Reputação do Papa Francisco em xeque com acusações de pedofilia contra o seu número 3

Angelo Carconi / EPA

O papa Francisco

O papa Francisco

O Papa Francisco chegou ao Vaticano com a promessa de varrer a mancha do abuso sexual de crianças da Igreja Católica. Mas o caso do cardeal George Pell, acusado de pedofilia na Austrália, mancha a própria reputação de Francisco.

A chegada do Papa Francisco ao Vaticano foi encarada com muita esperança por muitas vítimas de padres pedófilos, por todo o mundo, depois de os seus antecessores, João Paulo II e Bento XVI, terem sido muito criticados pela forma como “fecharam olhos” ao assunto.

Francisco falava de uma política de tolerância zero para com os padres abusadores e para com os que escondessem esses abusos, mas o caso do Cardeal George Pell contraria aquele cenário.

O Cardeal, que é o número 3 do Vaticano, acaba de ser acusado de crimes de abuso sexual de menores na Austrália e já pediu uma “licença” das funções na hierarquia da Igreja, para ser ouvido pelas autoridades do seu país natal.

Mas há muito que existem suspeitas envolvendo o Cardeal e o abuso sexual de crianças – se não de os ter cometido, pelo menos de ter sido cúmplice, encobrindo-os. Já existiam quando, em 2014, o Papa Francisco o chamou para liderar o Secretariado da Economia do Vaticano, para “limpar” as finanças da Igreja.

Depois disso, o Papa levou George Pell para o seu círculo mais próximo de conselheiros, integrando-o no poderoso Conselho de Cardeais que define muitos dos destinos do Vaticano.

E, à luz das acusações que agora se fazem na justiça australiana, há quem considere que o Papa ofereceu ao sacerdote uma “válvula de escape” precisamente quando arrancavam oficialmente as investigações em torno das suspeitas de pedofilia.

“Pedofilia não é uma prioridade para Francisco”

As acusações contra o Cardeal Pell demonstram “claramente” que “a revolução de Francisco na Igreja, quando se trata do assunto do abuso sexual, é apenas no papel e não nas acções”, considera o jornalista italiano Emiliano Fittipaldi, em declarações divulgadas pelo The New York Times.

“A luta contra a pedofilia não é uma prioridade para Francisco”, considera o autor do livro “Luxúria” que fala de casos de abuso sexual no Vaticano e que arranca precisamente com as suspeitas em torno do Cardeal Pell.

Uma das primeiras decisões do Papa Francisco, quando assumiu a liderança do Vaticano, foi nomear uma comissão de especialistas externos para recomendarem à Igreja como se poderia prevenir o abuso sexual de crianças.

Esta comissão, criada em 2014, incluía duas vítimas de abuso sexual por parte de padres que, entretanto, a deixaram, acusando o Vaticano de não estar verdadeiramente interessado em lidar com o problema.

A irlandesa Marie Collins deixou a Comissão dizendo-se “envergonhada” com a falta de cooperação do Vaticano. Pouco tempo depois, o britânico Peter Saunders confessou sentir-se “traído” pelo Papa Francisco e foi “colocado de parte”, conforme avança a agência AFP.

Marie Collins considera, numa publicação no seu blogue pessoal, que o caso do Cardeal Pell demonstra como “tão pouca confiança podemos depositar nas garantias da Igreja Católica de que os bispos e os superiores religiosos vão enfrentar sanções se ignorarem casos de abuso”.

Esta irlandesa vítima de abuso critica abertamente o Papa por ter levado Pell “a esconder-se no Vaticano para evitar ter que enfrentar aqueles que no seu país precisavam de respostas”.

Perdão para padres pedófilos

Uma das propostas da comissão independente lançada por Francisco foi criar um tribunal especial para julgar os padres que encobrissem abusos, mas foi rejeitada por pressão do Vaticano e nenhuma medida foi, na verdade, tomada.

Em Fevereiro passado, o Papa optou até por reduzir sanções contra alguns padres condenados por pedofilia, ao abrigo da ideia da Igreja “misericordiosa” que tem defendido.

E a recente postura do Vaticano perante as acusações contra o Cardeal Pell reforça as críticas contra Francisco neste capítulo.

“O Santo Padre, que apreciou a honestidade do Cardeal Pell durante os seus três anos de trabalho na Cúria Romana, está grato pela sua colaboração“, disse o porta-voz do Vaticano, Greg Burke, numa nota à comunicação social.

“É importante lembrar que o Cardeal Pell condenou abertamente e repetidamente como imorais e intoleráveis actos de abuso cometidos contra menores”, acrescentou Burke na defesa do Vaticano ao homem que enfrenta acusações de pedofilia na Austrália.

SV, ZAP //

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. O “Papa Chico”:
    1) foi um informador do regime fascista argentino (http://www.globalresearch.ca/smoking-gun-memo-proves-pope-francis-collaborated-with-military-junta/5327354)
    2) é um membro da Companhia de Jesus, criada pela oligarquia europeia para controlar o Vaticano (https://actualidad.rt.com/actualidad/view/88980-eleccion-nuevo-papa-mundo-sinarquico)
    3) anda a dizer mentiras sobre um suposto “aquecimento global” antropogénico, para promover a destruição (económica) da nossa sociedade
    4) e é certamente amigo dos maçons infiltrados no Vaticano que, entre outras coisas, mataram o João Paulo I ao fim de 33 dias (número maçónico) e que lá estão para destruir o Vaticano (i.e. os valores cristãos) desde dentro desta própria instituição (a desculpabilizar o aborto, a promover a homossexualidade etc).
    Por isso, entre as pessoas bem informadas, há já muito tempo que esta farsa de “Papa” não tem qualquer reputação que se aproveite.

  2. A pedofilia não é nada de estranho ao Vaticano.
    E, para além do que é denunciado no filme sobre o “Caso Spotlight”, há outros casos em que o Vaticano encobriu este tipo de crimes, como este: https://www.rt.com/shows/in-the-now-summary/325769-duplessis-orphans-atrocity-children/
    Já se interrogaram sobre porque razão foi recentemente diminuída a idade de consentimento sexual neste Estado? (Porque razão foram fazer uma coisa destas, se no Vaticano supostamente toda a gente é celibatária?)

  3. Estes privilegiados do costume, que sempre estivarão isentos de impostos (Concordata) e ainda recebem um vencimento mensal pago por nós Povinho da Silva, para não falar da santa inquisição, nesse tempo tudo valia, até o Gallileu, foi obrigado a desmentir a sua teoria, estes senhores e o Hitler que tal o protocolo existente na época, da 2ª Guerra.
    Pedofilia sempre existi-o no interior da igreja, vejamos o padre Federico, na ilha da Madeira este violou e matou, depois foi o que nós sabemos, depois de Preso deixaram fugir para o Brasil, Nos USA estes foram apanhados e presos, e o vaticano foi obrigado e despedir esses pedófilos e indemnizar as famílias das vitimas.
    Já é tempo de não ser uma associação de malfeitores só para homens, e para finalizar lamento mas, temos o que merecemos.

  4. Quando se quer ir contra a NATUREZA acontece isto, homens e mulheres nasceram para se casarem e dar continuidade as gerações vindouras.

    A igreja católica não permite que os seus padres se casem indo totalmente contra a s Leis Naturais da NATUREZA como toda pessoa tem que estravasar sua energia através do “Sexo”, a menos que seja de Marte, existem para eles algumas evasivas possibilidades ou manualmente ou através da pedofelia, ou através do suicidio, ou da loucura, da homosexualidade etc.

    Não existe nenhum ser humano maior ou melhor que possa ir contra as Leis Naturais da Natureza, nem ontem , nem amanhã e nem nunca.

RESPONDER

Convenção do Chega chumba lista de André Ventura para a direção nacional

A proposta do presidente do Chega, André Ventura, para a direção nacional do partido foi hoje chumbada na convenção que decorre em Évora, ao não conseguir reunir os dois terços dos votos dos cerca de …

Portugal com mais 13 mortos e 552 novos casos nas últimas 24 horas

Portugal contabiliza hoje mais 13 mortos relacionados com a covid-19 e 552 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo os dados a DGS, a região …

TilTok anuncia acordo com Oracle e Wallmart e adia proibição nos EUA

A aplicação TikTok, detida pela sociedade chinesa ByteDance e ameaçada de ser proibida nos Estados Unidos, anunciou este domingo um acordo de princípio com a Oracle, como parceiro tecnológico, e com a Walmart, em termos …

As gaivotas são inoportunas? Saiba que as suas fezes podem valer mil milhões de dólares

Afinal, as gaivotas podem ser animais bem mais interessantes do que aquilo que a maioria das pessoas pensa. É que as suas fezes são muito valiosas e os seus nutrientes fertilizam campos agrícolas e recifes …

Super-vulcão Yellowstone registou 91 terramotos em apenas 24 horas

Os vulcanólogos têm andado atentos ao super-vulcão localizado no Parque Nacional de Yellowstone, nos Estados Unidos. O Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS) relatou recentemente a ocorrência de 91 terremotos em apenas 24 horas. Estes …

Cartoonista alemão Frank Hoppmann é o vencedor do 15.º World Press Cartoon

O 'cartoonista' alemão Frank Hoppmann, com a caricatura do primeiro-ministro britânico Boris Johnson, é o vencedor da 15.ª edição do World Press Cartoon, foi hoje anunciado nas Caldas da Rainha, na cerimónia de entrega de …

Pequena e funcional. Assim se carateriza a Tiny House (que ainda evita dores de joelhos)

Esta pequena casa móvel pode ser a solução que procura. Devido à sua arquitetura dinâmica é ótima para pessoas com problemas de articulações e que sofrem com dores joelhos, pernas cansadas ​​ou dores nas costas. Hoje …

Chama-se Elios, é um drone e vai explorar as profundezas das cavernas de gelo da Gronelândia

Elios é o drone que está a ajudar os investigadores a descobrirem mais sobre os mistérios da Gronelândia. Inserido numa estrutura própria, tem explorado as cavernas de gelo, facilitando assim o acesso a locais mais …

Milhares de pássaros migratórios estão (misteriosamente) a morrer no Novo México

Um elevado número de pássaros migratórios está a morrer em todo o Novo México, numa misteriosa mortalidade em massa que está a preocupar os cientistas. Estima-se que o número de pássaros mortos seja de centenas de …

Crianças inspiram Lego a livrar-se de todas as embalagens de plástico

As peças da Lego podem acabar no oceano durante mais de mil anos, mas os fabricantes dinamarqueses estão a tentar tornar a empresa ecologicamente correta. Na sua última promessa, a Lego vai começar a usar sacos …