Cientistas garantem ter explicação para o Triângulo das Bermudas (e é simples)

(cv) Fox News

Ondas “selvagens” com 30 metros de altura, que duram apenas 10 minutos, poderão causar os desaparecimentos no Triângulo das Bermudas

Uma equipa de cientistas britânicos avançou com uma teoria – que garantem ser a derradeira – para os misteriosos desaparecimentos de navios e aviões na zona do Oceano Atlântico conhecida por Triângulo das Bermudas. A culpa pode ser de ondas traiçoeiras de mais de 30 metros.

Desde erros humanos a “bombas de ar” provocadas por nuvens hexagonais, são inúmeras as explicações para o mistério em torno do Triângulo das Bermudas, extensão de mar no Oceano Atlântico Norte, situada entre a Florida, as Bermudas e Porto Rico, e onde já desapareceram vários aviões e navios. Mas agora há mais uma teoria.

Cientistas da Universidade de Southampton, em Inglaterra, culpam as ondas traiçoeiras pelos misteriosos desaparecimentos.

Estão em causa ondas súbitas e enormes que podem medir até 30 metros de altura e que podem demorar durante apenas alguns minutos. Observadas pela primeira vez em 1997, estas ondas podem aparecer do nada, com extrema potência e força suficiente para afundar o maior dos navios.

Na investigação, os cientistas criaram um modelo do USS Cyclops, um navio de grande dimensão que desapareceu no Triângulo das Bermudas em 1918, com 300 pessoas a bordo. Depois, simularam em laboratório uma destas ondas traiçoeiras que rapidamente afundou o modelo do navio.

A demonstração parece confirmar que o cenário fictício se pode repetir na realidade no Triângulo das Bermudas, até porque a área tem condições propícias para a formação destas ondas traiçoeiras.

“Há tempestades para sul e norte que se juntam. E se houver outras adicionais da Florida, pode ser uma formação potencialmente fatal de ondas traiçoeiras“, explica  o oceanógrafo Simon Boxall, que esteve envolvido na investigação, à Fox News. O cientista salienta que são ondas “íngremes” que podem atingir “mais de 30 metros”.

O mistério do Triângulo das Bermudas poderá ter sido (outra vez) finalmente explicado. Mas nem todos os cientistas partilham do entusiasmo de Boxall. Aleksandr Zhigalin, da Academia das Ciências da Rússia, é um deles.

Segundo Zhigalin, a teoria das ondas de Boxall pode explicar o desaparecimento de navios, mas não dos inúmeros aviões que desapareceram no famigerado triângulo. “O Triângulo das Bermudas é um enigma da moda, há muito tempo por desvendar”, e talvez seja cedo para concluir que o mistério está resolvido, diz o cientista russo à Sputnik News.

Estima-se que, nos últimos 100 anos, o misterioso “Triângulo das Bermudas” tenha provocado a destruição de 75 aviões e afundado centenas de barcos e navios – provocando mais de mil mortes. Em média, 5 aviões continuam a desaparecer na região todos os anos.

ZAP //

PARTILHAR

12 COMENTÁRIOS

      • Pois não dá de facto explicação para o desaparecimento de nada que voe… Por exemplo. Já para não falar nas bússolas de barcos e instrumentos de vôo deixarem de funcionar, como é tão frequentemente relatado pelos próprios (que sobreviveram).

        A necessidade que algumas pessoas têm de um minuto de fama… Dá nestas afirmações de auto-importância das suas teorias.

        • Ora bem Miguel! Essas anomalias eletromagnéticas acontecem porque a zona das Bermudas se encontra numa linha ley, assim como o “triângulo do diabo” no Japão, localizado na mesma latitude. Não querem admitir o óbvio porque haveria muita coisa mais que iríamos descobrir e que não convém…
          Deixo a dica: existem 12 vórtices no planeta, sendo dois deles no Ártico e Antártida. Ivan P. Sanderson. Bill Becker e Bethe Hagens.

    • De certeza que são “ondas voadoras”!!! Cada um utiliza o “pinico” que quer…. Idiotas há muitos e cada vez mais…

    • Pela primeira vez estou de acordo com o Miguel Queiroz. Ou os aviões andam a voar muito baixo por essas paragens ou então esta teoria é manca! E até eu que não sou cientista de nada posso afirmar categoricamente isto.

  1. Conversa da treta, ondas de 30 metros acredito que afundem alguns e digo, alguns navios. Mas como explicam o desaparecimento de tantos aviões? Derradeira explicação? Derradeira bebedeira de alguns “técnicos” armados à franga…

  2. Isto só tem uma explicação possível:
    O ÁLCOOL É INIMIGO DA RACIONALIDADE.

    E os pseudocientistas… estavam alcoolizados.

RESPONDER

Há três datas prováveis para o Apocalipse. Duas das quais ainda este século

A humanidade corre o risco de ser extinta devido à colisão da Terra com um corpo celeste, a uma catástrofe natural ou até tecnológica. Este cenário não é uma fantasia saída dos filmes de Hollywood, …

Tondela vs Porto | Dragões garantem vantagem para o Clássico

O FC Porto fez o que lhe competia para garantir que chegava ao “clássico” do próximo sábado, com o Benfica, no primeiro lugar do campeonato. Na visita ao Tondela, os “dragões” não deram grandes veleidades …

Enfermeiras suspeitas de sabotar hospital com baratas. Queriam emprego melhor

Enfermeiras das emergências de um hospital italiano terão, alegadamente, libertado baratas no seu departamento. O objetivo era conseguirem uma transferência para outro hospital. As autoridades sanitárias da região de Nápoles abriram uma investigação a um caso …

Cancro do colo do útero pode ser extinto até 2100

Todos os anos, o cancro do colo do útero é a causa de morte de mais de 300 mil mulheres em todo o mundo - mas pode ser extinto até 2100. No ano passado, o diretor-geral …

Fortnite retira anúncios do YouTube para fugir aos predadores sexuais

A produtora de videojogos que criou o Fortnite, muito popular entre jovens e crianças, decidiu retirar os anúncios publicitários do YouTube por temer que estes apareçam ao lado de comentários publicados por pedófilos. A empresa norte-americana …

O alpinista sem pernas que chegou ao cume do Everest foi premiado com o "Momento do Ano"

Um alpinista chinês de 69 anos, que tem ambas as pernas amputadas, conseguiu chegar ao topo do Evereste em maio de 2018. A perseverança de Xia Boyu valeu-lhe nesta semana um prémio.  Em 1975, Xia Boyu …

Numa empresa neozelandesa só se trabalham quatro dias por semana (mas a produtividade aumentou)

Em março e abril do ano passado, uma empresa neozelandesa implementou um novo modelo laboral: trabalhar apenas quatro dias por semana. O estudo final foi publicado esta terça-feira e as conclusões mostram resultados animadores. Quase um …

Portugueses não sabem fazer queixa contra discriminação (e acham que não vale a pena)

Quase toda a gente já ouviu falar de discriminação ou crimes de ódio, mas a maioria tem dificuldade em distinguir os conceitos, desconhece o que fazer perante um caso ou a quem recorrer para fazer …

Imigrantes que entraram ilegais em Portugal terão visto desde que tenham um ano de descontos

Os imigrantes que se encontram em Portugal a trabalhar e a descontar para a Segurança Social há pelo menos 12 meses vão poder ter a autorização de residência mesmo que não tenham entrado no país …

Estudantes no Porto até aos 15 anos vão andar gratuitamente de metro e autocarro

A Câmara do Porto vai garantir passes gratuitos para residentes estudantes na cidade até aos 15 anos, complementando a medida do Governo que prevê a gratuitidade do título de transporte até aos 12 anos. O anúncio …