Centeno compromete-se com “défice mais baixo da história da democracia”

Miguel A. Lopes / Lusa

O ministro das Finanças, Mário Centeno

O ministro das Finanças, Mário Centeno

O ministro das Finanças assegurou esta quarta-feira que o défice orçamental de 2016 não será superior a 2,1% do PIB, considerando que os indicadores mais recentes da economia são “alicerces mais sólidos” e que ajudam à “saúde das contas públicas”.

“O défice em 2016 será o mais baixo da história da nossa democracia e não será superior a 2,1%”, afirmou hoje Mário Centeno na comissão parlamentar de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa.

Depois de citar os números da economia portuguesa divulgados na terça-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), que dão conta de um crescimento médio do Produto Interno Bruto (PIB) de 1,4% em 2016, o ministro afirmou que “Portugal possui hoje alicerces mais sólidos para garantir um crescimento económico sustentado e equitativo, mas também pela saúde das contas públicas”.

Além disso, o ministro das Finanças anunciou que o Estado vai “muito brevemente” amortizar parte da dívida ao FMI, acrescentando que Portugal está autorizado a devolver 1.700 milhões de euros e que estas amortizações antecipadas não ameaçam o financiamento da República.

O governante afirmou que “o plano de financiamento da República continua a ser sustentado numa redução do endividamento ao Fundo Monetário Internacional”, recordando que, nos últimos dois meses do ano passado, já “foram feitos pagamentos de 2,5 mil milhões de euros” à instituição liderada por Christine Lagarde.

De acordo com o ministro, “nada foi feito que significasse um atraso nem colocasse em causa o financiamento da República Portuguesa” e estas devoluções antecipadas ao FMI são possíveis porque o executivo tem “canalizado os ganhos de liquidez do Estado, por exemplo os ‘cocos’ do BCP, para amortizar essa dívida”.

Costa encara 2017 “com confiança”

“Isto significa um resultado que é mais promissor do que aquilo que era a previsão mais otimista que o Governo apresentou no início de 2016”, acentuou António Costa.

“Podemos encarar este ano de 2017 com confiança, ao verificar que até instituições europeias que habitualmente têm manifestado algum ceticismo apresentam hoje previsões de crescimento mais otimistas que o próprio Governo tem assumido”.

O primeiro-ministro falava no aeroporto de Lisboa, na assinatura do memorando de entendimento entre o Governo e a ANA – Aeroportos de Portugal, texto assinado depois de o aeroporto de Lisboa ter ultrapassado os 22 milhões de passageiros em 2016 cinco anos antes do calendário previsto no contrato de concessão.

O calendário para efetivar a escolha do Montijo como aeroporto complementar de Lisboa prevê que até novembro deste ano sejam completados os estudos ambientais, enquanto na primeira metade de 2018 serão concluídas a avaliação ambiental e a negociação contratual com a ANA.

Marcelo: Governo (e oposição) deviam estar felizes

O Presidente da República considerou esta quarta-feira que Governo e oposição devem ficar felizes com a boa notícia de que o défice de 2016 não será superior a 2,1% do PIB, assumindo que perdeu uma discussão com o primeiro-ministro.

No final da visita à OGMA – Indústria Aeronáutica de Portugal, em Alverca, Marcelo Rebelo de Sousa foi questionado pelos jornalistas sobre a garantia feita esta quarta-feira no parlamento pelo ministro das Finanças.

“Acabam de me dar a notícia de que o défice é muito melhor do que se pensava. Eu registo essa notícia e fico muito feliz. Penso aliás que todos os portugueses, quer do Governo quer da oposição, devem ficar felizes com isso porque isso significa uma boa notícia para o futuro de Portugal”, considerou.

Começando por pedir aos jornalistas que lhe dessem conta desses valores anunciados uma vez que disse não saber, o Presidente da República assumiu que perdeu a “discussão com o senhor primeiro-ministro”.

“Porque eu entendia que ficava em 2,5% e o senhor primeiro-ministro dizia que ficava muito abaixo de 2,5%. Está visto que perdi”, explicou.

Segundo Marcelo Rebelo de Sousa, “como disse o comissário europeu [Pierre] Moscovici supera todas as expectativas”.

“Eu tinha dito uma coisa parecida a uma entrevista em Espanha e vejo que de facto na altura não esperava um resultado tão bom. É bom para Portugal e portanto é bom para os portugueses. É uma boa notícia”, enfatizou.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Isto é que devia ter sido notícia de abertura dos telejornais das TVs e não o lavar de roupa suja da CGD que o PSD e CDS tentam usar como tema principal, para abafar as boas notícias que este governo conseguiu.

    • Muito bem se o governo anterior deixasse um defice de 11% de certeza que nao tinham agora este deixaram- lhe a cama feita e as dividas dos hospitais farmacias etc estao por pagar para nao carregar o defice e a caixa geral de depositos tanbem ficou para agora tanbem para nao aumentar o defice ouve sempre coisas escondidas ….!!!

  2. Não percebo…
    Se vamos devolver 1700 milhões a curto prazo e recentemente fomos aos mercados com juros mais altos que dantes… Porque não devolvemos a diferença em vez de aumentar o endividamento???
    Este país não é para a minha singela inteligência ou então vivemos muito acima das nossas possibilidades…

RESPONDER

Parar de comer quando se está cheio nem sempre é fácil (e há uma razão para isso)

Com alguns alimentos, parar de comer — mesmo quando se está cheio — nem sempre é fácil. Isto porque algumas destas comidas podem ter sido feitas de forma a que tal aconteça. Nenhum alimento é criado …

Há milhares de misteriosos buracos no fundo do mar da Califórnia

Surgiu um novo mistério perto da costa de Big Sur, na Califórnia, no fundo do Oceano Pacífico: há milhares de pequenos fragmentos redondos retirados dos sedimentos do fundo do mar.   A descoberta foi feita como parte …

NASA apresenta "mapa do tesouro" para encontrar água em Marte

Uma equipa de cientistas da NASA elaborou um mapa da água congelada que existe em Marte e que se acredita estar a apenas 2,5 centímetros abaixo da superfície do Planeta Vermelho - isto é, à …

Já se sabe como é que planetas florescem a partir de pequenos pedaços de poeira

Uma equipa de investigadores validou uma teoria que pode explicar como é que os planetas crescem a partir de pequenos pedaços de poeira interestelar. O crescimento de um pequeno pedaço de poeira até um planeta inteiro …

Rainha Isabel II está a procura de um gestor de redes sociais

A família real britânica está à procura de um gestor de redes sociais. O salário vai oscilar entre os 53 e 59 mil euros anuais por 37 horas semanais, de segunda a sexta-feira. A rainha Isabel II …

Cinco antepassados de crocodilos viveram há 150 milhões de anos na Lourinhã

Pelo menos cinco crocodilomorfos, antepassados dos crocodilos, viveram na região da Lourinhã há 150 milhões de anos, durante o período do Jurássico. Num artigo publicado na Zoological Journal of the Linnean Society, os paleontólogos Alexandre Guillaume, …

A radiação de Chernobyl está a deixar as vespas esfomeadas (e isso é má notícia)

A Zona de Exclusão de Chernobyl é a área em torno da cidade ucraniana de Pripyat, onde a Central Nuclear de Chernobyl entrou em colapso em 1986. Apesar de não haver humanos na região, e …

Beethoven deixou a 10.ª sinfonia inacabada (e a IA vai completá-la)

Um dos maiores dilemas da história da música é a obra inacabada de Ludwig van Beethoven (1770-1827), a "10ª sinfonia", com muitos músicos a esforçar-se para finalizá-la, utilizando alguns dos fragmentos disponíveis, mas sem sucesso. Desta …

Orcas bebé têm maior probabilidade de sobreviver se viverem com a avó

Crias de orca que vivam com a avó têm uma maior probabilidade de sobreviver quando comparadas às outras orcas. A experiência destas espécimes mais velhas é essencial para o grupo. Tal como nos humanos, as avós …

A "capital mundial das pessoas feias" mora na Itália

Piobbico, na Itália, é uma cidade medieval repleta de grandes edifícios de pedra cercados por florestas exuberantes. No entanto, a cidade é conhecida pela feiura dos seus habitantes. Esta cidade, com cerca de 2.000 habitantes, alberga …