Quebra-gelo americano a caminho da Antártida para ajudar

Um quebra-gelo norte-americano partiu este domingo rumo à Antártida para ajudar a libertar um navio chinês e um russo, presos no gelo, após o resgate, esta semana, de 52 passageiros encurralados desde o Natal.

O “Polar Star”, quebra-gelo da guarda costeira dos Estados Unidos, respondeu ao pedido de auxílio ao navio russo “Akademik Shokalskiy“, que se encontra imobilizado desde 24 de dezembro, a cerca de 100 quilómetros a leste da base francesa Dumont d’Urville, feito pelas autoridades australianas.

O Polar Star vai também tentar libertar, o quebra-gelo chinês “Xue Long” (Snow Dragon), navio a partir do qual foram resgatados, através de helicóptero, os passageiros do navio russo, numa operação realizada na quinta-feira.

O “Xue Long” acabou por ficar encurralado, com a China a prometer envidar “todos os esforços” na assistência ao navio, cercado por gelo de até quatro metros de espessura, que se encontra “bloqueado” a 21 quilómetros de mar aberto, de acordo com a agência Xinhua, que tem jornalistas a bordo.

As plataformas de gelo flutuantes e o posicionamento, em constante mudança, de um icebergue tornam perigosas quaisquer tentativas de evacuação. Contudo, uma ‘janela’ poder-se-á abrir na segunda-feira.

“As previsões meteorológicas e o estado do próprio gelo apontam para a possibilidade de se verificarem condições favoráveis na segunda-feira, com ventos passíveis de afastar o gelo, proporcionando uma boa oportunidade para que o ‘Xue Long’ sair”, disse o responsável pelos programas chineses na Antártida, Qu Tanzhou, citado pelo jornal China Daily.

Se tal não for possível e se outros planos de resgate fracassarem, fazendo com que o navio fique encalhado “por um longo período de tempo — o que é, de facto, muito raro –, então teremos de proceder à retirada das pessoas que se encontram a bordo e deixar o navio lá”, acrescentou Qu Tanzhou.

A missão do “Xue Long” — a 30.ª da China no continente gelado — que inclui a construção de uma nova base de investigação e de outro local de inspeção para uma gama variada de pesquisas científicas, vai ter agora de ser revista, disse.

O “Polar Star”, que deixou os Estados Unidos no início de dezembro, para abrir um canal para os navios que abastecem a estação científica norte-americana de MacMurdo, zarpou este domingo da cidade australiana de Sydney, com material e provisões, indicou a Autoridade de Segurança Marítima australiana.

O navio, de 122 metros, com capacidade para ‘rachar’ gelo de até 1,8 metros de espessura a uma velocidade de três nós (cerca de 5 km/hora) e até seis metros, caso use outras manobras, deverá demorar uma semana a alcançar a zona.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

China diz que detidos em Xinjiang estão "formados" e "vivem felizes"

Um alto quadro do regime chinês afirmou, esta segunda-feira, que os membros de minorias étnicas chinesas de origem muçulmana mantidos em "centros de treino vocacional" no extremo oeste do país já se "formaram" e levam …

Greve geral volta a parar França. Filas de trânsito chegam aos 620 quilómetros

Os acessos a Paris estão, esta manhã, muito complicados devido ao quinto dia de greve contra a reforma das pensões e que afeta sobretudo a rede de transportes na capital francesa. De acordo com as autoridades, …

"Mário Centeno está a perder influência no Governo". Os (maus) sinais para o Orçamento de Estado 2020

A proposta de Orçamento do Estado para 2020 [OE 2020] vai ser apresentada daqui a uma semana e alguns economistas antecipam os riscos do documento, falando de uma "situação potencialmente perigosa para as contas públicas" …

Utilizadores russos do Reddit terão divulgado documentos comprometedores sobre o Brexit

A rede social Reddit anunciou ter concluído que utilizadores russos estiveram na origem da divulgação de documentos confidenciais do governo britânico sobre as negociações comerciais do Brexit. O Reddit anunciou, num comunicado citado pela Associated Press, …

Concorrência quer novas regras para fidelizações nas telecomunicações

A Autoridade da Concorrência (AdC) quer mudanças nas regras impostas pelas operadoras de telecomunicações nos contratos de fidelização. Segundo um relatório da AdC, ao qual o Jornal de Negócios teve acesso e que será esta segunda-feira …

Se Trump fosse julgado perante um júri, seria condenado "em três minutos"

Caso o processo de impeachment avance, e Trump seja apresentado perante um júri, Jerry Nadler acredita que o presidente norte-americano seria considerado culpado "em três minutos". O presidente da comissão de Justiça da Câmara dos Representantes, …

Sangue, lágrimas e crianças escoltadas na primeira despromoção da história do Cruzeiro

O Cruzeiro desceu de divisão pela primeira vez na sua história. O último jogo do campeonato, que selou a despromoção, ficou marcado por episódios violentos entre adeptos e polícia. O cenário vivido no 'Mineirão', este domingo, …

Movimento "Convergência" prepara moção para convenção do Bloco (mas rejeita cisão)

Largas dezenas de elementos do Bloco de Esquerda (BE) estiveram reunidos para preparar uma moção para apresentar na próxima convenção do partido, mas rejeitam estar a criar uma nova tendência ou a preparar uma cisão. João …

Empresário lesou Fisco em 60 milhões, mas não tem de devolver nada

Um empresário do setor do ouro condenado a sete anos de prisão por fraude fiscal agravada não terá de devolver nenhuma parte dos 60 milhões de euros de prejuízo que deu ao Estado por não …

Maioria das pistolas Glock roubadas da PSP pode ter estado sempre com a polícia

Luís Gaiba defende que a contagem do armamento não estava atualizada e que, por isso, a maioria das armas alegadamente desaparecidas pode nunca ter saído da posse da polícia. O agente Luís Gaiba, suspeito do roubo …