Dinheiro, imóveis e arte. João Rendeiro perde fortuna para o Estado

Tiago Petinga / Lusa

O ex-presidente do BPP, João Rendeiro

Um milhão e meio de euros em numerário, contas e ativos bancários, obras de arte e quatro imóveis em Lisboa, Cascais e Oeiras vão ser arrestados a João Rendeiro, ex-presidente do Banco Privado Português (BPP).

Segundo o Correio da Manhã, a apreensão dos bens do ex-presidente do BPP visa juntar o montante necessário para indemnizar o Estado e o banco.

De recordar que João Rendeiro e três ex-administradores do BPP prejudicaram o banco em mais de 31 milhões de euros entre 2003 e 2008.

Assim, a presidente do coletivo de juízes, Tânia Loureiro Gomes, decidiu aprovar o pedido de indemnização civil do BPP de 29 539 629,08 euros.

Desta forma, o economista e os três ex-gestores terão de pagar aquela quantia em conjunto. Ficou ainda decidido que têm de ressarcir o Estado com juros de mora por fuga aos impostos. Para garantir o pagamento das verbas em causa, o tribunal decidiu arrestar vários bens dos julgados.

No caso de Rendeiro, vão ser apreendidas várias contas e ativos bancários em seu nome e no nome da mulher, num valor global a rondar os 1,5 milhões de euros, dispersos pelo Santander Totta, BES/Novo Banco, BPI, Banif, BCP, BPP e sociedades offshore.

De acordo com o acórdão, serão ainda arrestados quatro imóveis do economista, entre eles uma casa e um terreno na Quinta Patino, em Cascais, e dois apartamentos, um na capital e outro em Paço de Arcos. Foi ainda decretada a apreensão de 68 mil euros num envelope com notas de 500 euros e obras de arte.

O tribunal condenou o ex-presidente do Banco Privado Português (BPP), João Rendeiro, a 10 anos de prisão efetiva, segundo a leitura da sentença no Campus de Justiça, em Lisboa.

Condenou ainda Salvador Fezas Vital a nove anos e seis meses de prisão, Paulo Guichard a também nove anos e seis meses de prisão e Fernando Lima a seis anos de prisão.

O processo de fraude fiscal, abuso de confiança e branqueamento de capitais do BPP, de que foi lido o acórdão, foi extraído do primeiro megaprocesso de falsidade informática.

ZAP //

PARTILHAR

23 COMENTÁRIOS

  1. Será que é desta que se faz guma justiça??? Até custa a acreditar…mas oxalá seja verdade e o façam mais vezes a outros espertinhos que por aí andam.

  2. Estava tão convencido que não ia dar em nada que até se esqueceu de arrumar o que roubou. Ou então deixou umas migalhitas para distrair os tontos.

  3. É ver para crer! Se assim for, ele não perde nada, apenas devolve o que não lhe pertencia, pois comprou com dinheiro que não era dele. Já é ditado velho. “Ladrão que “rouba” ladrão tem cem anos de perdão”.

  4. Será o principio do fim da impunidade? Se bem que tanto tempo depois já não é justiça é apenas uma anedota, como Oliveira e Costa condenado a 14 anos que veio a morrer de velhecie antes de ser preso um dia que fosse da pena a que foi condenado. As gerações futuras irão pensar como foi possivel isto ter acontecido e haver tanta impunidade da mesma forma como nós pensamos como pode haver escravatura

  5. E o Salgado? E o Sócrates? E o Vara? E os Penedos? E o Pedroso (João)? E o Granadeiro? E o Bava? E o Mexia? E o Manso Neto? E o Lima? E o Berardo? E o Moniz da Maia? E o Vasconcellos? E o Mora? E tantos outros, que são tantos que é impossível recordardmos todos…

    • Em Portugal a lei deveria ser alterada. Partia-se do pressuposto que “se é político é ladrão”. Competia depois a cada um demonstrar a sua inocência. Invertíamos assim o ónus da prova e o problema estava resolvido. No caso dos autarcas não deveríamos andar muito longe da realidade.

        • Não, esses realmente não eram, mas dormiam com eles. E é fácil de ver olhando para a proposta de criminização do enriquecimento ilícito que o governo propõe, que é uma farsa e feitinho à medida.

        • Esses de facto não eram: mas e o Sócrates? E o Vara? E os Penedos? E o Lima? E ainda podíamos acrescentar: e a Milu? E o Oliveira e Costa?

  6. Todo o individuo que é ladrão para além da prisão que deveria cumprir deveria ser-lhe retirado todos os bens que possuísse independentemente da sua classe social. Já agora pergunto porque anda o Salgado à solta quando parece ter sido o principal responsável de todo este tufão económico.

  7. Engraçado;
    É a primeira pessoa – do “género”a quem lhe são “penhorados/arrestados” bens!!
    Há algo aqui que não bate certo.
    Este tipo de gente sabe desde o início do processo, que isto era passível de acontecer, e um processo que com recursos e afins, já deve ter mas de 10 anos e ele ainda mantém/manteve o patrimóinio em nome dele?! Qualquer básico se teria “libertado” disso!
    Tresando a esturro!!! Vejam que até o Costa – Primeiro ministro – nem contas bancárias tens…
    Há aqui algo que não “bate”….

RESPONDER

Mulher diz ter sido violada por funcionário da ONU. Investigadores questionam a quantidade de álcool que ingeriu

Uma funcionária de uma Organização Não-Governamental (ONG) disse ter sido violada por um especialista em comunicações do Programa de Desenvolvimento da ONU (PNUD), após uma festa num hotel em Bagdade, no Iraque, em 2016. Segundo um …

Turismo recupera no verão à boleia dos residentes

Apesar das tendências de retoma, os números de 2021 ficam aquém dos de 2019. O setor do alojamento turístico registou 1,6 milhões de hóspedes e 4,5 milhões de dormidas em julho, aumentos de 59,6% e 71,9%, …

Escola japonesa verifica a roupa interior dos alunos - e quem não cumprir as regras é punido

Uma escola japonesa ficou no centro de uma polémica depois de ter vindo a público que obrigava os seus alunos a mostrar a roupa íntima. O diretor já fez um pedido de desculpas. Os alunos do …

José Eduardo dos Santos regressa a Luanda após dois anos em Barcelona

O ex-Presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, regressa esta terça-feira à tarde a Luanda, depois de estar desde 2019 a viver em Barcelona, Espanha, confirmou à agência Lusa fonte do Executivo. Segundo a mesma fonte, …

Recusou lutar contra israelita nos Jogos Olímpicos: judoca suspenso até 2031

Fethi Nourine rejeitou defrontar um judoca israelita em Tóquio. Está proibido de voltar aos combates durante os próximos 10 anos. 26 de Julho de 2021. O foco dos portugueses nos Jogos Olímpicos, no judo, estava em …

"Não é altura para conjeturas nem debates internos", avisa direção de Rio

"Não é a altura para conjeturas, nem para debates internos sobre o futuro do PSD", afirmou a comissão permanente do PSD esta segunda-feira, num comunicado aos militantes sobre as eleições autárquicas. De acordo com o Público, …

Khalid, a "amostra de Cantona", expulso depois de ser substituído

Avançado do Le Havre protagonizou um momento pouco visto no futebol atual. Foi encontrar-se com um adepto, ao sair do relvado. O momento invulgar foi este: L’embrouille de Boutaïb avec un supporter du HAC 🙃 pic.twitter.com/WOEKLGA5Ew — Petit …

A fazer contas com o regresso às aulas? Saiba como conseguir poupar algum dinheiro

A pandemia trouxe uma crise económica que deixou as famílias em situações financeiras ainda mais difíceis. O ZAP deixa algumas dicas sobre como poupar algum dinheiro com o regresso às aulas Todos sabemos que o regresso …

EuroVolley: Portugal perdeu mas a surpresa "irrespirável" foi a França

Selecção lusa esteve muito perto de marcar presença nos quartos-de-final, pela primeira vez. França, campeã olímpica no mês passado, não passou dos oitavos, num último parcial que terminou com... 34-32. Portugal não vai estar entre as …

Parlamento gastou 124 mil euros na prevenção da covid-19

O Parlamento gastou 124.370,59 euros em 2020 na prevenção da covid-19, segundo o relatório e conta de gerência da Assembleia da República, que será votado em plenário na próxima sexta-feira. Segundo avançou o Público, que cita …