil Vicente, devido a vários casos de Covid-19 nas duas equipas, o Sporting estreou-se na Liga NOS 2020/21 e não vacilou. Na visita ao Paços de …

Medicamentos para a tensão arterial diminuem mortalidade em doentes com covid-19

Um estudo de meta-análise concluiu que medicamentos para a tensão arterial, ao contrário do que se pensava, reduzem a mortalidade em pacientes com covid-19. No início da pandemia, havia a preocupação de que certos medicamentos para …

A ilha mais povoada do Hawai pode perder 40% das suas praias até 2050

A subida do nível das águas do mar pode fazer com que a ilha mais povoada do Havai perca 40% das suas praias, alerta uma nova investigação. Em causa está a ilha de Oahu, a …

Pela primeira vez em 10 anos, a Wikipédia vai mudar de aparência

A icónica Wikipédia vai, pela primeira vez em 10 anos, ser modificada para tornar o site mais acessível - e menos "assustador" - para novos utilizadores. A Wikipédia tem sido parte integrante da cultura da web …

Encontrados medicamentos ilegais em suplementos para o cérebro

Cientistas encontraram medicamentos ilegais, não aprovados nos Estados Unidos, em suplementos que alegadamente melhoram o desempenho cognitivo. Clareza mental, criatividade aprimorada e uma memória extremamente nítida são algumas das promessas feitas a quem compra suplementos de …

Voluntários oferecem-se para cumprir pena de jovem acusado de blasfémia

Num ato de solidariedade, 120 voluntários pediram para cumprir a pena de um jovem nigeriano condenado a 12 anos de prisão por blasfémia. Entre os voluntários está o diretor do Memorial de Auschwitz. Ao todo, 120 …

ADN ajuda a identificar assassino em série num dos mais infames casos da Austrália

Uma amostra de ADN ajudou a justiça australiana a considerar um homem como culpado pelo assassinato de duas mulheres na década de 1990, encerrando um caso que permaneceu sem solução durante quase 25 anos. Durante quase …