É o quinto sábado de protestos dos “Coletes Amarelos”. Já há mais de 80 detidos

Sebastien Nogier / EPA

Mais de 80 pessoas foram detidas, este sábado, em Paris, para impedir incidentes violentos nas manifestações dos “coletes amarelos”, que decorrem pelo quinto sábado consecutivo.

Até às 10h30 horas locais (09h30 horas em Portugal continental) tinham sido detidas 43 pessoas em Paris e outras 17 pessoas nos arredores da capital francesa, de acordo com o Jornal de Notícias. As atualizações da imprensa francesa apontam agora para mais de 80 pessoas detidas.

Este é o quinto sábado consecutivo de protestos em França, apesar das novas medidas anunciadas por Emmanuel Macron, como o aumento do salário mínimo.

No último sábado, às primeiras horas da manhã, as forças de segurança tinham detido pelo menos 278 pessoas por fazerem parte de grupos suscetíveis de protagonizar atos violentos ou por estarem na posse de objetos que poderiam ser utilizados para esse fim. As manifestações envolveram cerca de 125 mil pessoas em todo o país e 10 mil na capital.

Os Campos Elísios são o epicentro dos protestos, onde as autoridades mantêm um amplo dispositivo de segurança que inclui registos de quem quer aceder à avenida. Todas as linhas de metro da zona foram cortadas e as linhas de autocarro desviadas. Para enfrentar o risco de violência estão mobilizados oito mil agentes policiais e 14 veículos blindados na capital.

Tal como na semana passada, diversos monumentos, museus e mercados parisienses encerrarão as suas portas como medida de segurança, como o Arco de Triunfo, o Panteão, a Sainte-Chapelle e o Museu de Arte Moderno.

Desta vez estarão abertos outros pontos turísticos, como a Torre Eiffel, o Museu do Louvre, a Ópera da Bastilha o Museu do Homem e os grandes armazéns – os Lafayette e os BHV.

Apelo à calma ignorado

Ignorando o apelo feito na sexta-feira por Macron, segundo quem o país “precisa de calma, de ordem, de retomar o funcionamento normal” e “o diálogo não se faz com a ocupação do espaço público e com a violência”, os “coletes amarelos”, mobilizados há um mês contra a política governamental para exigir mais justiça social, convocaram para este sábado novas concentrações em Paris.

“Este é precisamente o momento em que não devemos ceder, devemos continuar”, instou na quinta-feira um dos iniciadores do movimento, Eric Drouet, num vídeo na rede social Facebook. “O que Macron fez na segunda-feira é um apelo para que continuemos, porque ele está a começar a ceder alguma coisa e, vindo dele, isso é invulgar”, acrescentou.

Após quatro sábados de mobilização, três dos quais marcados por graves distúrbios e violência, que deixaram o Governo em dificuldades, alguns defendem agora um apaziguamento.

Após o atentado terrorista de terça-feira à noite em Estrasburgo, que fez quatro mortos e 12 feridos, houve também diversos apelos para que a contestação social fosse suspensa enquanto decorria a caça ao homem. Mas, como o autor do ataque, Chérif Chekatt, foi abatido na quinta-feira pela polícia, esse argumento deixou de se aplicar.

Seis pessoas morreram e centenas ficaram feridas durante os bloqueios de ruas e manifestações realizados desde 17 de novembro. Segundo a Amnistia Internacional, 1.407 foram feridas durante os protestos, 46 das quais com gravidade, e 717 foram agentes da polícia, da guarda e bombeiros.

MC,ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Ex-governador brasileiro condenado a mais de 10 anos de prisão

O ex-governador do estado brasileiro de Minas Gerais foi condenado, esta quinta-feira, a uma pena de 10 anos e seis meses de prisão pela Justiça Eleitoral do país. Fernando Pimentel foi considerado culpado dos crimes de …

Áudio das viagens na Uber vai poder ser gravado

A partir de dezembro, a Uber vai passar a oferecer aos utilizadores no Brasil e no México a possibilidade de gravar o áudio da viagem com o objetivo de melhorar a segurança do motorista e …

Mourinho quer ser campeão no próximo ano (e não precisa de reforços)

O treinador português foi oficialmente apresentado como técnico do Tottenham, esta quinta-feira, e diz que já tem em vista a conquista do campeonato na próxima época. José Mourinho admitiu hoje que o título de campeão inglês …

Casal homossexual de pinguins "roubou" um ovo para poder ter a sua família

Um casal homossexual de pinguins de um jardim zoológico na Holanda estava tão ansioso por ter as suas crias que não resistiu à tentação e acabou por roubar um ovo de outro par. De acordo com …

Gabriel renova contrato com o Benfica até 2024

O médio brasileiro renovou contrato por mais uma época com o Benfica, até 2024, anunciou, esta quinta-feira, o clube no seu site oficial. "Estou muito feliz com esta renovação por mais um ano, é uma forma …

Malta Files permitiu ao Fisco recuperar milhões. Rui Pinto diz que foi um dos denunciantes

O pirata informático assumiu, esta quinta-feira, ter sido um dos denunciantes dos Malta Files, que permitiu ao Fisco identificar cidadãos e empresas portugueses que se aproveitaram do regime fiscal maltês para pagar menos impostos. "De acordo …

Há 5 anos que aparecem maços de notas nas ruas de uma aldeia inglesa (e ninguém sabe porquê)

Os residentes de uma aldeia inglesa andam a descobrir maços de notas nas ruas desde 2014. Um mistério que, até agora, ninguém conseguiu explicar. Mas há várias teorias e uma envolve o Pai Natal! O dinheiro …

Em 2018, só nove crianças foram colocadas em famílias de acolhimento

Apenas nove crianças tiveram uma medida de proteção em regime de acolhimento familiar em 2018, sendo que quase todas as crianças sinalizadas pelas comissões de menores ficaram na família, a maioria junto dos pais. De acordo …

Militar da GNR diz que droga apreendida na "casinha" era da Juve Leo

Decorreu, esta quinta-feira, a terceira sessão do julgamento da invasão à academia do Sporting, que decorre no tribunal de Monsanto, em Lisboa. O militar da GNR João Oliveira admitiu hoje, em tribunal, que a posse da …

Continental vai acabar com 5500 empregos em todo o mundo até 2028

A alemã Continental vai suprimir 5.500 empregos no mundo até 2028, num contexto de abrandamento conjuntural e de queda da procura por motores a combustão, anunciou esta quarta-feira o fornecedor automóvel germânico. Com o objetivo de …