Paris “fecha” este sábado para protestos dos “Coletes Amarelos”

Etienne Laurent / EPA

Monumentos, lojas e restaurantes fechados; jogos adiados e mais de 8000 polícias nas ruas: Paris vai “fechar” para um sábado de confrontos.

Alguns dos monumentos e museus mais famosos de Paris, como a Torre Eiffel e o Museu do Louvre, vão estar fechados este sábado. A capital francesa prepara-se desta forma para um sábado violento de confrontos, sendo que uma das medidas decretadas passa pelo encerramento preventivo dos espaços culturais e turísticos mais famosos da cidade.

Esta medida surge depois de o Arco do Triunfo ter sido danificado nos protestos dos “Coletes Amarelos” do último fim de semana. O encerramento foib anunciado por Franck Riester, ministro da Cultura francês, às rádio RTL. “Conhecemos a ameaça, não podemos correr o risco.”

No entanto, esta é apenas uma das medidas. A polícia francesa pediu também a restaurantes e lojas, nos Campos Elísios e noutras artérias comerciais da cidade, que permaneçam fechadas e que retirem da rua tudo o que possa correr o risco de ser arremessado.

Além disso, destaca o Diário de Notícias, seis jogos de futebol, inicialmente previstos para este sábado, foram adiados. Foi o caso dos encontros entre o PSG e o Montpellier, entre o Mónaco e o Nice e o Toulouse-Lyon.

Edouard Philippe, primeiro-ministro francês, adiantou ainda que vão estar 89 mil polícias de serviço este sábado. Só na capital francesa, 8000 polícias vão estar atentos aos protestos, apoiados por uma dúzia de veículos blindados.

“Estamos a enfrentar pessoas que não estão aqui para protestar, mas para destruir, e queremos ter os meios para não lhes dar rédea livre“, apelou o líder do Executivo.

Este é o quarto sábado consecutivo dos protestos dos “Coletes Amarelos”. No último sábado, ocorreram graves confrontos na capital francesa.

Na origem destas manifestações está o imposto sobre os combustíveis, medida que foi suspensa na última terça-feira. No entanto, esta suspensão não surtiu grande efeito, com os organizadores a prometerem um renovado entusiasmo para as manifestações deste fim de semana.

No último sábado, várias ruas parisienses foram transformadas em autênticos campos de batalha campal, com as forças policiais a serem obrigadas a usar gás lacrimogéneo, granadas de atordoamento e canhões de água para dispersar os manifestantes.

No início da próxima semana, o Presidente francês vai falar aos franceses sobre os “Coletes Amarelos”, até porque o silêncio de Emmanuel Macron tem sido bastante criticado nas redes sociais.

Além disso, outro tema que mobiliza os internautas é a mobilização policial que estará à espera do protesto, com muitos a acusarem as autoridades de quererem intimidar os manifestantes.

Gás lacrimogéneo e mais de 500 detidos

Pouco depois das 09h00 locais (08h00 em Lisboa) registaram-se, segundo o Sapo24, situações de tensão entre os manifestantes e a polícia francesa, que impediu os “Coletes Amarelos” de atravessar a avenida nas proximidades do Palácio do Eliseu. Cerca de uma hora depois, a polícia lançou gás lacrimogéneo para dispersar a multidão.

O El País avança que já foram detidos para interrogatório 548 pessoas por  “participação em grupo com o objetivo de preparar atos de violência contra pessoas ou destruição”. Estes números são já mais altos do que nos sábados anteriores, embora ainda não haja registo de incidentes graves.

Nas ruas, ouve-se os manifestantes a cantar A Marselhesa, hino francês, e gritar “Macron, renuncia”.

Antes até do início da manifestação, as autoridades francesas tinham já detido para interrogatório centenas de pessoas.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Série da Netflix faz disparar venda de jogos de xadrez nos Estados Unidos

A série "The Queen’s Gambit", da plataforma de streaming Netflix, que retrata a ascensão de uma jovem jogadora de xadrez na década de 1950, fez disparar as vendas deste jogo de tabuleiro nos Estados Unidos. …

Novo comité central do PCP eleito com 98,5%

O novo comité central do PCP foi este domingo eleito no XXI congresso nacional dos comunistas, em Loures, com 98,5% dos votos. Dos 611 delegados, 602 votaram a favor, seis abstiveram-se e três votaram contra na …

Elefante salvo de um poço profundo na Índia. Resgate durou 14 horas

Uma equipa de 50 pessoas ajudou a salvar um elefante que tinha caído num poço profundo em Dharmapuri, no sul da Índia. Moradores locais atiraram folhas de bananeira para o animal comer antes de ser …

Santa Clara 0-1 Porto | Magia de Díaz resolve jogo pobre

Missão cumprida. O Porto viajou até aos Açores para defrontar o Santa Clara e leva na bagagem os três pontos. Mas não o conseguiu com brilhantismo, longe disso. A eficácia foi a palavra de ordem, num …

Raro pinguim totalmente branco encontrado nas Ilhas Galápagos

Um raro pinguim com o corpo totalmente "pintado" de branco foi encontrado no arquipélago das Galápagos, no Equador. Em comunicado, o Parque Nacional das Galápagos detalha que o raro espécime foi encontrado enquanto um guia fazia …

A China tem 8 milhões de cegos, mas apenas 200 cães-guia. Há uma razão

A China tem 8 milhões de cegos, mas apenas 200 cães-guia. As cidades populosas, as vias não adaptadas, as poucas escolas de treino e a própria população são entraves à existência destes companheiros (e verdadeiros …

Governo das Ilhas Salomão quer banir o Facebook para preservar a União Nacional

O Governo das lhas Salomão quer banir temporariamente a rede social Facebook numa tentativa de combater o cyberbullying e a difamação, alegando que a plataforma está a "minar" a União Nacional. A decisão, que já …

Sob o nariz dos militares norte-coreanos, ex-ginasta salta muro de 3 metros e foge para a Coreia do Sul

Um homem norte-coreano que queria escapar da sua terra natal deu um salto de quase três metros num muro no início deste mês. O salto, que ocorreu sob os narizes dos soldados, trouxe-o para a …

Islândia quer tornar-se um refúgio para o teletrabalho. Mas não é para todos

A Islândia fez uma série de alterações no seu programa de vistos de trabalho remoto para cidadãos foram do espaço Schengen, tendo como objetivo tornar-se num destino atraente para os trabalhadores que procuram escapar dos …

Hospitais britânicos preparam-se para receber vacina Pfizer a 7 de dezembro

Os hospitais britânicos foram instruídos a estarem preparados para receber a vacina contra a covid-19 em menos de 10 dias. As equipas dos hospitais públicos do Reino Unido devem ter as equipas preparadas para começar a …