“Projeto S”. No Brasil, uma pequena cidade inteira foi vacinada e respirou de alívio

Rungroj Yongrit / EPA

A pequena cidade de Serrana, no Brasil, está a respirar de alívio depois de quase toda a população ter sido vacinada contra a covid-19, numa experiência médica batizada de “Projeto S”.

Quatro meses depois do arranque do Projeto S, a pacata cidade brasileira de Serrana, cercada de plantações de açúcar, ganhou um novo fôlego.

Agora, “está tudo praticamente aberto e o ambiente é muito diferente, muito mais leve e alegre”, disse Ricardo Luiz, dono de um conhecido restaurante em Serrana, em declarações à CNN. “Sentimo-nos seguros, ao contrário de outras cidades à nossa volta que estão numa situação muito difícil.”



O Brasil tem o segundo maior número de mortes por covid-19 do mundo, depois dos Estados Unidos, e está a entrar na sua terceira vaga. Só 10% da população brasileira está totalmente vacinada, mas, graças ao Projeto S, os habitantes de Serrana dizem estar a viver uma realidade muito diferente.

Segundo a cadeia britânica, a iniciativa foi coordenada pelo centro biomédico do Instituto Butantan, em colaboração com a Universidade de Medicina de São Paulo, em Ribeirão Preto.

Nesta primavera, os investigadores administraram as duas doses completas da Coronavac a 27.160 adultos, cerca de 95% da população adulta da cidade. A vacina demonstrou eficácia geral de 50,8% em testes da fase III.

As descobertas resultantes do projeto ainda não passaram a revisão por pares, nem foram publicadas numa revista científica. No entanto, de acordo com os resultados preliminares publicados no dia 1 de junho, o estudo mostrou uma redução de 80% no número de casos sintomáticos.

Os internamentos reduziram em 86% e a mortalidade em 95%, números saudados pelo governador de São Paulo, João Doria, como um bom presságio para o resto do país.

A imunização criou uma espécie de “cinturão imunológico” em Serrana, que reduziu drasticamente a transmissão do novo coronavírus no município, mesmo quando o vírus se espalhou pelo país.

“O resultado mais importante foi entender que podemos controlar a pandemia mesmo sem vacinar toda a população. Quando a cobertura chegou a 70%, 75%, a queda na incidência foi percebida mesmo no grupo que ainda não havia completado o esquema de vacinação”, explicou Ricardo Palacios, diretor médico de pesquisas clínicas do Instituto Butantan, à CNN.

O método utilizado no ensaio clínico chama-se staggered wedge trial e baseia-se em dividir a cidade em 25 subzonas, formando quatro grandes grupos populacionais que receberam a vacina em semanas sucessivas entre fevereiro e abril.

Ainda assim, é preciso esperar que os resultados sejam validados e publicados numa revista científica. A vida em Serrana não voltou totalmente ao normal, uma vez que o vírus continua fora de controlo na região: os habitantes ainda necessitam de usar máscaras e respeitar o distanciamento social, regras básicas de saúde que se aplicam a todo o estado.

Os resultados completos do estudo devem ser divulgados no início de julho, mas o Projeto S vai continuar até fevereiro do próximo ano, com a equipa a monitorizar continuamente os moradores de Serrana.

À medida que novas variantes virais continuam a surgir, os cientistas esperam que a Coronavac mantenha a sua eficácia e que a cidade brasileira continue a desfrutar da sua aparente vitória.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Foi um grande erro". Morte de 1400 golfinhos num dia nas Ilhas Faroé criticada até por adeptos da caça

Quase 1500 golfinhos foram mortos no domingo na caça tradicional das Ilhas Faroé, o que motivou críticas até entre os defensores do ritual. Activistas que defendem o fim da caça afirmam que este foi o …

Teorias da 'Síndrome de Havana' "violam as leis da física", dizem cientistas cubanos

Cuba divulgou um relatório, o mais detalhado até à data, no qual cientistas locais criticam as alegações de que diplomatas norte-americanos e canadianos foram submetidos a ataques misteriosos quando estavam destacados no país. O relatório, desenvolvido …

Bill Gates diz que não estamos prontos para a próxima pandemia

Um novo relatório da Fundação Bill e Melinda Gates referiu que as nações não estão a fazer o suficiente para se prepararem para a próxima pandemia, desafiando os países a investir a longo prazo em …

Grécia investiga acidente que vitimou testemunha no julgamento de Netanyahu

As autoridades gregas abriram na terça-feira uma investigação sobre a queda de um avião privado israelita na qual morreu uma testemunha de acusação no julgamento de corrupção do ex-primeiro-ministro Benjamin Netanyahu. O ex-oficial do Ministério das …

Gouveia e Melo: "Nós já ganhámos a este vírus"

O responsável pela 'task-force' que coordena o programa de vacinas contra a covid-19, vice-almirante Henrique Gouveia e Melo, assumiu esta quarta-feira que Portugal "já ganhou a este vírus". "Nós já ganhámos a este vírus, pelo menos, …

Mais 1247 casos e 10 mortos por covid-19. Incidência e R(t) descem

Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais 1247 casos de covid-19 e 10 óbitos. O número de doentes internados também baixou e o R(t) continua a recuar, estando perto do verde na matriz de risco. De …

PSG na Liga dos Campeões: que plantel tinha em 2012?

Messi, Neymar e Mbappé são três das "estrelas" do clube francês, que vai iniciar a sua 10.ª participação consecutiva no torneio. Na primeira, o elenco era bem diferente. Não serão todos os olhos postos, mas quase: …

Número de médicos mais do que triplicou desde o nascimento do SNS, afirma Ordem

O número de médicos inscritos na Ordem (OM) mais do que triplicou nos 42 anos do Serviço Nacional de Saúde (SNS), num período em que a sociedade sofreu "mudanças importantes", evocou hoje a OM. Em comunicado …

Sporting SAD com prejuízo de 33 milhões de euros. Varandas fala em "Novo Sporting"

Presidente leonino justifica maus resultados financeiros com o "contexto mundial de crise, com consequências na quebra de transação de jogadores e das receitas operacionais pela ausência de público nos estádios”. A Sporting SAD apresentou um resultado …

Livro revela que antepassados de Joe Biden possuíam escravos

Uma investigação revelou que dois antepassados de Joe Biden, Presidente dos Estados Unidos, foram proprietários de três escravos. Dois antepassados do lado paterno do Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, eram proprietários de três escravos. Segundo …