Proposta do PCP para passar Novo Banco para esfera pública foi chumbada

António Cotrim / Lusa

O secretário-geral do Partido Comunista Português (PCP), Jerónimo de Sousa

A recomendação ao Governo proposta pelo PCP para reverter da venda do Novo Banco, transferindo-o para a esfera pública, foi hoje chumbada no parlamento com os votos contra de PS, PSD, CDS-PP, PAN, Iniciativa Liberal e Chega.

A recomendação ao Governo proposta pelo PCP para reverter da venda do Novo Banco, transferindo-o para a esfera pública, foi hoje chumbada no parlamento com os votos contra de PS, PSD, CDS-PP, PAN, Iniciativa Liberal e Chega.

Nas votações no plenário do parlamento de hoje, o projeto de resolução do PCP que “recomenda ao Governo a reversão da alienação do Novo Banco, a sua transferência para a esfera pública e o apoio especializado às micro, pequenas e médias empresas” teve apenas os votos favoráveis dos comunistas, bloquistas, verdes e deputada não inscrita Joacine Katar Moreira, enquanto a outra deputada não inscrita Cristina Rodrigues foi a única a abster-se.

Igualmente chumbado foi o projeto de resolução da Iniciativa Liberal para condicionar à aprovação prévia da Assembleia da República o exercício dos direitos de conversão pelo Estado de créditos em capital do Novo Banco.

Esta proposta dos liberais foi recusada com os votos contra de PS, PSD, PCP e PEV e a abstenção de BE, CDS-PP e de ambas as deputadas não inscritas, tendo apenas PAN, Chega e Iniciativa Liberal votado favoravelmente.

“Se estamos a pagar a limpeza do banco com fundos públicos, então não podemos admitir que no final o banco seja entregue a um qualquer grupo privado, provavelmente um grupo estrangeiro, em vez de ser assegurado o seu controlo público”, defendeu, no debate desta semana destas iniciativas, o deputado comunista Duarte Alves.

A primeira oposição a esta ideia dos comunistas veio do deputado único da Iniciativa Liberal, João Cotrim Figueiredo, alegando que a solução dos comunistas para qualquer problema é sempre a mesma: nacionalizar.

Da bancada do CDS-PP, Cecília Meireles também se opôs à ideia da nacionalização da banca, dando um novo nome ao projeto de resolução do PCP: “é pior a emenda que o soneto”.

Já o BE, pela voz de Mariana Mortágua, considerou que “a falta de transparência maniatou o debate sobre as alternativas” do Novo Banco, admitindo que a manutenção do banco na esfera pública teria custos, mas teria a vantagem de a instituição bancária ficar “nas mãos do estado”.

Por seu turno, o deputado do PSD Duarte Pacheco considerou que há “muito para ser apurado, mas isso não significa que este debate aqui não faça sentido”.

Pelo PS, Fernando Anastácio sintetizou que “uns querem nacionalizar, outros nem querem lá ver o estado de forma nenhuma, outro não sabem o que querem”, considerando que “tem de haver um adulto na sala e que ponha um pouco de responsabilidade naquilo que é o sistema financeiro português”.

Para o PAN, segundo André Silva, “o Estado não pode continuar a ser o SOS dos prejuízos da banca e o caminho não pode ser o da nacionalização ou do reforço da participação pública no Novo Banco, como propõe o PCP”, sendo tempo de “dar um murro na mesa e fechar a torneira ao Novo Banco”.

Já o deputado único do Chega, André Ventura, considerou que todo o processo que envolve este banco “é uma grande trapalhada”, mas disse estar farto de “ouvir falar de nacionalizações” uma vez que “para o PCP é a única solução que existe em Portugal”.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Estes comunistas querem é nacionalizações, porque não pedem antes todos os bancos que dão prejuizo devem falir como uma empresa privada, se dá prejuízo vai há falência, ora os bancos são entidades privadas não temos nós contribuintes que paga ros roubos feitos pelos banqueiros.

Responder a Gas Cancelar resposta

Inflação congela pensões superiores a 658 euros. Só pensões mais baixas vão receber aumento de 10 euros

No próximo ano, as pensões mais baixas deverão receber um aumento extraordinário de 10 euros. As demais pensões ficarão congeladas em 2021. De acordo com o ECO, quando a média do crescimento real do PIB, nos …

Espanha. Governo de Aznar suspeito de adjudicações irregulares de 600 milhões de euros

As autoridades espanholas estão a investigar alegadas irregularidades em 23 adjudicações de obras públicas de cinco ministérios do último mandato de José María Aznar, ex-primeiro-ministro de Espanha, de 600 milhões de euros. Segundo noticiou esta segunda-feira …

Anthony Fauci prevê "explosão" de casos nos EUA após Dia de Ação de Graças

O epidemiologista norte-americano Anthony Fauci alertou este domingo para um forte aumento do número de contaminações por covid-19, após o feriado de Ação de Graças, marcado pelo movimento de milhões de pessoas em todo o …

Irão diz que cientista nuclear foi assassinado remotamente por Israel

O Irão despediu-se hoje, com um funeral digno dos maiores "mártires" do país, do cientista Mohsen Fakhrizadeh, que segundo um responsável iraniano foi assassinado remotamente por Israel com recurso a "aparelhos eletrónicos". Mohsen Fakhrizadeh, que segundo …

Trump insiste em rejeitar vitória de Biden. Bolsonaro diz que tem "informações" sobre "fraude"

O Presidente norte-americano, Donald Trump, disse este domingo que não desiste da rejeição da vitória do Presidente eleito Joe Biden, um democrata, insistindo nas acusações de suposta “fraude” eleitoral, apesar de os tribunais terem desvalorizado …

Lei da eutanásia pode ficar pronta em dezembro e seguir para Marcelo antes das presidenciais

A lei da eutanásia deverá estar concluída, na especialidade, em dezembro, podendo ser aprovada este ano e enviada para decisão do Presidente antes das eleições presidenciais de janeiro, disseram à Lusa fontes parlamentares. À Lusa, a …

90% dos docentes têm medo de serem infetados. Diretores das escolas ponderam abandonar o cargo

Nove em cada dez professores estão preocupados ou têm medo de estar nas escolas por considerarem que estão a ser ignoradas regras que garantem higienização e distanciamento correto em tempo de pandemia, revela um inquérito …

Rui Pinto fala em "tortura psicológica na prisão" (e critica António Costa)

O alegado pirata informático Rui Pinto criticou este domingo o primeiro-ministro António Costa no Twitter, acusando-o de desvalorizar “as questões de Estado de direito” . Numa mensagem publicada no Twitter, Rui Pinto acusou António Costa de …

Polónia avisa que mecanismo de condicionalidade pode ser usado contra Portugal

O Governo polaco avisou esta segunda-feira que o mecanismo de condicionalidade do pacote financeiro europeu, que vincula a distribuição de fundos ao Estado de Direito, poderia também ser usado no futuro contra Portugal, Espanha ou …

Apesar do apelo das autoridades, centenas de pessoas saíram à rua para fazer a festa em Guimarães

Foram muitos os nicolinos que se juntaram, na manhã deste domingo, no Centro Histórico de Guimarães. O típico cortejo do Pinheiro deveria ter-se realizado ontem à noite mas devido às restrições aplicadas no âmbito do …