//

PSD tem relatório alternativo sobre o Banif (com “tiros” para todos os lados)

2

PSD / Flickr

O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho

O PSD vai apresentar um relatório alternativo com as suas conclusões sobre a Comissão de Inquérito ao Banif, culpando Mário Centeno e a incompetência do Governo no processo de resolução e apontando o dedo aos deputados da esquerda e à TVI.

O PSD diz que a Comissão Parlamentar de Inquérito ao Banif veio demonstrar que o Governo PS “não pensou prioritariamente nos interesses dos contribuintes” e que nas audições no Parlamento houve uma “posição concertada” dos partidos à esquerda.

“A CPI ao Banif demonstrou que o actual Governo não pensou prioritariamente nos interesses dos contribuintes portugueses. A dimensão das perdas para o Estado com a Resolução constitui uma enorme ajuda de Estado a um dos principais intervenientes no sistema financeiro nacional”, advoga o PSD.

A posição social-democrata integra um documento que será apresentado pelo partido na reunião da CPI na segunda-feira, onde o deputado relator, o socialista Eurico Brilhante Dias, divulgará perante os deputados a versão preliminar do relatório dos trabalhos, texto já antecipado, na sexta-feira, e que aponta que “quase tudo falhou” no Banif.

Concertação à Esquerda e incompetência do Governo

O texto do PSD, do qual a agência Lusa teve acesso a excertos, diz que o trabalho da comissão parlamentar “ficou, desde o seu início, prejudicado pela posição concertada dos deputados da maioria de apoio ao actual Governo”, a esquerda parlamentar, que inviabilizou “a realização de uma auditoria independente ao Banif e às condições da sua resolução”, em Dezembro de 2015.

“Principalmente da parte dos deputados socialistas, cedo ficou clara a indiferença relativamente a uma efectiva busca de esclarecimentos e apuramento da verdade dos factos”, diz o PSD, que é coordenado na comissão pelo deputado Carlos Abreu Amorim.

Os sociais-democratas são muito críticos para com o Executivo de António Costa, considerando que “o Governo não demonstrou sentido de Estado nem competência na defesa dos interesses dos contribuintes portugueses”.

As “deficiências” do executivo foram visíveis, de acordo com o PSD, naquilo que o partido diz serem “as contradições que o ministro das Finanças, Mário Centeno, apresentou face aos depoimentos de Vieira Monteiro, presidente da comissão executiva do Santander, de Danièle Nouy, no acatar de ordens da Direcção-geral da Concorrência Europeia sem direito de resposta e numa solução cuja legalidade parece dúbia”.

TVI contribuiu para o fracasso da venda

Nas conclusões gerais que o PSD retira da comissão, é dito que a situação do Banif “melhorou de forma significativa a partir de 2013 – era incomparavelmente melhor e mais transparente em Novembro de 2015, quando o Governo PSD e CDS-PP cessou funções, do que quando tomou posse”, e é também dado destaque à notícia da TVI sobre o eventual fecho do banco.

A notícia da TVI é materialmente falsa e contribuiu decisivamente para o fracasso do processo de venda voluntária, sendo a sua consequência mais visível a fuga de 1.030 milhões de euros em depósitos”.

“A notícia da TVI foi, ainda, instrumental para o desfecho conhecido, tendo constituído um exercício de jornalismo irresponsável e em sentido oposto dos preceitos defendidos não só no seu Código Deontológico, como no estatuto do Jornalista, factos corroborados posteriormente pela Entidade Reguladora da Comunicação [ERC]”, dizem os deputados sociais-democratas.

A ERC arrasou a TVI por causa da notícia sobre o fecho do Banif, embora aplicando uma multa quase simbólica de apenas 459 euros.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Na segunda-feira haverá uma reunião da CPI para a apresentação do relatório – e onde o PSD apresentará a sua versão e as suas conclusões da comissão – e depois haverá um dia para serem apresentadas as propostas de alteração, antes da reunião de 28 de Julho para a votação final do texto.

ZAP / Lusa

2 Comments

  1. Agora tem tudo inclusivé as soluções porque não aproveitaram enquanto eram governo para as aplicar. o bom aldrabão, cópia falsa do meu querido bugs bunny perdeu toda a pose que lhe era tão peculiar até mesmo nos momentos tristes e embaraçosos como aquele em que muito ladrou mas nada explicou aos portugueses acerca do roubo que fez à SS.

  2. Malvados do PS! Deixavam o PSD tratar das coisas. Têm tratado tão bem durante estes quatro anos e meio os “contribuintes portugueses”. A melhor solução é sempre a mais fácil: vender TUDO a preço de saldo! Viva o PSD (e já agora o CDS que tão bem fez ao país também)!

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.