Há professores a dar aulas sem receber nas Universidades Públicas (e o ministro diz que é positivo)

José Sena Goulão / Lusa

O ministro da Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Manuel Heitor

Cerca de 400 professores deram aulas no Ensino Superior público sem receber salário em 2018, dos quais 376 em situação alegadamente “ilegal”. A situação motivou uma queixa do Sindicato Nacional do Ensino Superior, mas que foi arquivada pela Inspecção-Geral da Educação e Ciência, com o aval do ministro da tutela que não vê “ilegalidades” no caso e até salienta que é positivo para as Universidades.

O Sindicato Nacional do Ensino Superior (Snesup) queixou-se da existência de “alegadas ilegalidades” nos contratos de vários docentes que deram aulas nas universidades e politécnicos públicos sem receber salários.

Em 2018/2019, houve 400 docentes a exercerem a profissão nestas condições, sendo que 376 deles não cumpririam as condições para serem considerados “casos especiais de contratação”, onde a Lei admite que se seja professor no Ensino Superior público sem receber salário.

Estes dados são avançados pelo Público que lembra que os docentes podem exercer sem serem pagos por isso quando “já estão aposentados ou quando dão aulas ao abrigo de protocolos com outras instituições“.

A situação motivou uma queixa do Snesup que foi, contudo, arquivada pela Inspecção-Geral da Educação e Ciência (IGEC) que não detectou quaisquer “ilegalidades” e até sublinha que este tipo de casos não contribuem “para o agravamento da precariedade laboral no Ensino Superior”, como cita o Público.

“A contratação de docentes convidados sem remuneração, tanto quanto se pode constatar, para além de não contribuir para o agravamento da precariedade laboral no Ensino Superior, tem possibilitado, com a consagração legal deste instrumento pro bono de inter-relação das instituições do Ensino Superior com a sociedade em geral, a continuidade e o surgimento de relevantes contributos prestados por individualidades, internas ou externas à academia, de reconhecida competência científica, pedagógica e ou profissional”, constata a IGEC na decisão datada de Agosto que foi homologada pelo ministro da Educação, Manuel Heitor.

Para o presidente do Snesup, Gonçalo Velho, a decisão da IGEC e a sua aceitação por parte do ministro “comporta gravíssimas consequências para a desvalorização da qualificação avançada, destruindo o trabalho que foi realizado nos últimos anos para reduzir este fenómeno”, conforme declarações ao Público.

O Snesup alerta que o aumento do número de docentes não remunerados no Ensino Superior público vem sendo acompanhado de um aumento na contratação de professores convidados. Em 2018, estes professores convidados representariam 42% de todo o corpo docente, enquanto que em 2012, esse número se fixava nos 30%.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Docentes convidados voluntários. Em Medicina havia este regímen já há mais de 20 anos. Fui docente convidado em tempo parcial de 40%, acumulando com carreira hospitalar durante alguns anos. Depois a Faculdade começou a ter problemas de orçamento e aceitei, com todo o prazer e realização pessoal, o convite para ser docente convidado voluntário, com acordo entre a Faculdade e o Hospital Universitário a cujo quadro permanente pertencia, para que o horário letivo fosse durante o meu horário hospitalar (na altura 42 horas semanais e dedicação exclusiva).

RESPONDER

Coreia do Sul organizou um espetáculo de luzes para agradecer e incentivar o uso de máscara

A Coreia do Sul tem sido dos países com maior sucesso no combate à pandemia de covid-19. Com receio de uma segunda vaga, o Governo organizou uma forma incomum de agradecer aos profissionais de saúde …

Desgostos e namoriscos com humanos. Aquário de Quioto expõe complexas relações dos pinguins num fluxograma

O Aquário de Quioto, antiga capital do Japão, tem um fluxograma onde expõe as relações dos seus pinguins. Entre diferenças de idade, desgostos de amor e até namoriscos com humanos, as relações entre estes animais …

O sangue azul do caranguejo-ferradura é fundamental para a vacina da covid-19. Mas há um problema

O sangue azul do caranguejo-ferradura pode ser um elemento muito importante para encontrar a vacina para a covid-19, mas há um grande senão. O sangue azul do caranguejo-ferradura (Limulus Polyphemus) é a única fonte natural conhecida …

Jovem guarda-redes russo atingido por raio durante um treino

Ivan Zakborovsky, um jovem guarda-redes russo, está em coma induzido. O clube já revelou que o atleta não corre perigo. Ivan Zakborovsky, um guarda-redes de apenas 16 anos do Znamaya Truda, da Rússia, foi atingido por …

Elegante, leve e com fibra de carbono. O Tyr quer ser diferente de todos os outros caiaques

Embora os caiaques com assento se tenham tornado muito populares entre os pescadores, a maioria dos barcos é bastante tubular, pesada e de plástico. O Tyr da Apex Watercraft é diferente por ser elegante, leve …

2029 Majestic, a mota elétrica futurista com um design centenário

A 2029 Majestic é inspirada no modelo original de 1929, mas tem um motor elétrico e peças impressas em 3D. É o casamento ideal entre tecnologia e a tradição. Em 1929, Georges Roy criou a Majestic, …

Fernando Alonso regressa à Fórmula 1 com a Renault

O piloto espanhol Fernando Alonso vai regressar à Fórmula 1 depois de ter abandonado a modalidade em 2018. Assina agora um contrato de dois anos com mais um de opção. A escuderia Renault anunciou esta quarta-feira …

China reitera que não participará no diálogo EUA/Rússia para reduzir arsenal atómico

A China reiterou, esta quarta-feira, que não entrará nas negociações entre os Estados Unidos e a Rússia para um novo acordo que limite a quantidade de armas nucleares, e acusou Washington de “constituir uma ameaça”. Pequim …

Traumas na infância e um pai "sociopata". As revelações do livro da sobrinha de Trump

O livro de memórias de Mary Trump, sobrinha do Presidente norte-americano Donald Trump, já chegou às mãos de vários jornalistas nos Estados Unidos. A data de publicação está marcada para dia 14 de julho. No livro, …

Rússia detém antigo jornalista por acusações de traição

O ex-jornalista Ivan Safronov, assessor do diretor da agência espacial russa Roscosmos, foi detido esta terça-feira e acusado de traição. Esta terça-feira, as autoridades russas prenderam um antigo jornalista que trabalhava agora como assessor do chefe …