Quebra-gelo americano a caminho da Antártida para ajudar

Um quebra-gelo norte-americano partiu este domingo rumo à Antártida para ajudar a libertar um navio chinês e um russo, presos no gelo, após o resgate, esta semana, de 52 passageiros encurralados desde o Natal.

O “Polar Star”, quebra-gelo da guarda costeira dos Estados Unidos, respondeu ao pedido de auxílio ao navio russo “Akademik Shokalskiy“, que se encontra imobilizado desde 24 de dezembro, a cerca de 100 quilómetros a leste da base francesa Dumont d’Urville, feito pelas autoridades australianas.

O Polar Star vai também tentar libertar, o quebra-gelo chinês “Xue Long” (Snow Dragon), navio a partir do qual foram resgatados, através de helicóptero, os passageiros do navio russo, numa operação realizada na quinta-feira.

O “Xue Long” acabou por ficar encurralado, com a China a prometer envidar “todos os esforços” na assistência ao navio, cercado por gelo de até quatro metros de espessura, que se encontra “bloqueado” a 21 quilómetros de mar aberto, de acordo com a agência Xinhua, que tem jornalistas a bordo.

As plataformas de gelo flutuantes e o posicionamento, em constante mudança, de um icebergue tornam perigosas quaisquer tentativas de evacuação. Contudo, uma ‘janela’ poder-se-á abrir na segunda-feira.

“As previsões meteorológicas e o estado do próprio gelo apontam para a possibilidade de se verificarem condições favoráveis na segunda-feira, com ventos passíveis de afastar o gelo, proporcionando uma boa oportunidade para que o ‘Xue Long’ sair”, disse o responsável pelos programas chineses na Antártida, Qu Tanzhou, citado pelo jornal China Daily.

Se tal não for possível e se outros planos de resgate fracassarem, fazendo com que o navio fique encalhado “por um longo período de tempo — o que é, de facto, muito raro –, então teremos de proceder à retirada das pessoas que se encontram a bordo e deixar o navio lá”, acrescentou Qu Tanzhou.

A missão do “Xue Long” — a 30.ª da China no continente gelado — que inclui a construção de uma nova base de investigação e de outro local de inspeção para uma gama variada de pesquisas científicas, vai ter agora de ser revista, disse.

O “Polar Star”, que deixou os Estados Unidos no início de dezembro, para abrir um canal para os navios que abastecem a estação científica norte-americana de MacMurdo, zarpou este domingo da cidade australiana de Sydney, com material e provisões, indicou a Autoridade de Segurança Marítima australiana.

O navio, de 122 metros, com capacidade para ‘rachar’ gelo de até 1,8 metros de espessura a uma velocidade de três nós (cerca de 5 km/hora) e até seis metros, caso use outras manobras, deverá demorar uma semana a alcançar a zona.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Depois da polémica, Hank Azaria deixa de dar voz a Apu dos "Simpsons"

O ator que dá voz à personagem indiana Apu Nahasapeemapetilon, da série "Os Simpsons", anunciou que vai deixar de o fazer, depois de vários anos de polémica. Segundo a BBC, Hank Azaria anunciou, este fim-de-semana, que …

"Parasite" vence prémio principal do Sindicato dos Atores dos EUA

O filme do realizador sul-coreano Bong Joon-ho venceu, no domingo, o prémio mais importante do Sindicato dos Atores dos Estados Unidos (SAG), tornando-se o primeiro filme em língua estrangeira a receber tal distinção. A comédia negra …

Cientistas criam método inovador para tratamento de lesões agudas da pele

Investigadores do Centro de Neurociências e Biologia Celular (CNC) de Coimbra desenvolveram um método “inovador e sensível à luz”, que poderá ser útil no tratamento de lesões agudas da pele. Um grupo de investigadores do CNC …

Elon Musk quer enviar 10 mil pessoas a Marte até 2050

O CEO da Space X, Elon Musk, quer construir cem naves por ano e levar pelo menos dez mil pessoas a Marte até 2050, embora os protótipos das naves espaciais Starship ainda estejam sujeitos a …

Como será um iPhone daqui a um milhão de anos? Artista mostra o impacto de lixo eletrónico

https://vimeo.com/386000590 A exposição The World After Us: Imaging techno-aestethic futures tem instalações onde se pode ver a natureza a tomar conta de telemóveis, computadores, tablets e outros dispositivos, mostrando que dificilmente se desintegrarão nos próximos anos. Os …

Marca japonesa acusada de apropriação cultural por perucas de modelos

A marca japonesa Comme Des Garçons foi acusada de apropriação cultural devido às perucas usadas pelos seus modelos caucasianos num desfile na Paris Fashion Week, em França. De acordo com a BBC, as perucas com tranças …

Índia suspende a construção da primeira linha do comboio ultra-rápido Hyperloop

As autoridades estatais do estado indiano de Maharashtra decidiram suspender a construção da primeira linha do comboio ultra-rápido Hyperloop, que iria ligar as movimentadas cidades de Bombaim e Pune. O Governo local decidiu não avançar para …

Regina Duarte inicia "período de testes" na Secretaria da Cultura do Brasil

A atriz brasileira afirmou, esta segunda-feira, que iniciou um "período de testes" na Secretaria Especial da Cultura, pasta que foi convidada a liderar após a exoneração de um governante que parafraseou um discurso nazi. "Nós vamos …

Malásia devolve 150 contentores ilegais de lixo a países desenvolvidos

As autoridades da Malásia anunciaram, esta segunda-feira, que devolveram 150 contentores ilegais de lixo para os seus países de origem e afirmaram que não se querem tornar num "aterro sanitário" dos países desenvolvidos. Os países da …

Vietname contorna Huawei ao desenvolver tecnologia própria para o 5G

O maior grupo de telecomunicações do Vietname vai implementar este ano o 5G com recurso à sua própria tecnologia, contornando os chineses da Huawei, num sinal das implicações geopolíticas da rede de quinta geração. A empresa …