Regresso à normalidade pode começar na primavera, diz consultor da Casa Branca

O responsável pela ‘task force’ para o desenvolvimento de vacinas nos Estados Unidos (EUA), Moncef Slaoui, indicou que a vacina contra a covid-19 pode ter um “efeito duradouro”, depois de distribuída, e que a vida pode regressar ao normal a partir da primavera.

“Acho que podemos começar a ver algum impacto nas pessoas mais suscetíveis provavelmente no mês de janeiro e fevereiro”, disse no domingo à CBS News, citado pelo Diário de Notícias. “Mas, em termos populacionais, para que nossas vidas voltem ao normal, estamos falar de abril ou maio”, afirmou.

Slaoui considera “vital” que as pessoas se “confortem com o facto de termos luz ao fundo do túnel”, e que, assim, continuem a usar máscaras e a cumprir as medidas de segurança. Segundo o responsável, dentro de dias a FDA – Food and Drug Administration, irá aprovar a vacina da Pfizer/BioNTech.

Se “for aprovada no dia 10 ou 11, no minuto em que for aprovada, os carregamentos de vacinas vão começar”, assegurou, calculando que estas demorem “cerca de 24 horas” a chegar “aos diferentes locais de vacinação”. “Dentro de, eu diria, 36 horas após a aprovação, a primeira imunização poderia potencialmente ocorrer”, afirmou.

O responsável indicou que os efeitos secundários das vacinas da Pfizer e da Moderna duram cerca de um a dois dias. Com o que se sabe, “não há efeitos adversos graves associados a estas vacinas” e o governo dos EUA está “confiante de que a longo prazo essas vacinas permanecerão muito eficazes e seguras”, declarou.

À CNN, referiu que a eficácia da vacina pode durar “muitos anos”, incluindo em pessoas mais velhas ou vulneráveis, sendo necessário nova vacinação a cada três a cinco anos e que a resposta do corpo humano ao coronavírus será muito mais rápida uma vez a pessoa vacinada. Logo que 70% a 80% da população seja vacinada, “o vírus irá diminuir”, frisou.

Reino Unido começa a vacinação na terça-feira

Vacinas estão a ser enviadas para todo o Reino Unido em contentores frigoríficos, visando um programa de vacinação em massa que se inicia na terça-feira, estimando-se que estejam disponíveis nesse dia 800 mil doses.

Na semana passada, o Reino Unido tornou-se no primeiro país a autorizar a vacina Pfizer-BioNtech para uso de emergência. As vacinas serão administradas em cerca de 50 centros hospitalares na Inglaterra. Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte também iniciarão a vacinação na terça-feira.

  ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Regresso à normalidade começa quando o grande lobby internacional chamado Covid-19 bem entender. Ainda vem aí uma terceira vaga conforme dizem, e depois talvez uma quarta. O negócio está bem montado e vai de vento em popa !

RESPONDER

Uma impressão artística de um impacto gigantesco no sistema estelar HD 17255

Dois planetas envolveram-se num choque tão violento que um deles perdeu a atmosfera

Uma equipa de astrónomos encontrou provas de uma gigantesca colisão entre dois planetas num sistema planetário jovem, localizado a 95 anos-luz da Terra. A poeira à volta da jovem estrela HD 172555, de 23 milhões de …

Rorhwerk, o maior instrumento musical do mundo

Rohrwerk, uma obra de arte efémera, é a maior "fábrica do som" do mundo

Uma espécie de "pavilhão do som". Alunos da Escola Politécnica de Lausanne (EPFL), na Suíça, criaram um novo instrumento musical, o maior alguma vez construído. Com 45 metros de altura, a obra de arte imponente …

Costa já pediu desculpas às confederações patronais. "Houve um lapso"

O primeiro-ministro afirmou, esta sexta-feira, que já apresentou um pedido de desculpas às confederações patronais por o Governo ter aprovado duas medidas na área do trabalho sem antes as ter apresentado em Concertação Social. À chegada …

Luxemburgo torna-se o primeiro país da Europa a legalizar o cultivo e consumo de canábis

O Governo luxemburguês anunciou, esta sexta-feira, que o país será a primeira nação do Velho Continente a legalizar o cultivo e o consumo de canábis. De acordo com a nova legislação, explica o jornal The …

Prisão preventiva para suspeitos da morte de jovem no metro das Laranjeiras

Os quatro suspeitos da morte de um jovem, na quarta-feira, na estação de metro das Laranjeiras, em Lisboa, ficaram em prisão preventiva, depois de presentes a primeiro interrogatório judicial. Os quatro arguidos, com idades entre os …

Cristiano vs. Salah: Klopp não queria comparar mas comparou

Treinador do Liverpool não acredita que vai encontrar um adversário debilitado: "Eles são capazes de fazer coisas incríveis". É o grande jogo de futebol no Reino Unido e um dos mais aguardados em todos os países: …

Bastonário dos Médicos considera direção executiva do SNS "um disparate"

O bastonário da Ordem dos Médicos considera que a criação da direção executiva do Serviço Nacional de Saúde, proposta no Estatuto do SNS aprovado esta quinta-feira, é "um disparate" e que há estruturas que podem …

João Leão no Parlamento: "A alternativa é um Orçamento apresentado pelo PSD"

O ministro das Finanças afirmou, esta sexta-feira, na Assembleia da República, que a alternativa à viabilização à esquerda da proposta de Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) é um Orçamento feito pelo PSD. "A alternativa que …

Mais de 30 mil mulheres polacas recorreram a métodos de aborto ilegais ou no estrangeiro desde a alteração na lei

Proibição à interrupção voluntária da gravidez entrou em vigor no início deste ano e as  exceções só se aplicam a casos de violações, incestos ou quando a saúde da mãe está em risco. Pelo menos 34 …

Fenprof anuncia nova greve no dia 12 e concentração em frente ao Parlamento

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) anunciou, esta sexta-feira, a realização de uma concentração em frente à Assembleia da República no dia 5 de novembro e a adesão à greve nacional da Administração Pública marcada …