PS esclarece que o seu parceiro na Grécia não é o Syriza

PASOK / Flickr

George Papandreou, antigo líder do PASOK e primeiro-ministro da Grécia entre 2009 e 2011

George Papandreou, antigo líder do PASOK e primeiro-ministro da Grécia entre 2009 e 2011

O PS afirmou esta quarta-feira que o seu parceiro na Grécia é o PASOK e que não é pelo facto de ter tido um mau resultado que deixam de ser “camaradas”, e defendeu “um equilíbrio” entre aspirações gregas e europeias.

O deputado socialista Vitalino Canas afirmou, em resposta a uma declaração política do PCP, que “os democratas em geral gostam de vencedores, respeitam os vencedores, porque os vencedores são expressão da vontade do povo, e na Grécia é assim”.

“Por isso, nós felicitamos o Syriza. Mas não se confundimos as coisas, o facto de apreciarmos e respeitarmos os vencedores não significa que nós confundamos aquilo que defendemos e não saibamos quais são os nossos parceiros”, declarou.

“Na Grécia o nosso parceiro não é o Syriza, é outro partido, e não é pelo facto ter tido um mau resultado, não ter sabido protagonizar um projeto de mudança, não é por esse facto que nós deixamos de ser camaradas desse partido e endereçamos as nossas saudações”, afirmou, numa referência ao PASOK, o partido socialista grego.

Desde sempre um dos partidos mais fortes da Grécia, o PASOK de Evangelos Venizelos e da dinastia Papandreou alternou durante décadas no poder com a Nova Democracia de Antonis Samaras.

No passado domingo, dia da vitória histórica do Syriza, os socialistas tiveram uma derrota histórica, não conseguindo melhor que a 5ª posição, com cerca de 5% dos votos.

Para Vitalino Canas, a vitória do Syriza “é mais uma demonstração de que na Europa se pretende mudança, não é a primeira demonstração, ao contrário do que alguns quiseram fazer pensar”, considerando que houve outras em França e Itália “há uma muito concreta com as alterações que a comissão europeia tem imprimido no seu rumo”.

O deputado socialista aludiu a uma “cumplicidade” entre a líder da Frente Nacional francesa, Marine Le Pen, e o Syriza, provocando protestos da bancada do BE, e também se referiu ao parceiro de coligação do primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, um partido de direita nacionalista.

“Seria uma má mudança se tivesse ganhado o projeto daqueles que se coligaram com o Syriza. Que a mudança seja a mudança que o povo grego quer que se imprima, que seja uma mudança que vai no sentido certo”, disse.

Vitalino Canas concluiu que “os primeiros sinais que vêm da Grécia são sinais que criam expectativa, são sinais de pragmatismo, são sinais de moderação”.

“Esperemos que a Europa saiba responder a esses sinais também com pragmatismo e moderação e que haja a possibilidade de se atingir um equilíbrio entre aquilo que são as pretensões do povo grego e as pretensões da Europa”, defendeu.

Vitalino Canas sublinhou ainda que o Syriza tem “defendido com clareza a permanência no euro”, ao contrário do PCP, acusou.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

O Ciclo Solar 25 vai afetar a vida na Terra (e a NASA explica como)

A cada 11 anos, o Sol inicia um novo ciclo solar, marcado por períodos de violentas erupções e explosões magnéticas. Em dezembro de 2019, teve início um novo ciclo solar. Na semana passada, a NASA e …

Criada para prevenir a guerra, a ONU enfrenta um mundo profundamente polarizado

Criada após a Segunda Guerra Mundial para evitar novos conflitos, a Organização das Nações Unidas (ONU) comemora esta segunda-feira o 75.º aniversário, num mundo polarizado que enfrenta uma pandemia, conflitos regionais, uma economia em declínio …

Mulher cai de carro em movimento enquanto grava vídeo para o Snapchat

Uma mulher, que ocupava o lugar do passageiro de um carro em movimento, caiu numa auto-estrada enquanto filmava um vídeo para a rede social Snapchat, no Reino Unido. Segundo a CNN, a mulher estava pendurada na …

Nos Estados Unidos, a venda de discos em vinil ultrapassou a de CD pela primeira vez desde 1986

Pela primeira vez desde 1986, as vendas de discos de vinil ultrapassaram as vendas de CD nos Estados Unidos em 2020. Os números foram apresentados na semana passada pela Associação Americana da Indústria de Gravação, …

Mourinho espera ganhar sem jogar

Tottenham iria defrontar o Leyton Orient mas também no Reino Unido há jogos de futebol em causa por causa do coronavírus. O encontro entre Leyton Orient e Tottenham, relativo à terceira eliminatória da Taça da Liga …

A máfia italiana tem uma nova arma de recrutamento: o TikTok

Os jovens membros da Camorra, organização criminosa aliada à máfia siciliana, estão a recorrer ao TikTok para divulgar o seu estilo de vida e recrutar novos membros. Em maio, um vídeo foi publicado no TikTok que …

Os três segredos para ter um bom sistema imunológico são gratuitos, avisa Fauci

Manter o sistema imunológico saudável é um dos fatores-chave para lidar com a covid-19, o que não implica necessariamente a toma de suplementos vitamínicos. Há uns tempos, quando confrontado com o facto de a atriz Jennifer …

Pinguim encontrado morto no Brasil com uma máscara inteira no estômago

Um espécime de pinguim-de-Magalhães (Spheniscus magellanicus) foi encontrado morto numa popular praia brasileira e a autópsia ao corpo revelou que o animal tinha no seu estômago uma máscara de proteção facial N95. O animal foi …

Trump quer restabelecer sanções ao Irão. ONU rejeita apoiar posição norte-americana

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, disse que somente apoiará a restituição de sanções ao Irão, exigidas pelos Estados Unidos (EUA), se receber luz verde do Conselho de Segurança. Numa carta dirigida …

Designer holandês desenvolve "caixão vivo" feito com fibras de fungos

Um corpo humano pode demorar cerca de uma década a decompor-se dentro de um caixão. Com o Living Cocoon, o tempo é reduzido para dois ou três anos. Bob Hendrikx, biodesigner fundador da Loop, desenvolveu e …