Rendas antigas vão aumentar de 50% a 70%

Simon Collison / Flickr

-

O fim do período transitório que limitava o aumento do valor das rendas com contratos feitos até 1990 vai ditar um acréscimo significativo nas mensalidades de alguns inquilinos. A Associação Lisbonense de Proprietários prevê aumentos de 50% a 70% em 2017.

“As rendas estão artificialmente baixas. Estimamos que a correcção ronde entre os 50% e os dois terços do que os inquilinos actualmente pagam”, salienta o presidente da Associação Lisbonense de Proprietários , Menezes Leitão, em declarações divulgadas pelo Correio da Manhã.

“Temos tido rendas que não chegam para pagar o IMI exigido aos senhorios, daí que a previsão seja de uma subida significativa”, acrescenta o mesmo responsável.

Este facto vai afectar em particular os inquilinos idosos, mas aqueles que justificarem situações de carência económica terão o apoio do governo.

Este auxílio será concedido, a partir de 2017, através de um subsídio que vai suportar os valores da diferença entre o que o senhorio exigir de aumento e aquilo que o inquilino puder pagar.

De acordo com dados do Instituto Nacional de Estatística citados pelo Correio da Manhã, “há 255 mil inquilinos com contratos de arrendamento anteriores a 1990”.

ZAP

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Os aumentos bruscos podem ser bastante maiores do que diz o representante dos senhorios. No meu caso, passa de 130 para 470 euros!! por mês. E o meu senhorio (pobrezinho) é uma companhia de seguros, agora chinesa.
    E o tal subsídio é mais uma aldrabice: basta receber 1500 euros por mês para já não ter direito (mesmo que ele viesse…).
    Que tal exigir que os senhorios também tivessem de provar que não têm meios suficientes, para poderem exigir estes aumentos exorbitantes?

    • Descaramento,os senhorios tem que provar os seus meios?? A quem pertençe o imóvel afinal? Uma renda de €50-00 por mês ao longo de 30 anos, sem aumento, que é o meu caso, da para enriquecer. Realmente há gente que são ceginhas e com falta de respeito……

  2. De facto parece-me que vão existir grandes problemas. Uma coisa é certa, o senhorio não é a santa casa da misericórdia, pelo que quem não quiser pagar tem uma boa solução, procurar casa com renda mais económica ou então comprar casa.

  3. Acho que este país tem leis a mais. Qualquer regulação de preço é sempre injusta, pelo menos para uma das partes, senão para as duas. Sou apologista da liberdade de mercado. Se houver liberdade o mercado autorregula-se e encontra o seu valor justo. Com estas atitudes ditatoriais é que não conseguimos qualquer justiça, apenas se consegue promover uma guerra entre inquilinos e senhorios.

    • Bem, nem tanto ao mar nem tanto a terra. A história do mercado é mesmo uma história que poderei contar numa outra oportunidade. Tudo tem que ser regulado, pois está mais que provado que deixado ao livre arbítrio conduz a abuso e ao aproveitamento pela parte mais forte.
      Agora regulado não é estupifidificado como fizeram em 74 colocando os senhorios a financiarem os pobres e os outros

  4. Um ‘mexilhão’ senhorio a cobrar renda de 130€ deve conseguir substituir os dois interruptores de vai-e-vem do corredor! Como fazer para reparar a rede de pluviais, coluna de gás, de água, de residuais, intercomunicação, restauro e impermeabilização de fachadas, placas de cobertura? E esta gente também vota… e certamente em consciência…

Responder a José Cancelar resposta

Prémios e dados pessoais. Worten alerta clientes para falso SMS em circulação

A Worten alerta os clientes para não partilharem dados pessoais em resposta a mensagens publicitárias falsas que estão a circular por SMS em nome da retalhista, a anunciar um prémio. "Alertamos que não devem ser facultados …

GNR já passou 2200 coimas por falta de limpeza de terrenos. Mais de cem câmaras multadas

Mais de uma centena de câmaras municipais foram multadas por falta de limpeza de terrenos, sendo a ausência de tratamento nas margens das estradas e junto às linhas de distribuição elétrica a principal infração registada …

Presidente do Governo da Catalunha pede a Filipe VI que abdique

O presidente do governo regional da Catalunha, Quim Torra, pediu na terça-feira ao rei Filipe VI que abdique e solicitou ao presidente do parlamento que convoque uma sessão plenária extraordinária para estabelecer uma "posição comum" …

Virologista chinesa diz que novo coronavírus foi "criado em laboratório militar"

A virologista chinesa que fugiu para os Estados Unidos deu mais uma entrevista onde assegura que o novo coronavírus foi "criado num laboratório militar". Numa nova entrevista, citada pelo jornal online Observador, Li Meng-Yan, a virologista …

Ministério da Saúde abre 435 vagas para médicos de família

É o maior número de vagas dos últimos anos colocadas a concurso para a contratação de médicos especialistas em medicina geral e familiar para o SNS. De acordo com o jornal Público, o Ministério da Saúde …

MP brasileiro processa pastor por anunciar cura com feijões para a covid-19

O Ministério Público brasileiro pediu a abertura de um processo contra o pastor evangélico Valdemiro Santiago e a Igreja Mundial do Poder de Deus, que anunciaram a cura da covid-19 a partir do cultivo de …

Dívida do Estado à ADSE ascende a 200 milhões de euros

A dívida do Estado à ADSE, em 2019, ascendia a 198,2 milhões de euros, segundo o parecer do Conselho Geral e de Supervisão (CGS) ao relatório e contas do ano passado, publicado no site do …

Governo dos Açores violou Constituição ao impor quarentena obrigatória

O confinamento obrigatório de 14 dias que o governo regional dos Açores tem imposto a quem chega à região autónoma é inconstitucional, dizem os juízes do Tribunal Constitucional. As autoridades açorianas violaram a Constituição ao impor …

China caminha a passos largos para a normalidade. Gaming, cerveja e Ikea dão empurrão

A China não regista, desde 17 de maio, vítimas mortais causadas pelo novo coronavírus. No entanto, há dois surtos ativos que parecem não impedir a população de caminhar em direção à normalidade. À semelhança do resto …

No regresso ao Superior, o Ministério recomenda aulas presenciais, com máscara e ao sábado

No regresso do Ensino Superior, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior recomenda que voltem as aulas em regime presencial com uso obrigatório de máscara e algumas das quais lecionadas ao sábado. Num comunicado …