Rendas antigas vão aumentar de 50% a 70%

Simon Collison / Flickr

-

O fim do período transitório que limitava o aumento do valor das rendas com contratos feitos até 1990 vai ditar um acréscimo significativo nas mensalidades de alguns inquilinos. A Associação Lisbonense de Proprietários prevê aumentos de 50% a 70% em 2017.

“As rendas estão artificialmente baixas. Estimamos que a correcção ronde entre os 50% e os dois terços do que os inquilinos actualmente pagam”, salienta o presidente da Associação Lisbonense de Proprietários , Menezes Leitão, em declarações divulgadas pelo Correio da Manhã.

“Temos tido rendas que não chegam para pagar o IMI exigido aos senhorios, daí que a previsão seja de uma subida significativa”, acrescenta o mesmo responsável.

Este facto vai afectar em particular os inquilinos idosos, mas aqueles que justificarem situações de carência económica terão o apoio do governo.

Este auxílio será concedido, a partir de 2017, através de um subsídio que vai suportar os valores da diferença entre o que o senhorio exigir de aumento e aquilo que o inquilino puder pagar.

De acordo com dados do Instituto Nacional de Estatística citados pelo Correio da Manhã, “há 255 mil inquilinos com contratos de arrendamento anteriores a 1990”.

ZAP

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Os aumentos bruscos podem ser bastante maiores do que diz o representante dos senhorios. No meu caso, passa de 130 para 470 euros!! por mês. E o meu senhorio (pobrezinho) é uma companhia de seguros, agora chinesa.
    E o tal subsídio é mais uma aldrabice: basta receber 1500 euros por mês para já não ter direito (mesmo que ele viesse…).
    Que tal exigir que os senhorios também tivessem de provar que não têm meios suficientes, para poderem exigir estes aumentos exorbitantes?

    • Descaramento,os senhorios tem que provar os seus meios?? A quem pertençe o imóvel afinal? Uma renda de €50-00 por mês ao longo de 30 anos, sem aumento, que é o meu caso, da para enriquecer. Realmente há gente que são ceginhas e com falta de respeito……

  2. De facto parece-me que vão existir grandes problemas. Uma coisa é certa, o senhorio não é a santa casa da misericórdia, pelo que quem não quiser pagar tem uma boa solução, procurar casa com renda mais económica ou então comprar casa.

  3. Acho que este país tem leis a mais. Qualquer regulação de preço é sempre injusta, pelo menos para uma das partes, senão para as duas. Sou apologista da liberdade de mercado. Se houver liberdade o mercado autorregula-se e encontra o seu valor justo. Com estas atitudes ditatoriais é que não conseguimos qualquer justiça, apenas se consegue promover uma guerra entre inquilinos e senhorios.

    • Bem, nem tanto ao mar nem tanto a terra. A história do mercado é mesmo uma história que poderei contar numa outra oportunidade. Tudo tem que ser regulado, pois está mais que provado que deixado ao livre arbítrio conduz a abuso e ao aproveitamento pela parte mais forte.
      Agora regulado não é estupifidificado como fizeram em 74 colocando os senhorios a financiarem os pobres e os outros

  4. Um ‘mexilhão’ senhorio a cobrar renda de 130€ deve conseguir substituir os dois interruptores de vai-e-vem do corredor! Como fazer para reparar a rede de pluviais, coluna de gás, de água, de residuais, intercomunicação, restauro e impermeabilização de fachadas, placas de cobertura? E esta gente também vota… e certamente em consciência…

Responder a Manel Cancelar resposta

Impostos indiretos subiram com Governo de Costa e são já 55% da carga fiscal

Os impostos indiretos têm vindo a aumentar em Portugal. Dados da Direção-Geral do Orçamento mostram que o peso da tributação indireta no total da receita fiscal do subsector Estado, em 2018, ascendeu a 55,4%, o …

Espanha pode ficar isenta de cumprir caudais do rio Tejo por causa da falta de chuva

Os caudais do Tejo podem ficar ainda mais baixos dentro de semanas. Com a falta de chuva, Espanha deverá invocar a exceção prevista na Convenção de Albufeira para não libertar os valores mínimos de água …

Haaland tem cinco namoradas e meio mundo atrás dele (mas pode seguir o caminho da Red Bull)

Apesar do interesse de grandes clubes do futebol mundial, Haaland pode seguir o trilho da Red Bull e transferir-se para do Salzburg para o Leipzig. O norueguês é uma das maiores jovens promessas da atualidade. Erling …

PSD pondera propor fim dos debates quinzenais e torná-los mensais

O PSD está a ponderar apresentar uma proposta para acabar com os debates quinzenais com o primeiro-ministro e torná-los mensais. A proposta passa também pela substituição de um desses "duelos" atuais por um debate temático …

Segunda vítima mortal nos protestos de Hong Kong. Xi Jinping condena manifestações

O quarto dia consecutivo de protestos ficou marcado pela morte de um homem de 70 anos. Esta é a segunda vítima mortal desde o início das manifestações em Hong Kong. De acordo com a imprensa internacional, …

Governo prepara dois novos escalões de IRS para a classe média

O primeiro-ministro afirmou esta quinta-feira que o objetivo do Governo no próximo Orçamento é dar “um primeiro passo” para conferir uma maior progressividade no IRS e diminuir o peso deste imposto sobre os vencimentos da …

Dois procuradores do caso Tancos vão sair do DCIAP

Os procuradores Vítor Magalhães e João Valente, da equipa que investigou o caso Tancos, vão sair do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) no âmbito do movimento de magistrados do Ministério Público (MP), …

Cerca de 40% dos hospitais têm ruturas diárias de medicamentos

Os preços "excessivamente baixos dos medicamentos genéricos" são a causa mais importante identificada pelos hospitais para as ruturas de fornecimento. Quase 40% dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) indicam ter diariamente ruturas no fornecimento …

Secretário de Estado: despenalizações como a que absolveu o Benfica vão terminar. "Será inapelável"

João Paulo Rebelo assegurou que a entrada em vigor da lei de combate à violência no desporto evitará situações como a que levou à recente anulação do castigo imposto ao Benfica. O secretário de Estado da …

Morales quis dialogar. Presidente interina da Bolívia mandou-o calar-se

O ex-Presidente Evo Morales ofereceu-se para regressar à Bolívia para "ajudar a pacificar o país, não para ser candidato", mas Jeanine Añez, que assumiu a presidência interina do país, respondeu que Morales não pode participar …