Ninguém quer publicar as memórias de Woody Allen

O cineasta Woody Allen tentou vender as suas memórias a pelo menos quatro editoras, que rejeitaram a oferta, nm momento difícil para o diretor após o ressurgimento de acusações de abuso sexual à sua filha adotiva, Dylan Farrow.

Executivos de várias editoras confirmaram ao The New York Times que um agente representando Allen ofereceu as suas memórias no final do ano passado. Os editores decidiram não fazer ofertas, em grande parte “por causa da publicidade negativa” que pode ter resultado do trabalho com Allen.

De facto, alguns editores até se recusaram a ler o material, um manuscrito completo e usaram a palavra “tóxico” ao descrever os desafios de trabalhar com Allen no ambiente atual. Assim, especificaram que, embora o cineasta continue a ser uma figura cultural importante, os riscos comerciais de publicar algumas das suas memórias eram muito desanimadores.

Enquanto fontes próximas ao diretor consultado pelo jornal não responderam, um agente de Allen, John Burnham, ICM Partners, recordou que “o mantra padrão para trabalhar com Allen é que não pode se falar sobre o seu negócio.”

O escritor, de 82 anos, nega desde o início as acusações da filha. Mas, apesar das inúmeras inconsistências nas acusações, apontadas pelos que acreditam na inocência de Woody Allen, a sua carreira foi claramente afetada pela denúncia de Dylan Farrow.

Colin Firth disse que não voltaria a trabalhar com Allen, chega agora também a notícia de que o seu mais recente filme, “A Rainy Day in New York”, cuja estreia estava prevista ainda para este ano, pode não chegar a ser lançado.

Este silêncio editorial é um novo golpe na carreira e no legado de Allen, atualmente imerso numa batalha legal com a Amazon. A gigante do audiovisual cancelou o seu contrato de quatro filmes com o diretor e, em resposta, Allen processou a empresa por 68 milhões de dólares.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Um absurdo o que estão fazendo com esse génio. Uma injustiça. Sem palavras para descrever tamanha indignação. Eu sou apaixonada pela sua obra. Sua inteligência, seu humor debochado.

      • Ah sim? E que bom senso revela você? É o do tipo “Maria vai com as outras”! Só mais uma “achega’ o homem foi investigado por duas instituições policiais independentes e nenhuma delas deu qualquer sustentação a estas acusações! É que além do ódio fumentafo pela Farrow nada há mais nada.

        • Perfeita colocação. Não se pode condenar alguém sem provas. É lamentável o que fazem com esse génio. O nome dele está escrito na história do cinema e nada irá mudar isso.

  2. É uma vergonha o que estão a fazed com o homem, visto que não existe provas algumas
    Nem sequer circunstanciais!

RESPONDER

A Liga dos Campeões vai mudar: mais equipas e um formato inédito

O comité de competições da UEFA reuniu-se esta sexta-feira para aprovar o novo modelo da Liga dos Campeões. O novo formato vai vigorar entre 2024 e 2027. Embora ainda não tenham sido avançadas informações oficiais, o …

Depois do Sofagate, agora é von der Leyen quem está a ser acusada de quebrar o protocolo

Diplomatas da União Europeia dizem que a presidente da Comissão Europeia quebrou o protocolo, uma vez que foi o seu chefe de gabinete que respondeu ao convite da Ucrânia para que marcasse presença na cerimónia …

Há uma "possibilidade real" de trocar capitalismo pelo socialismo no século XXI, diz PCP

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, assinalou na quinta-feira os 150 anos da Comuna de Paris com um discurso de fidelidade ao ideal comunista e definiu a "substituição do capitalismo pelo socialismo" como uma …

Moçambique. Ministro da Defesa diz que ataque a Palma não coloca em causa exploração de gás

O ministro da Defesa de Moçambique, Jaime Neto, disse esta quinta-feira que o ataque à vila de Palma não coloca em causa o projeto de exploração de gás natural liderado pela petrolífera Total em Afungi, …

Nova Zelândia quer tornar a próxima geração completamente não fumadora

A Nova Zelândia anunciou um conjunto de propostas que visam banir os cigarros entre a próxima geração e aproximar o país da sua meta de ser livre de fumo até 2025. Desta forma, o Governo pretende …

Porto lança cartão da cidade para munícipes. Vantagens incluem descontos na cultura

O cartão foi lançado no dia 5 de abril e permite que os utilizadores tenham acesso a descontos em museus, teatros, piscinas e utilização gratuita do elevador dos Guindais. Destina-se aos moradores da cidade e …

Afinal, o SEF ainda não foi extinto. Governo vai publicar decreto-lei

Afinal, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) ainda não foi extinto. Segundo o Ministério da Administração Interna, o Governo vai "aprovar por decreto-lei a orgânica do novo serviço público [SEA] e as novas competências …

Mais quatro mortes e 553 casos nas últimas 24 horas

De acordo com a Direção-Geral da Saúde, Portugal registou nas últimas 24 horas 553 novos casos de covid-19 e quatro mortes associadas à doença. Portugal regista hoje mais quatro mortes relacionadas com a covid-19, 553 novos …

Familiares das vítimas do voo MH-17 na Ucrânia vão pedir indemnizações

Uma das advogadas das vítimas do voo MH-17 da Malaysia Airlines anunciou que 290 familiares apresentaram pedido de indemnização contra os quatro suspeitos do acidente. Uma advogada das vítimas do derrube do voo da Malasya Airlines …

1.º de Maio. CGTP duplica lotação, UGT festeja online com ex-ministros socialistas

As centrais sindicais voltam a estar divididas quanto às comemorações do 1.º de Maio. A CGTP vai organizar dois desfiles e duplicar a concentração na Alameda Dom Afonso Henriques; a UGT cancelou qualquer iniciativa presencial …