Centeno compromete-se com “défice mais baixo da história da democracia”

Miguel A. Lopes / Lusa

O ministro das Finanças, Mário Centeno

O ministro das Finanças, Mário Centeno

O ministro das Finanças assegurou esta quarta-feira que o défice orçamental de 2016 não será superior a 2,1% do PIB, considerando que os indicadores mais recentes da economia são “alicerces mais sólidos” e que ajudam à “saúde das contas públicas”.

“O défice em 2016 será o mais baixo da história da nossa democracia e não será superior a 2,1%”, afirmou hoje Mário Centeno na comissão parlamentar de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa.

Depois de citar os números da economia portuguesa divulgados na terça-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), que dão conta de um crescimento médio do Produto Interno Bruto (PIB) de 1,4% em 2016, o ministro afirmou que “Portugal possui hoje alicerces mais sólidos para garantir um crescimento económico sustentado e equitativo, mas também pela saúde das contas públicas”.

Além disso, o ministro das Finanças anunciou que o Estado vai “muito brevemente” amortizar parte da dívida ao FMI, acrescentando que Portugal está autorizado a devolver 1.700 milhões de euros e que estas amortizações antecipadas não ameaçam o financiamento da República.

O governante afirmou que “o plano de financiamento da República continua a ser sustentado numa redução do endividamento ao Fundo Monetário Internacional”, recordando que, nos últimos dois meses do ano passado, já “foram feitos pagamentos de 2,5 mil milhões de euros” à instituição liderada por Christine Lagarde.

De acordo com o ministro, “nada foi feito que significasse um atraso nem colocasse em causa o financiamento da República Portuguesa” e estas devoluções antecipadas ao FMI são possíveis porque o executivo tem “canalizado os ganhos de liquidez do Estado, por exemplo os ‘cocos’ do BCP, para amortizar essa dívida”.

Costa encara 2017 “com confiança”

“Isto significa um resultado que é mais promissor do que aquilo que era a previsão mais otimista que o Governo apresentou no início de 2016”, acentuou António Costa.

“Podemos encarar este ano de 2017 com confiança, ao verificar que até instituições europeias que habitualmente têm manifestado algum ceticismo apresentam hoje previsões de crescimento mais otimistas que o próprio Governo tem assumido”.

O primeiro-ministro falava no aeroporto de Lisboa, na assinatura do memorando de entendimento entre o Governo e a ANA – Aeroportos de Portugal, texto assinado depois de o aeroporto de Lisboa ter ultrapassado os 22 milhões de passageiros em 2016 cinco anos antes do calendário previsto no contrato de concessão.

O calendário para efetivar a escolha do Montijo como aeroporto complementar de Lisboa prevê que até novembro deste ano sejam completados os estudos ambientais, enquanto na primeira metade de 2018 serão concluídas a avaliação ambiental e a negociação contratual com a ANA.

Marcelo: Governo (e oposição) deviam estar felizes

O Presidente da República considerou esta quarta-feira que Governo e oposição devem ficar felizes com a boa notícia de que o défice de 2016 não será superior a 2,1% do PIB, assumindo que perdeu uma discussão com o primeiro-ministro.

No final da visita à OGMA – Indústria Aeronáutica de Portugal, em Alverca, Marcelo Rebelo de Sousa foi questionado pelos jornalistas sobre a garantia feita esta quarta-feira no parlamento pelo ministro das Finanças.

“Acabam de me dar a notícia de que o défice é muito melhor do que se pensava. Eu registo essa notícia e fico muito feliz. Penso aliás que todos os portugueses, quer do Governo quer da oposição, devem ficar felizes com isso porque isso significa uma boa notícia para o futuro de Portugal”, considerou.

Começando por pedir aos jornalistas que lhe dessem conta desses valores anunciados uma vez que disse não saber, o Presidente da República assumiu que perdeu a “discussão com o senhor primeiro-ministro”.

“Porque eu entendia que ficava em 2,5% e o senhor primeiro-ministro dizia que ficava muito abaixo de 2,5%. Está visto que perdi”, explicou.

Segundo Marcelo Rebelo de Sousa, “como disse o comissário europeu [Pierre] Moscovici supera todas as expectativas”.

“Eu tinha dito uma coisa parecida a uma entrevista em Espanha e vejo que de facto na altura não esperava um resultado tão bom. É bom para Portugal e portanto é bom para os portugueses. É uma boa notícia”, enfatizou.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Isto é que devia ter sido notícia de abertura dos telejornais das TVs e não o lavar de roupa suja da CGD que o PSD e CDS tentam usar como tema principal, para abafar as boas notícias que este governo conseguiu.

    • Muito bem se o governo anterior deixasse um defice de 11% de certeza que nao tinham agora este deixaram- lhe a cama feita e as dividas dos hospitais farmacias etc estao por pagar para nao carregar o defice e a caixa geral de depositos tanbem ficou para agora tanbem para nao aumentar o defice ouve sempre coisas escondidas ….!!!

  2. Não percebo…
    Se vamos devolver 1700 milhões a curto prazo e recentemente fomos aos mercados com juros mais altos que dantes… Porque não devolvemos a diferença em vez de aumentar o endividamento???
    Este país não é para a minha singela inteligência ou então vivemos muito acima das nossas possibilidades…

RESPONDER

"DeepNude". Inteligência Artificial "tirou a roupa" a mulheres nas redes sociais

A empresa de informação Sensity alertou que mais de 100 mil imagens foram carregadas para um canal de Telegram onde um bot "tirou a roupa" de mulheres. A empresa de segurança Sensity revelou recentemente que existe …

Poluição atmosférica "custa" a cada citadino europeu 1.276 euros por ano

A poluição atmosférica "custa" 1.276 euros por ano a cada cidadão europeu residente em cidades, de acordo com um estudo da Aliança Europeia de Saúde Pública (EPHA) divulgado esta quarta-feira. O estudo chegou ao valor médio …

"Emergência arqueológica". O degelo dos Alpes está a "libertar" artefactos escondidos há milhares de anos

As alterações climáticas podem estar a ajudar os arqueólogos a encontrar artefactos escondidos nos glaciares do Alpes há milhares de anos. O derretimento dos glaciares dos Alpes está a "liberta" objetos que permaneceram congelados no tempo …

Thermite RS3 é o primeiro robô de combate a incêndios dos EUA (e está pronto a entrar ao serviço)

O Corpo de Bombeiros de Los Angeles, nos Estados Unidos, deu as boas-vindas ao mais recente membro da equipa: um bombeiro robótico. O Thermite RS3 é um rover de controlo remoto capaz de bombear milhares de …

Inventor dinamarquês que matou jornalista no seu submarino escapou da prisão (mas já foi apanhado)

O inventor dinamarquês Peter Madsen, condenado a prisão perpétua por torturar e assassinar a jornalista sueca Kim Wall, fugiu da prisão esta terça-feira.  As autoridades dinamarquesas capturaram-no minutos depois. Peter Madsen, o dinamarquês condenado a prisão …

Molécula descoberta por menina de 14 anos pode levar a uma cura para a covid-19

A jovem norte-americana de 14 anos, Anika Chebrolu, descobriu uma molécula que pode levar a uma potencial cura para a covid-19. Enquanto cientistas dos quatro cantos do mundo trabalham no desenvolvimento de uma vacina para a …

Cerca de 1.300 reclusos fogem de prisão no Congo após ataque do Estado Islâmico

Cerca de 1.300 reclusos escaparam de uma prisão na República Democrática do Congo na manhã de terça-feira, após um ataque reivindicado pelo Estado Islâmico, informou a Organização das Nações Unidas (ONU). Embora as autoridades locais tenham …

Amesterdão vai usar flores para impedir que os ciclistas estacionem bicicletas nas pontes

A cidade conhecida pelo uso de bicicletas, vai agora tomar uma medida em relação ao estacionamento destas nas pontes. Tudo para proteger as vistas para os seus famosos canais. Amesterdão orgulha-se de ser uma das cidades …

Morreu voluntário envolvido no ensaio da vacina de Oxford. Tinha 28 anos e era médico recém-formado

As autoridades de saúde brasileiras divulgaram esta quarta-feira a morte de um voluntário dos testes da vacina contra a covid-19, desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca e pela Universidade de Oxford. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), …

Milo, o "comunicador de ação" que permite conversar em grupo durante atividades ao ar livre

Chegou o Milo, o novo aparelho que vai revolucionar as aventuras em grupo. Este pequeno dispositivo permite-lhe conversar com o seu grupo à distancia sem precisar de levar o smartphone para o meio da montanha, …