Promessa de Centeno cumprida: défice é o mais baixo da democracia

-

Está oficialmente confirmado. O défice orçamental ficou nos 2,1% do PIB, em 2016, em linha com o previsto pelo Governo e cumprindo a promessa de Mário Centeno como o mais baixo da democracia portuguesa.

Na primeira notificação ao Eurostat, no âmbito do PDE, o Instituto Nacional de Estatística (INE) refere que, em contas nacionais, as que contam para Bruxelas, o défice das Administrações Públicas fixou-se em 3.807,3 milhões de euros no conjunto do ano passado, o que corresponde a 2,1% do Produto Interno Bruto (PIB).

Este valor está em linha com a última previsão do Governo, uma vez que o ministro das Finanças, Mário Centeno, garantiu no parlamento que o défice “não seria superior a 2,1% do PIB”.

O valor reportado nesta sexta-feira ao Eurostat abre a porta para que Portugal saia do Procedimento por Défices Excessivos (PDE) aplicado ao país desde 2009, por ser inferior não só ao valor de referência de 3,0% previsto no Pacto de Estabilidade e Crescimento (PEC), mas também da meta mais exigente, de um défice de 2,5% do PIB, definida para o país aquando do encerramento do processo de aplicação de sanções.

De todo o modo, o encerramento do PDE não deve acontecer antes de maio, porque, para que isso aconteça, é preciso que a correção do défice seja considerada duradoura, o que implica que o défice de 2016 não ultrapasse os 3,0% do PIB nos próximos anos (e que as previsões da Comissão Europeia da primavera para os anos de 2017 e 2018 o indiquem) e da análise ao Programa Nacional de Reformas, que o Governo tem de remeter a Bruxelas até ao fim de abril.

O défice registado em 2016 fica abaixo do défice de 4,4% do PIB registado no conjunto de 2015 (ou 7.826 milhões de euros).

“Bofetada sem mão”

Reagindo a estes dados, o PS diz que o valor do défice em 2,1% em 2016 representa “uma bofetada sem mão” a analistas e decisores políticos externos e uma “vitória” do Governo em relação aos “maus agoiros” da oposição interna.

Esta posição foi transmitida em conferência de imprensa pelo líder parlamentar do PS, Carlos César, que se congratula com os “resultados excecionais da gestão orçamental” do Governo, tanto mais que essa meta foi num difícil “enquadramento externo e da economia portuguesa”.

“Redução é boa”, mas é o “caminho errado”

O PSD considera que a redução do défice é um dado positivo para o país, mas lamenta que foi feita “pelo caminho errado”, com recurso a medidas extraordinárias e não sustentáveis.

Em declarações aos jornalistas no parlamento, o deputado do PSD Duarte Pacheco disse que, com este resultado divulgado pelo INE, o partido espera que “Portugal possa sair do Procedimento por Défice Excessivo”.

No entanto, salientou que somadas as medidas “não sustentáveis e extraordinárias” representam cerca de 1,4% do PIB, considerando que se “reduziu o défice mas com habilidades”.

“Ainda por cima temos um agravamento da dívida pública que passou os 130% do PIB [Produto Interno Bruto]. Se a redução é boa, foi por um caminho errado, que não é sustentável”, criticou.

Renegociar a dívida

Para o PCP, o valor do défice confirma que “o grande problema do país é a dívida pública”, que aumentou no ano passado e deve ser renegociada.

“A trajetória positiva do défice orçamental, que em 2016 ficou em 2,1%, teve um custo e o custo foi a redução significativa do investimento público em 2016 e a insuficiência do ritmo das medidas de reposição de direitos e rendimentos”, afirmou o deputado comunista Paulo Sá em declarações recolhidas pela Lusa.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

77 COMENTÁRIOS

  1. Com habilidades ou não, o defice aí está. Aceite pelas contas publicas e pela União Europeia. Isto é uma verdade. Quem não o soube fazer que o engula, aprenda e não arme em sabichão à procura de creditos futuros. Façam oposição ao que lhes compete e é obrigação ( para isso são pagos) e procurando servir o País e não interesses pessoais.

    • Que coisa espetacular o anterior governo recebeu um defice de 11% em 4 anos reduziu de 11 para 3 % em um ano este reduziu 0 .9 decimas e fazem tanto alarido e o outro tem de engulir o que?estao sempre a dizer que o outro falhou em toda a linha porque razao ainda nao baixaram os impostos? para nim nao melhorou nada o meu ordenado nao aumentou e os meus impostos nao baixaram aumentaram isso sim sobre os combustiveis e os automoveis o selo etc e para as pessoas que sao cegas esta tudo muito bem !!!a ver vamos onde isto vai parar o problema e que sao sempre os mesmos que vao pagar porque a os que so querem que de tudo nao sei e onde vao ir vuscar aos nossos bolcos com certeza !!!

      • Na verdade, quem reduziu o défice foram os portugueses com os sacrifícios resultantes do saque imposto pelo governo anterior e com a venda (ao desbarato) de património publico (CTT, EDP, etc, etc) – enquanto fechavam os olhos aos milhares de milhões de euros que saiam do país para offshores!…
        Se matassem todos os doentes graves e os velhotes acima dos 75 anos, certamente que baixariam o deficit de 11% para 0%!!
        .
        É verdade que o actual governo só baixou o deficit em 0,9%, mas, também não venderam o país ao desbarato nem desgraçaram ainda mais os portugueses!

          • O quê?
            Mas onde é que foi buscar essa barbaridade?
            Depois de tudo que o povo português passou (e está a passar!) , dizer o deficit “foi pago” pelo quadro comunitário de apoio é da mais pura e inqualificável estupidez…
            .
            Mas, duvido muito que tenha sequer noção do que escreveu…

            • A passagem dos 11% para os 3% foi feita por todo o povo português e com muitos sacrifícios. Dos 3% para os 2,1% foi apenas à custa da cativação de verbas na administração pública e no financiamento desta a partir do Portugal 2020. Se não está a par do que se está a passar aqui pelo burgo abstenha-se de qualificar os comentários como estúpidos e procure informar-se primeiro. Sempre evita fazer figura de urso e de desinformado.

          • Bem… pela “qualidade” dos comentários, não seria de esperar muito mais…
            .
            Não sei onde foi buscar essas (des)informação (espero que não tenha andado a “estudar” com o Relvas – que parece que está de “regresso”!), mas, escrever pérolas como: “este défice foi pago pelo quadro comunitário de apoio”, só mesmo de quem não tem noção e/ou vive numa realidade paralela!
            Parece coisas daquelas pessoas que, em pleno ano de 2017, ainda acreditam que apareceu mesmo uma santa num sobreiro em Fátima (e/ou que os desgraçados dos pastorinhos fazem milagres)!!!
            Para as pessoas minimamente informadas, o défice baixou para 2,1%, simplesmente, à custa de (mais) medidas de austeridade!!
            A principal é a quase total ausência de investimentos publico, o aumento dos impostos sobre os combustíveis (ISP), etc, etc…
            E isso é mau – mas não tão mau como vender os país ao desbarato, para, depois da “saída limpa”, nos deixarem brindes como o BANIF, a CGD, etc…

            • Vê-se bem que o senhor anda muito distraído. É mesmo de questionar se vive neste ou em outro qualquer planeta.
              Sim, o Tapado tem razão. O estado suspendeu pagamentos e novas responsabilidades a partir de metade de 2016 e desviou grande parte do quadro de apoio para financiar a máquina do estado. Bem sei que o senhor não deu por nada. Mas isso resolve-se, se abrir mais os olhos e passar mais tempo no planeta Terra.

            • “…Para as pessoas minimamente informadas…” que não é seguramente o seu caso. Limita-se à banha da cobra publicada pelo governo e dá-se por feliz.

              Bem os seus comentários chegam a ser do domínio do patético… ou da demência. Ainda não é caso para internamento mas já justificaria alguma medicação. O senhor anda alienado? Sabe o que é o quadro de apoio? Conhece os avisos? Sabe quem são os destinatários de grande parte dos concursos abertos em 2016 e 2017? Informe-se e poupe-se a comentários ridículos.
              LEIA MAIS, UM CONSELHO DO PLANO NACIONAL DE LEITURA.

            • Ah ah ah! Este não deu por nada… Hello, está aí alguém? E ainda fala nos pastorinhos… Ah ah ah ah ah

            • O que dizer de quem, pouco informado, procura abordar temas, que demonstra desconhecer, de forma catedrática? O senhor por acaso tem direito a votar? Não deveria.

            • Eh lá….
              É incrível ver como a fé e a religião toldam mesmo o pensamento e o raciocino!!
              (para quem tem algum défice de cultura/educação/inteligência, a politica também acaba por ser uma religião)!…
              Mas, tantos “iluminados” e nenhum foi capaz de colocar sequer um desses tais destinatários do Portugal 2020…
              Eu, por acaso, já vi a lista toda (até está lá a empresa onde trabalho!) e ainda não percebi muito bem onde é que nessa lista se encontram “pérolas” como: “este défice foi pago pelo quadro comunitário de apoio”, ou “o estado… desviou grande parte do quadro de apoio para financiar a máquina do estado”!…
              Ainda não consegui encontrar e fico à espera que nos elucidem!
              Para facilitar, aqui fica a lista completa:
              https://www.portugal2020.pt/Portal2020/OperacoesAprovadas

            • Eh lá….
              É interessante ver como a fé e a religião toldam mesmo o pensamento e o raciocino!!
              (para quem tem algum défice de cultura/educação/inteligência, a politica também acaba por ser uma religião)!…
              Mas, tantos “iluminados” e nenhum foi capaz de colocar sequer um desses tais destinatários do Portugal 2020…
              Eu, por acaso, já vi a lista toda (até está lá a empresa onde trabalho!) e ainda não percebi muito bem onde é que nessa lista se encontram “pérolas” como: “este défice foi pago pelo quadro comunitário de apoio”, ou “o estado… desviou grande parte do quadro de apoio para financiar a máquina do estado”!…
              Ainda não consegui encontrar e fico à espera que nos elucidem!
              Para facilitar, aqui fica a lista completa:
              https://www.portugal2020.pt/Portal2020/OperacoesAprovadas

            • Eu trabalho num agrupamento de escolas aqui no Norte do país e posso afiançar que tanto no Ministério da Educação, nas Autarquias, Secretarias de Estado, Ministério da Saúde, Centros de Emprego e praticamente qualquer organismo do Estado (central ou local) existe a necessidade de recorrer ao quadro de apoio como forma de contornar as limitações orçamentais. De outro modo, a maioria das estruturas não conseguiriam suportar os seus custos. Se o senhor consultar com rigor a listagem de projetos aprovados verá que todos estes organismos estão presentes nessa lista seja em termos de investimentos em estruturas (FEDER) seja em termos de projetos FSE que possibilitam financiar parte dos encargos correntes, onde se inclui igualmente o pessoal.

            • Arre que o homem é burro ou não sabe ler! Estão lá praticamente todas as entidades públicas. Pessoalmente não me consigo recordar de mais alguma.

          • Agora é que o “Eu!” se enterrou até ao pescoço. Aquela mxxxxx está repleta de entidades estatais tudo a viver à conta dos euros da europa. O país está todo fxxxxxx

            • Coitado… tu é que estás todo fxxxxx tal é a ignorância que demonstras….
              Vai lá ver a lista, por exemplo, dos fundos atribuídos à Alemanha e vê quantos dos beneficiários são entidades publicas e depois PENSA!!

    • Resta saber se a união europeia faz ideia para onde está a ser dirigido o dinheiro do quadro de apoio, nomeadamente para pagamento de salários e despesas correntes da administração pública. Este défice ficará para a história como o maior embuste da democracia portuguesa.

      • Apoiadíssimo, caro Embuste. Tem toda a razão. E não esquecer também que a partir de metade de 2016 o estado suspendeu todos os pagamentos e responsabilidades que conseguiu.

      • A tua inteligência é que parece ser um verdadeiro embuste!…
        Não me digas que agora as atribuições do Portugal 2020 são top-secret?!…
        Mas, a natureza humana é mesmo assim: as mentes pequeninas adoram conspirações, fábulas, etc…
        A UE (e qualquer pessoa – desde que saiba ler e tenha capacidade para interpretar) pode consultar a lista aqui:
        https://www.portugal2020.pt/Portal2020/OperacoesAprovadas
        Agora só falta descobrir qual dos beneficiários representa os tais “pagamento de salários e despesas correntes da administração pública”!
        Quando descobrires, avisa (e, informa a UE – como é dever de qualquer cidadão)!!
        .
        Já agora e para quem, como tu, não faz mínima ideia do que é o Portugal 2020, aqui fica:
        https://www.portugal2020.pt/Portal2020/o-que-e-o-portugal2020

        • O senhor é mesmo distraído!
          Mas deu-se sequer ao trabalho de ver a lista? É que o senhor não só não conhecia a lista como também não a leu! Acredite que eu já a conheço há muito.

          É seu hábito falar sem qualquer conhecimento dos assuntos que aborda?
          Então não há financiamento da máquina do estado pelo Portugal 2020?
          Mas você existe mesmo ou é algum programa informático?!

          Procurei publicar aqui a lista das mais de 4.000 entidades públicas presentes na lista de 2016 (que inclui municípios, comunidades intermunicipais, governo central, hospitais, centros de saúde, turismo, centros de emprego, universidades, politécnicos, agrupamentos de escolas,etc) e o zap deu-me uma mensagem de erro por o comentário ser demasiado longo. Também só eram mais de 4.000 linhas na componente FSE!

          E isto não é tudo. Espere para ver em 2017 que ainda vai ser melhor.
          Acorde de uma vez por todas. E não seja mal educado para as outras pessoas como resultado da sua total ignorância sobre os assuntos que aborda. Se não sabe, informe-se!

        • Mais um pretenso iluminado que deve ter concluído o 9º ano nas novas oportunidades ou num qualquer domingo de páscoa. E depois saem comentários destes. Volta à escola, colega!

        • Eh eh eh eh… é só entidades públicas a mamar forte e feio no Portugal 2020. De hospitais, escolas, municípios, secretarias de estado, está lá tudo!
          Isso explica porque as empresas estão todas a seco e sem capacidade de investir. Eh eh eh … Que grandes artistas, estes nossos governantes. Assim até eu cozinhava um superavit, qual défice qual quê.

        • Pelo que aqui está escrito e pelo que publicou o melhor que tem a fazer é arrumar a viola e pedir desculpa pelas suas barbaridades e pela sua total desinformação. Na lista que o senhor mesmo publicou aparecem muitas entidades públicas se não mesmo todas. Para a próxima informe-se antes, até porque já todos percebemos que o senhor não é de facto deste mundo.

        • Bem, isto está engraçado…
          Estou a ver que alguns sabem ler – agora só falta a capacidade para interpretar o que lêem…
          Continuo à espera de saber onde é que na lista está o: “pagamento de salários e despesas correntes da administração pública” ou “este défice foi pago pelo quadro comunitário de apoio”!…
          Estranho seria se no Portugal 2020 não houvesse nenhum investimento em infraestruturas/serviços públicos, já que esse é um dos principais objectivos dos fundos!
          Mas, pelos comentários, nota-se que não fazem ideia do que é o Portugal 2020, nem o que são os Fundos Europeus…
          .
          Uma escola publica de Berlim também vai receber fundos europeus para fazer um pavilhão novo; será que esses dinheiro é para o pagamento de salários ou para “pagar” o défice alemão?!
          Assim como todos os fundos usados em projectos semelhantes um pouco por toda a Europa desde a Suécia até Chipre?
          Nas cabeças de alguns comentaristas, sim!…
          .
          De resto, é óbvio que, nos últimos anos, praticamente não tem (erradamente!) existido investimento publico (para reduzir o défice) e os fundos são exactamente para contrariar isso!
          Não se percebe o espanto de certas almas, quando esse é, precisamente, o objectivo dos fundos!!
          Não são para “pagamento de salários e despesas correntes da administração pública” nem para “pagar” o défice, como alguns palermas ignorantes andam por aí a espalhar!…

          • Isto é só disparates. Pérolas dignas de serem emolduradas. Será que alguém é capaz de perder um pouco de tempo e lhe explicar um mínimo disto para ele poder fazer conversa pelo menos no café?

          • Alguém lhe explique pelo menos o que é o FSE e o FEDER. O resto ele que procure. Também tem de fazer alguma coisa pela vida.

        • Arre que este homem não sabe mesmo nada de nada. Dizia que sabia tudo do portugal 2020 e agora vem perguntar onde estão os pagamentos de salários, etc. Vejo que afinal não conhece uma única medida. Sendo assim, passe bem e leia os regulamentos dos programas. Tenho a informá-lo que terá leitura para muitos, muitos dias, mas depois compreenderá tudo melhor… muito melhor. Pelo que escreveu constato de imediato que nem sabe o que é o FEDER nem o FSE. Comece por aí e já tinha evitado este último comentário.
          Até lá poupe-me!

          • E assim vão os argumentos: “Ora, ora…” Notável o que sai dessa cabeça! Fantástico como Deus deu cérebros a quase todos.

            • Ena, tantas letras, Cabeçudo! Isso é que foi um grande trabalho! E algumas até são palavras (e até fazem sentido dentro de uma frase!)? Ui… Mas que pena… com todo este esforço queimou o último neurónio (que devia ser laranja de origem) que tinha… E já devia ter muito uso. Infelizmente não há à venda nas farmácias. Que pena…

      • “deixaram o pais a miseria”? E o casalinho Passos Portas deixou-nos aonde? Na opulência? Deixou-nos sim à mercê de interesses estrangeiros ao vender empreseas ao desbarato! Endireitaram o país? Deve estar a brincar! Encheram os bolos sim!

    • É um pouco como o dilema da esquerda. Como manter o estado grande para haver muito espaço para negociatas e esquemas (sempre justificadas em prol do bem-estar coletivo) se o défice tem de ser curto. Solução: como não se cortam as despesas, aumentam-se os impostos e assim a festa continua.

      • “negociatas e esquemas”… HA, HA, HA, HA, HA, HA, HA, HA, HA, HA!!! O Festeiro é comediante. Vou falar ao Correio da Manhã. Talvez tenham um lugar para si. Isso é que é talento!

          • É curioso como não conseguiu ver a ironia do meu comentário. E que escola se refere? A sua, claramente, não o ensinou a perceber as ironias (bem claras!). Caso haja alguma dúvida (o que é bem provável) estava-me a referir ao Correio da Manhã.

            • Atendendo aos inúmeros disparates que por aqui escreve duvido muito sequer que saiba o que é ironia. Passe bem.

            • “Atendendo aos inúmeros disparates que por aqui escreve duvido muito sequer que saiba o que é ironia. Passe bem.”. Muito obrigado por comprovar o meu primeiro comentário: O senhor Festeiro é MESMO um comediante!!!
              Sabe o que é irónico? É o PSD estar sempre a “defender” os interesses (?) do povo, quando passou quatro anos e meio a ignorar o povo. Isso sim é que é ironia! Passe bem também!

            • Disparates? Não fui eu que escrevi “Como manter o estado grande para haver muito espaço para negociatas e esquemas”! O “Governo” anterior tentou diminuir o Estado… Será que tentou? Diminuiu aos ministros mas os assistentes eram aos montes (= a MAIS Estado!). E criou bastante espaço para “negociatas e esquemas” (submarinos, pandurus, bancos, etc). Depois sou eu que digo disparates!
              “sempre justificadas em prol do bem-estar coletivo”. A traquitana fez as coisas em prol dos interesses económicos (os agiotas) da Europa. O que será melhor? O povo português ou aqueles que criaram esta crise? Depois sou eu que digo disparates!

            • Sim nós sabemos que o senhor não tem mais nada a dizer. De resto, ao longo de todos estes posts demonstrou bem que pouco ou nada tinha a dizer sobre este assunto.

  2. Imagine-se se em 2011 quando o país estava com um défice próximo dos 10% se temos apanhado este artista estávamos já à muito tempo com um défice 0% e até teria ficado muito bem ao partido que meteu o país no atoleiro tirá-lo de lá!.

  3. Como tenho memória e não sou sócio dos três grandes, recordo as artimanhas e os golpes de rins que os craques que alinham com a direita dos interesses (exploradores/corruptos/parasitas, mascararam o défice, para o apresentar a Bruxelas abaixo dos 3%, ou privatizavam ativos do Estado para entregar aos amigos ou, incorporavam nas contas os fundos de pensões dos empregados trabalhores. Esta prática, era por vezes revelada pela imprensa livre, mostrando o gráfico do défice real e fictício ( o enviado para Bruxelas) e agoram “berram” por tudo e por nada porque, começam aperceber que, além do trabalho do atual ministro das finanças e do govermo, as pessoas já têm os olhos mais abertos.

  4. Tens memoria ??? Chamas corruptos aos que endireitaram as contas publicas ???que raio de memoria tens tu??deves tar e com amnesia ja te esqueceste como o cabrao do socrates deixou o pais???que raio de memoria tens?so te lembra o que convem!!!

    • Realmente as contas do Novo Banco, do Banif, da GCD, etc, ficaram mesmo “direitinhas”…
      Saída limpa, diziam eles…
      Já para falar da venda (oferta!) de património publico os desbarato aos amigos, como a EDP (para o amigo Catroga), a REN, a ANA, os CTT, a desnecessária Barragem do Tua (para os amigos Mota-Engil (do Portas e da Cristas)), do “negócio” dos vistos Gold (para o Macedo e amigos), do negócio (ainda mais manhoso que o anterior) dos helicópteros Kamov, da concessão (do lucro) do Oceanário os amigos da Jerónimo Martins, da concessão (doação?) dos Estaleiros navais de Viana aos amigos da Martifer, etc, etc, etc…
      Corruptos?! Nãoaaa… indivíduos extremamente competentes e sempre a pensar no melhor para o país!

      • Este é a voz do dono. Está tudo dito pela quantidade enorme de disparates que diz aqui no zap. Pior que ser cego é não querer ver.

        • Tem toda a razão, Sr Filipe Vidal. “Pior que ser cego é não querer ver.” Pena que não siga essa máxima.

        • Olha, outro “expert”!…
          A constatação do óbvio (venda do país ao desbarato, ocultação dos problemas no Banif, da CGD, etc, etc) são disparates?
          Tens que deixar de dar ouvidos “ao dono” e começar a pensar…

          • E quem anos após anos deixou criar os buracos que referes? Sabes quem é o vice-governador do bando central europeu e o que o senhor fazia antes (ou devia fazer)? Sabes o que os teus amigos fizeram na cgd? E o buraco em que deixaram o país com uma dívida incomportável e um défice de 11%?
            Só podes mesmo ter fugido de um hospício! Pelo menos toma alguma medicação para caíres na realidade.

            • “Meus amigos”?!
              Bem… como comentários dessa categoria não há muito mais a dizer!…
              Sei muito bem o que esses parasitas fizeram, e?
              Agora a questão é: o que foi feito nos últimos anos para resolver o problema?!
              Pois…
              .
              Mais uma vez se constata que, para quem tem algum défice de cultura/educação/inteligência, a politica também acaba por ser uma religião!!
              E as religiões nunca foram uma coisa boa…

      • Olha-me este artista!
        E quem escolheu a atual Procuradora Geral da República que aparentemente veio pôr ordem nisto tudo? Acha mesmo que se queriam continuar a roubar, como os seus amigos, a teriam escolhido? Provavelmente teriam optado por outra solução mais amiga. E quem deixou cair o Dono disto tudo? O senhor é mesmo tapadinho de todo. Vá a Cuba que por lá fazem umas operações jeitosas e vem de lá seguramente melhor.

        • Hahahaa….
          Oh anjinho, quem nomeia a procuradora é o Presidente da Republica, mas, e isso anula todas a burlas que foram feitas e a venda do país ao desbarato?!!
          Anula a inacção/ocultação dos problemas do Banif, CGD, etc?
          E os 10.000 milhões que “fugiram sem controlo ” para offshores?
          Pois, deixaram “cair” o dono disto tudo e também “não haveria custos para o contribuinte” – o resultado está à vista!!
          Andas mesmo tapadinho…

          • os 10.000.000 que refere ao que tudo indica pagaram impostos. E sabe… acho que envolve os amigos do outro lado do oceano dos seus amigos de cá! Apenas não surgiram nas estatísticas… que também não eram à altura obrigatórias. Informe-se primeiro que isto assim ninguém o pode levar a sério.

            • “Meus amigos”?!
              Mas será que não tem capacidade para, pelo menos, usar argumentos um pouco mais elaborados?!
              Já chega de comentar como se estivessem a falar do Benfica…
              Eu não tenho amigos na politica e, muito menos amigos ladrões e parasitas!…
              .
              Não foram 10.000.000€; foram 10.000.000.000€!
              Não sei se sabe a diferença…
              E, até agora, nada indica que tenham pago os devidos impostos!
              As estatísticas começaram a ser obrigatórias em 2010 – mas entre 2011 e 2015 não foram publicadas!!
              Percebido?
              Mesmo que não fosse obrigatório, faz todo sentido que transferências de um valor tão elevado deveriam ser sempre escrutinadas pelo Fisco!
              Agora devolvo-lhe o conselho: INFORME-SE!!

            • Apoiado Joana. Esta malta só tem argumentos de café.
              Mas numa coisa acertaram, são 10.000.000.000 e não 10.000.000.

            • Pois, são argumentos de café são… já os teus…
              A Joana bem precisa de apoio dos ‘distraídos’ depois de escrever asneiras como: “Apenas não surgiram nas estatísticas… que também não eram à altura obrigatórias.”
              Vai ‘atrás’ do que ela escreve que vais longe…

      • O senhor só deve jogar com um único neurónio, se é que tem algum!

        Então vejamos o chorradilho de disparates que para aí vai:

        “Realmente as contas do Novo Banco, do Banif, da GCD, etc, ficaram mesmo “direitinhas”…”
        Bem, parece que desconhece o que se passou pela cgd. Pergunte ao 44, ao Vara e aos amigos.
        Quanto ao novo banco. Se estivessem lá os seus amigos o banco continuaria a existir porque a cgd punha a mão por trás para não deixar cair e o povo todo pagava sem saber bem o quê nem como.
        Banif e outros afins- Já viu que durante muitos anos houve em Portugal um regulador que possibilitou tudo isso. Depois emigrou e foi promovido.

        “Já para falar da venda (oferta!) de património publico os desbarato aos amigos, como a EDP (para o amigo Catroga)” – enfim, o Catroga é quem detém a EDP e é chinês e tudo. Se não fossem tantas as palermices que diz ainda pensaria que estaria a teclar com um ser humano. Mas só pode mesmo ser uma máquina que está a fazer copy paste pela net e como não consegue relacionar tudo, sai asneira atrás de asneira.

        a REN – interessante. Os seus amigos deram-se mal por lá. Disso não fala. Ao que os tribunais julgaram, deu para tudo.

        a ANA, os CTT, a desnecessária Barragem do Tua (para os amigos Mota-Engil (do Portas e da Cristas)) – Enfim, mais um mau resultado das pesquisas aleatórias da internet. Se tem provas apresente-as!

        “do “negócio” dos vistos Gold (para o Macedo e amigos)” – que caso não saiba está a ser investigado e será julgado porque o governo anterior teve os tomates de nomear uma PGR que é independente, tem olhos e vontade. Se alguém cometeu crime condene-se. Seja quem for.

        “da concessão (doação?) dos Estaleiros navais de Viana aos amigos da Martifer, etc, etc, etc…” – se calhar não percebeu que neste negócio quem ficou mal foi mesmo a Martifer que teve de fazer um favor ao governo e arcar com um buraco sem fundo. É só palermices. O senhor fala de cor de tudo e nada conhece.

        Interne-se de uma vez por todas e ganhe juízo!

        • “meus amigos”?!
          Quando aos argumentos chegam a este nível, não há muito mais a dizer!…
          Já te disse que quem nomeia a procuradora é o PR!
          Tens jeito para desconversar, mas gostei especialmente desta parte: “quem ficou mal foi mesmo a Martifer que teve de fazer um favor ao governo e arcar com um buraco sem fundo!!…
          Hahahaa…
          Pois, realmente coitada da Martifer, que anda por aí a fazer favores!…
          Disparates e palermices, dizias tu…

  5. Mas porque é que a direita partidária não reconhece a sua voraz tendência para engordar sempre os mesmos???????????????
    Deixem agora comer um pouco e emagreçam um bocado???????????????

        • O senhor não percebeu que isto não é uma questão de azia mas antes de justiça. Pessoalmente nunca recebi nada do estado. Não sei se consegue dizer o mesmo. O que eu procuro é que o dinheiro dos nossos impostos seja bem gasto e não estejamos permanentemente a caminho de novo pedido de auxílio. Já chega!

          • Tem toda a razão! É uma questão de justiça! É preciso evitar um novo pedido de resgate! É preciso que este governo continue!
            Também gostaria que o dinheiro dos impostos (por agora não desconto, mas já descontei, e nada recebo do Estado) fosse bem gasto! Mas isso não é possível. O que é possível é esperar que este Governo faça melhor que o Governo anterior (os enormes impostos eram para agradar a “União” e não para investir aqui). Pior não fará!
            Cancele as pastilhinhas. Compre um terço e reze muito!

  6. Este sujeito a gabar-se quando toda a conjuntura lhe é favorável. Mas mesmo assim usa e abusa de um esmagamento sectorial do país. Eu queria ver este habilidoso a governar logo após a derrocada Sócrates. Aí é que veria se tinha unhas e a mesma fanfarronice que nestes tempos evidencia.

RESPONDER

Ministério Público alemão assume que Maddie McCann está morta

O procuradores do Ministério Público alemão acreditam que Madeleine McCann foi assassinada. O investigador Christian Hoppe, do Bundeskriminalamt, revelou que a criança pode ter sido alvejada quando o suspeito assaltava o apartamento da família. O procuradores do …

Nadadores-salvadores devem privilegiar salvamento "sem entrar na água"

A Federação Portuguesa de Nadadores-Salvadores divulgou hoje alguns dos procedimentos que os vigilantes devem adotar na época balnear face à pandemia, como privilegiar o salvamento “sem entrar na água” ou abordar o náufrago pelas costas. “Ainda …

Confederação do Turismo propõe Lay-off simplificado, banco de horas e horário concentrado

A Confederação do Turismo de Portugal (CTP) propôs ao Governo 99 medidas para mitigar as consequências "gigantescas" que a pandemia está a ter no sector, apontando um cenário de "eclipse total e asfixia". Segundo noticiou esta …

Coreia do Norte ameaça romper acordo militar com Seul

A Coreia do Norte ameaçou hoje romper o acordo militar com a Coreia do Sul e fechar o gabinete de ligação transfronteiriça, se Seul não impedir que ativistas continuem a enviar panfletos através da fronteira. A …

Moratórias no crédito prolongadas até 31 de março de 2021

O Governo decidiu estender a moratória nos empréstimos dos bancos às famílias e empresas afetadas pela crise. As prestações e juros só voltarão a ser pagos depois de 31 de março de 2021, apurou o …

Santana Lopes deixou funções executivas no Aliança. Mas não "deserta"

O fundador do partido Aliança deixou, recentemente, as suas funções executivas por "motivos profissionais", mas promete "não desertar", "muito menos em alturas difíceis". No passado dia 15 de maio, Pedro Santana Lopes pediu a suspensão das …

Pela primeira vez em 30 anos, Hong Kong proíbe vigília em memória de Tiannamen

Pela primeira vez em 30 anos, tanto Hong Kong como Macau não vão ter vigílias em homenagem às vítimas do massacre de Tiananmen. A Polícia de Hong Kong proibiu a vigília em memória do massacre de …

Portugal com mais 8 mortos e 331 casos positivos em 24 horas

Portugal registou mais oito mortes e 331 casos positivos de infeção pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, de acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde. Esta quinta-feira, Portugal registou 1.455 mortes por …

IL rejeita Marcelo Rebelo de Sousa e aposta em Adolfo Mesquita Nunes

O Iniciativa Liberal (IL) não vai apoiar a eventual recandidatura de Marcelo Rebelo de Sousa. Para o partido, um dos nomes em cima da mesa para as Presidenciais é "fácil" e só depende da "vontade …

Comissão Europeia "otimista" na rápida retoma económica em Portugal

A Comissão Europeia diz estar "razoavelmente otimista" sobre uma "rápida recuperação" económica de Portugal após a crise gerada pela covid-19 e considera que a forma como o país "controlou" a pandemia beneficiará a retoma do …