Reputação do Papa Francisco em xeque com acusações de pedofilia contra o seu número 3

Angelo Carconi / EPA

O papa Francisco

O papa Francisco

O Papa Francisco chegou ao Vaticano com a promessa de varrer a mancha do abuso sexual de crianças da Igreja Católica. Mas o caso do cardeal George Pell, acusado de pedofilia na Austrália, mancha a própria reputação de Francisco.

A chegada do Papa Francisco ao Vaticano foi encarada com muita esperança por muitas vítimas de padres pedófilos, por todo o mundo, depois de os seus antecessores, João Paulo II e Bento XVI, terem sido muito criticados pela forma como “fecharam olhos” ao assunto.

Francisco falava de uma política de tolerância zero para com os padres abusadores e para com os que escondessem esses abusos, mas o caso do Cardeal George Pell contraria aquele cenário.

O Cardeal, que é o número 3 do Vaticano, acaba de ser acusado de crimes de abuso sexual de menores na Austrália e já pediu uma “licença” das funções na hierarquia da Igreja, para ser ouvido pelas autoridades do seu país natal.

Mas há muito que existem suspeitas envolvendo o Cardeal e o abuso sexual de crianças – se não de os ter cometido, pelo menos de ter sido cúmplice, encobrindo-os. Já existiam quando, em 2014, o Papa Francisco o chamou para liderar o Secretariado da Economia do Vaticano, para “limpar” as finanças da Igreja.

Depois disso, o Papa levou George Pell para o seu círculo mais próximo de conselheiros, integrando-o no poderoso Conselho de Cardeais que define muitos dos destinos do Vaticano.

E, à luz das acusações que agora se fazem na justiça australiana, há quem considere que o Papa ofereceu ao sacerdote uma “válvula de escape” precisamente quando arrancavam oficialmente as investigações em torno das suspeitas de pedofilia.

“Pedofilia não é uma prioridade para Francisco”

As acusações contra o Cardeal Pell demonstram “claramente” que “a revolução de Francisco na Igreja, quando se trata do assunto do abuso sexual, é apenas no papel e não nas acções”, considera o jornalista italiano Emiliano Fittipaldi, em declarações divulgadas pelo The New York Times.

“A luta contra a pedofilia não é uma prioridade para Francisco”, considera o autor do livro “Luxúria” que fala de casos de abuso sexual no Vaticano e que arranca precisamente com as suspeitas em torno do Cardeal Pell.

Uma das primeiras decisões do Papa Francisco, quando assumiu a liderança do Vaticano, foi nomear uma comissão de especialistas externos para recomendarem à Igreja como se poderia prevenir o abuso sexual de crianças.

Esta comissão, criada em 2014, incluía duas vítimas de abuso sexual por parte de padres que, entretanto, a deixaram, acusando o Vaticano de não estar verdadeiramente interessado em lidar com o problema.

A irlandesa Marie Collins deixou a Comissão dizendo-se “envergonhada” com a falta de cooperação do Vaticano. Pouco tempo depois, o britânico Peter Saunders confessou sentir-se “traído” pelo Papa Francisco e foi “colocado de parte”, conforme avança a agência AFP.

Marie Collins considera, numa publicação no seu blogue pessoal, que o caso do Cardeal Pell demonstra como “tão pouca confiança podemos depositar nas garantias da Igreja Católica de que os bispos e os superiores religiosos vão enfrentar sanções se ignorarem casos de abuso”.

Esta irlandesa vítima de abuso critica abertamente o Papa por ter levado Pell “a esconder-se no Vaticano para evitar ter que enfrentar aqueles que no seu país precisavam de respostas”.

Perdão para padres pedófilos

Uma das propostas da comissão independente lançada por Francisco foi criar um tribunal especial para julgar os padres que encobrissem abusos, mas foi rejeitada por pressão do Vaticano e nenhuma medida foi, na verdade, tomada.

Em Fevereiro passado, o Papa optou até por reduzir sanções contra alguns padres condenados por pedofilia, ao abrigo da ideia da Igreja “misericordiosa” que tem defendido.

E a recente postura do Vaticano perante as acusações contra o Cardeal Pell reforça as críticas contra Francisco neste capítulo.

“O Santo Padre, que apreciou a honestidade do Cardeal Pell durante os seus três anos de trabalho na Cúria Romana, está grato pela sua colaboração“, disse o porta-voz do Vaticano, Greg Burke, numa nota à comunicação social.

“É importante lembrar que o Cardeal Pell condenou abertamente e repetidamente como imorais e intoleráveis actos de abuso cometidos contra menores”, acrescentou Burke na defesa do Vaticano ao homem que enfrenta acusações de pedofilia na Austrália.

SV, ZAP //

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. O “Papa Chico”:
    1) foi um informador do regime fascista argentino (http://www.globalresearch.ca/smoking-gun-memo-proves-pope-francis-collaborated-with-military-junta/5327354)
    2) é um membro da Companhia de Jesus, criada pela oligarquia europeia para controlar o Vaticano (https://actualidad.rt.com/actualidad/view/88980-eleccion-nuevo-papa-mundo-sinarquico)
    3) anda a dizer mentiras sobre um suposto “aquecimento global” antropogénico, para promover a destruição (económica) da nossa sociedade
    4) e é certamente amigo dos maçons infiltrados no Vaticano que, entre outras coisas, mataram o João Paulo I ao fim de 33 dias (número maçónico) e que lá estão para destruir o Vaticano (i.e. os valores cristãos) desde dentro desta própria instituição (a desculpabilizar o aborto, a promover a homossexualidade etc).
    Por isso, entre as pessoas bem informadas, há já muito tempo que esta farsa de “Papa” não tem qualquer reputação que se aproveite.

  2. A pedofilia não é nada de estranho ao Vaticano.
    E, para além do que é denunciado no filme sobre o “Caso Spotlight”, há outros casos em que o Vaticano encobriu este tipo de crimes, como este: https://www.rt.com/shows/in-the-now-summary/325769-duplessis-orphans-atrocity-children/
    Já se interrogaram sobre porque razão foi recentemente diminuída a idade de consentimento sexual neste Estado? (Porque razão foram fazer uma coisa destas, se no Vaticano supostamente toda a gente é celibatária?)

  3. Estes privilegiados do costume, que sempre estivarão isentos de impostos (Concordata) e ainda recebem um vencimento mensal pago por nós Povinho da Silva, para não falar da santa inquisição, nesse tempo tudo valia, até o Gallileu, foi obrigado a desmentir a sua teoria, estes senhores e o Hitler que tal o protocolo existente na época, da 2ª Guerra.
    Pedofilia sempre existi-o no interior da igreja, vejamos o padre Federico, na ilha da Madeira este violou e matou, depois foi o que nós sabemos, depois de Preso deixaram fugir para o Brasil, Nos USA estes foram apanhados e presos, e o vaticano foi obrigado e despedir esses pedófilos e indemnizar as famílias das vitimas.
    Já é tempo de não ser uma associação de malfeitores só para homens, e para finalizar lamento mas, temos o que merecemos.

  4. Quando se quer ir contra a NATUREZA acontece isto, homens e mulheres nasceram para se casarem e dar continuidade as gerações vindouras.

    A igreja católica não permite que os seus padres se casem indo totalmente contra a s Leis Naturais da NATUREZA como toda pessoa tem que estravasar sua energia através do “Sexo”, a menos que seja de Marte, existem para eles algumas evasivas possibilidades ou manualmente ou através da pedofelia, ou através do suicidio, ou da loucura, da homosexualidade etc.

    Não existe nenhum ser humano maior ou melhor que possa ir contra as Leis Naturais da Natureza, nem ontem , nem amanhã e nem nunca.

RESPONDER

Grande tempestade de areia pode ter ditado o fim de um império da Mesopotâmia

O Império Acádio da Mesopotâmia entrou em colapso devido a uma enorme tempestade de areia, sugeriu uma nova investigação levada a cabo por cientistas da Universidade de Hokkaido, no Japão. Em comunicado, os especialistas explicam …

Encontrado templo milenar usado em rituais pagãos de veneração da água

O local tem 3.000 anos, onde investigadores encontraram 21 sepulturas, bem como várias peças de cerâmica e anéis de cobre. O templo era usado em rituais pagãos de veneração da água. Uma equipa de arqueólogos encontrou …

Elon Musk diz que inovações da Neuralink vão conseguir curar o autismo

Musk disse que a sua empresa Neuralink iria "solucionar uma série de doenças neurológicas", entre as quais o autismo. Contudo, o autismo não é uma doença relacionada com o cérebro, mas sim uma perturbação do …

"Indivíduos desconhecidos" terão obrigado Marinha a apagar vídeo do incidente do USS Nimitz com um OVNI

Vários membros da Marinha que testemunharam o famoso Incidente do USS Nimitiz, em 2004, disseram que "indivíduos desconhecidos" apareceram depois do acontecimento e obrigaram-nos a apagar as gravações de vídeo. Em novembro de 2004, um porta-aviões …

Coreia do Norte detonou bomba atómica equivalente a 17 "Hiroshimas"

Dados de um satélite japonês revelam que a explosão de um teste nuclear na Coreia do Norte, em 2017, terá sido 17 vezes mais poderosa do que a bomba de Hiroshima. A Coreia do Norte estimou que …

Invenção financiada por Bill Gates pode invisivelmente resolver a malnutrição

Uma invenção financiada por Bill e Melinda Gates pode ser a solução para resolver o problema da malnutrição a nível mundial. O próximo passo é conseguir o apoio dos Governos locais. A malnutrição é um problema …

Com a ajuda de um radar, cientistas revelaram pegadas de mamutes e humanos pré-históricos

Espalhados pelo Monumento Nacional de White Sands, nos Estados Unidos, encontram-se os "rastos fantasma" de mamutes mortos há milhares de anos. Agora, investigadores conseguiram revelar pegadas de humanos. De acordo com o Science Alert, esta descoberta, …

A desertificação está progredir na Índia. Mas a solução pode estar no conhecimento tradicional

Quase 45% da área de Maharashtra está a transformar-se em deserto, assim como uma grande parte da Índia. De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), o ritmo da desertificação no país é agora …

Um dos videojogos mais famosos do mundo é acusado de propaganda anti-Rússia

Call of Duty é uma das franquias de maior sucesso na história dos videojogos, mas atualmente existem pedidos para boicotar o seu último lançamento devido à descrição de conflitos militares do jogo. Call of Duty: Modern …

Nova aplicação rastreia todos os seus passos em troca de descontos

Todas as pessoas gostam de aproveitar descontos, negócios e saldos. A Miles é uma nova aplicação que lhe oferece isso em troca de algo: a sua privacidade. A app rastreia todos os seus movimentos, disponibilizando descontos …