Ninguém quer publicar as memórias de Woody Allen

O cineasta Woody Allen tentou vender as suas memórias a pelo menos quatro editoras, que rejeitaram a oferta, nm momento difícil para o diretor após o ressurgimento de acusações de abuso sexual à sua filha adotiva, Dylan Farrow.

Executivos de várias editoras confirmaram ao The New York Times que um agente representando Allen ofereceu as suas memórias no final do ano passado. Os editores decidiram não fazer ofertas, em grande parte “por causa da publicidade negativa” que pode ter resultado do trabalho com Allen.

De facto, alguns editores até se recusaram a ler o material, um manuscrito completo e usaram a palavra “tóxico” ao descrever os desafios de trabalhar com Allen no ambiente atual. Assim, especificaram que, embora o cineasta continue a ser uma figura cultural importante, os riscos comerciais de publicar algumas das suas memórias eram muito desanimadores.

Enquanto fontes próximas ao diretor consultado pelo jornal não responderam, um agente de Allen, John Burnham, ICM Partners, recordou que “o mantra padrão para trabalhar com Allen é que não pode se falar sobre o seu negócio.”

O escritor, de 82 anos, nega desde o início as acusações da filha. Mas, apesar das inúmeras inconsistências nas acusações, apontadas pelos que acreditam na inocência de Woody Allen, a sua carreira foi claramente afetada pela denúncia de Dylan Farrow.

Colin Firth disse que não voltaria a trabalhar com Allen, chega agora também a notícia de que o seu mais recente filme, “A Rainy Day in New York”, cuja estreia estava prevista ainda para este ano, pode não chegar a ser lançado.

Este silêncio editorial é um novo golpe na carreira e no legado de Allen, atualmente imerso numa batalha legal com a Amazon. A gigante do audiovisual cancelou o seu contrato de quatro filmes com o diretor e, em resposta, Allen processou a empresa por 68 milhões de dólares.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Um absurdo o que estão fazendo com esse génio. Uma injustiça. Sem palavras para descrever tamanha indignação. Eu sou apaixonada pela sua obra. Sua inteligência, seu humor debochado.

      • Ah sim? E que bom senso revela você? É o do tipo “Maria vai com as outras”! Só mais uma “achega’ o homem foi investigado por duas instituições policiais independentes e nenhuma delas deu qualquer sustentação a estas acusações! É que além do ódio fumentafo pela Farrow nada há mais nada.

        • Perfeita colocação. Não se pode condenar alguém sem provas. É lamentável o que fazem com esse génio. O nome dele está escrito na história do cinema e nada irá mudar isso.

RESPONDER

Misteriosos muros cercam alguns dos lagos da exótica Titã

Alguns do 600 lagos de hidrocarbonetos que pontinham a superfície de Saturno, a lua exótica de Titã, estão cercados por muros que os limitam completamente a distâncias de até 30 metros, revelou um novo estudo. A …

A Microsoft quer usar a inteligência artificial para salvar a nossa história

https://vimeo.com/349508365 Muitas pessoas olham para a tecnologia como a ameaça que vai condenar a nossa espécie, mas a Microsoft planeia agora usar inteligência artificial para preservar a nossa cultura, linguagem e história. O projeto "AI for Good", …

Uber cobrou 100 vezes mais a passageiros nos Estados Unidos

Vários passageiros da Uber nos Estados Unidos denunciaram que a empresa lhes cobrou 100 vezes mais do que o preço inicialmente apresentado na aplicação, noticia a BBC. A Uber já reagiu, dizendo que o problema …

Barbie alia-se à ESA para mostrar que as mulheres também podem ser astronautas

A Barbie e a Agência Espacial Europeia (ESA) deram as mãos para incentivar as crianças a tornarem-se na próxima geração de astronautas, engenheiras e cientistas espaciais, realçando as conquistas da única astronauta viva da Europa, …

Filho de Júlio Iglesias e portuguesa querem a sua parte da herança, que pode chegar aos 30 milhões

Agora que foi reconhecido, pelo tribunal, como filho de Júlio Iglesias, Javier Sánchez quer ter direito à sua parte da herança - 30 milhões de euros - e a uma indemnização por danos morais. Segundo divulgou …

Na terceira semana de julho contam-se cisnes no rio Tamisa (e é um assunto real)

Há vários séculos que contar cisnes no rio Tamisa é um assunto sério e real. Swan upping é o nome desta tradição que conta com a participação da coroa britânica. A tradição manda: na terceira semana …

Ciborgues vão dominar a Terra até ao final do século XXI, diz cientista

A ideia de que as máquinas com inteligência artificial irão coexistir, dominar ou até mesmo destruir a humanidade tem ganho destaque na ficção científica. Esta ideia está presente e tem ganho grande popularidade como, por exemplo, …

Concorrência acusa associações de anunciantes e de agências de publicidade de violarem regras de mercado

A Autoridade da Concorrência (AdC) acusou a Associação Portuguesa de Anunciantes (APAN) e a Associação Portuguesa de Agências de Publicidade, Comunicação e Marketing (APAP) "de limitarem o normal funcionamento do mercado ao estipularem uma regra …

Vídeo raro mostra últimos índios isolados da Amazónia para evitar um genocídio

Imagens da tribo isolada Awá, que não mantém contacto com o exterior e que está ameaçada pelo avanço dos madeireiros, na Amazónia, foram divulgadas pela organização não-governamental (ONG) Survival International como uma forma de alerta …

KLM citou estudo sobre lugares onde é mais provável sobreviver

Citando um estudo da Time, a companhia aérea KLM escreveu que "a taxa de mortalidade para os assentos no meio do avião é maior" e foi muito criticada. Após a polémica recente em que a tripulação …