Quebra-gelo americano a caminho da Antártida para ajudar

Um quebra-gelo norte-americano partiu este domingo rumo à Antártida para ajudar a libertar um navio chinês e um russo, presos no gelo, após o resgate, esta semana, de 52 passageiros encurralados desde o Natal.

O “Polar Star”, quebra-gelo da guarda costeira dos Estados Unidos, respondeu ao pedido de auxílio ao navio russo “Akademik Shokalskiy“, que se encontra imobilizado desde 24 de dezembro, a cerca de 100 quilómetros a leste da base francesa Dumont d’Urville, feito pelas autoridades australianas.

O Polar Star vai também tentar libertar, o quebra-gelo chinês “Xue Long” (Snow Dragon), navio a partir do qual foram resgatados, através de helicóptero, os passageiros do navio russo, numa operação realizada na quinta-feira.

O “Xue Long” acabou por ficar encurralado, com a China a prometer envidar “todos os esforços” na assistência ao navio, cercado por gelo de até quatro metros de espessura, que se encontra “bloqueado” a 21 quilómetros de mar aberto, de acordo com a agência Xinhua, que tem jornalistas a bordo.

As plataformas de gelo flutuantes e o posicionamento, em constante mudança, de um icebergue tornam perigosas quaisquer tentativas de evacuação. Contudo, uma ‘janela’ poder-se-á abrir na segunda-feira.

“As previsões meteorológicas e o estado do próprio gelo apontam para a possibilidade de se verificarem condições favoráveis na segunda-feira, com ventos passíveis de afastar o gelo, proporcionando uma boa oportunidade para que o ‘Xue Long’ sair”, disse o responsável pelos programas chineses na Antártida, Qu Tanzhou, citado pelo jornal China Daily.

Se tal não for possível e se outros planos de resgate fracassarem, fazendo com que o navio fique encalhado “por um longo período de tempo — o que é, de facto, muito raro –, então teremos de proceder à retirada das pessoas que se encontram a bordo e deixar o navio lá”, acrescentou Qu Tanzhou.

A missão do “Xue Long” — a 30.ª da China no continente gelado — que inclui a construção de uma nova base de investigação e de outro local de inspeção para uma gama variada de pesquisas científicas, vai ter agora de ser revista, disse.

O “Polar Star”, que deixou os Estados Unidos no início de dezembro, para abrir um canal para os navios que abastecem a estação científica norte-americana de MacMurdo, zarpou este domingo da cidade australiana de Sydney, com material e provisões, indicou a Autoridade de Segurança Marítima australiana.

O navio, de 122 metros, com capacidade para ‘rachar’ gelo de até 1,8 metros de espessura a uma velocidade de três nós (cerca de 5 km/hora) e até seis metros, caso use outras manobras, deverá demorar uma semana a alcançar a zona.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Tribunal dos Estados Unidos confirma 18 anos de prisão para familiares de Maduro

Um tribunal de apelação de Nova Iorque ratificou a condenação a 18 anos de prisão de dois familiares do Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, por conspiração para enviar droga para os Estados Unidos. "Fica ordenado, julgado …

Ana Gomes espera "verdadeiro Portugal Leaks" com Rui Pinto a colaborar com a justiça

A antiga eurodeputada Ana Gomes considerou que “é um verdadeiro Portugal Leaks” que se pode esperar a partir de agora, depois de Rui Pinto aceitar colaborar com a justiça portuguesa. O criador do Football Leaks e …

Exames nacionais adiados. Terceiro período arranca a 14 de abril (mas à distância)

Esta quinta-feira, António Costa falou ao país para anunciar que o 3.º período irá recomeçar no dia 14 de abril, mas sem aulas presenciais. Os exames nacionais do ensino secundário foram adiados para julho e …

TAP. Estado equaciona reformas antecipadas sem penalizações

O Jornal Económico escreve esta quinta-feira que o Estado pondera avançar com reformas antecipadas sem penalizações na TAP, visando assim diminuir o impacto da pandemia de covid-19 na companhia aérea portuguesa. Apesar de a empresa ter …

Santa Maria ganha 40 camas para os cuidados intensivos

A maior unidade hospitalar do país reforçou capacidade dos Cuidados Intensivos para os doentes infetados, passando das atuais 80 camas para cerca de 120. O Hospital Santa Maria, em Lisboa, vai quadruplicar a sua capacidade …

"Isto é criminoso". Estivadores dizem que há risco de portos pararem

"Da forma como estamos a trabalhar nos portos, corremos o risco de todo o contingente ficar parado, porque não há nenhum cuidado em termos de criar equipas rotativas", garantiu o líder sindical. O presidente do Sindicato …

Demitiu-se o diretor do serviço de cirurgia e transplantação do Curry Cabral

Américo Martins demitiu-se esta quarta-feira por ter visto impedida a proposta de reorganização com circuitos independentes no hospital. O diretor do Serviço de Cirurgia Geral e Transplantação do Hospital Curry Cabral, Américo Martins, demitiu-se esta quarta-feira …

Bancos impedidos de cobrar comissões por operações digitais. Acesso a jogos online limitados

Os bancos vão ficar impedidos de cobrar comissões por operações de pagamento através de plataformas digitais dos prestadores de serviços, segundo uma proposta do PEV com alterações do PS aprovada no Parlamento. O projeto de lei …

Pessoas assintomáticas devem usar máscara, diz Centro Europeu de Controlo de Doenças

Num relatório divulgado na quarta-feira, o Centro Europeu de Controlo de Doenças (ECDC) referiu que as máscaras podem reduzir a propagação do novo coronavírus de pessoas assintomáticas, recomendando a sua utilização. De acordo com o Público, …

Portugal ultrapassa as 400 vítimas mortais. Cordão sanitário em Castro Daire equacionado

Portugal regista esta quinta-feira 409 mortos associados à covid-19, mais 29 do que na quarta-feira, e 13.956 infetados (mais 815), segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS). Trata-se de um aumento de 6% …